Corrupção

 

Segundo Hass McCook, um MBA de Oxford, a lavagem de dinheiro gira em torno de 2,5 do PIB de um país.

Isto inclui dinheiro da corrupção governamental, tráfico de drogas, roubo de carga, propinas do setor privado e estelionatos.

Ou seja, a corrupção governamental não chega a 0,5% do PIB, embora seja muito dinheiro quando dividido entre digamos as 1000 famílias mais influentes do governo.

O que muitos esquecem é que boa parte dos orçamentos dos governos está comprometida com salários, aposentadorias e juros. E os investimentos novos, onde haveria margem de manobra, são menores que 1% do PIB. E o roubo seria uma porcentagem destes 1%.

Corrupção não é o nosso grande problema, aliás eu até acho que está sendo resolvido internamente.

Digo isto porque hoje as 1000 famílias mais poderosas deste país estão fazendo a maioria de seus negócios no exterior. Perdoando dívidas na Nigéria, comprando petroquímicas nos Estados Unidos, construindo portos em Cuba, longe portanto do poder de fiscalização do Tribunal de Contas.

Graças à Receita Federal e a Lei da Responsabilidade Fiscal está cada vez mais difícil fazer negócios escusos aqui no Brasil.

Algo para se pensar.

 

(Lido por 125 pessoas até agora)

UA-1184690-14