Da Inviabilidade  Eleitoral da Direita

A direita não será reeleita jamais
Direita

A direita jamais será eleita no futuro do Brasil.

E se a direita for eventualmente eleita por um lapso da história, como ocorreu com Collor e Bolsonaro, jamais será reeleita.

Como de fato não foram Collor e Bolsonaro.

E ambos foram proibidos de se reelegerem no futuro, afastados do poder.

Verdade seja dita em ambos os casos, a direita foi um vencedor improvável e inesperado, e nem os liberais nem os conservadores brasileiros os apoiaram inicialmente.

A razão pela qual a direita nunca mais será eleita é a mesma que ocorre em Cuba, Rússia, Albânia, Coreia do Norte, Vietnã etc.

Após 50 anos de governos de esquerda, o povo esquece a maioria das competências e necessidades para viver em liberdade ou numa democracia liberal.

No Brasil, o povo não sabe mais como escolher bons médicos, porque quem decide os médicos é o Estado.

Não saberiam escolher psicólogos, porque é o Estado que escolhe quando são necessários, independente da linha de terapia ser freudiana, rolfiana, centrada no paciente ou kleiniana.

Não sabemos nem precisamos escolher as escolas e os professores de nossos filhos nem a filosofia educativa a ser empregada. É tudo igual do Oiapoque ao Chuí.

Quem está no Bolsa Família há 10 anos já esqueceu sua profissão e não acompanhou as inovações do período. Vai depender de bolsas para o resto da vida.

Brasileiros não sabem aplicar seu FGTS, é o Estado que decide.

Não saberíamos como aplicar os 28% que nos são retirados em impostos da previdência, garantindo assim uma aposentadoria de fato.

Nossos liberais erram já de início ao lutarem por liberdade, porque não saberíamos como usar essa liberdade de escolha mesmo que a tivéssemos.

Tanto é que o povo brasileiro é conservador, mas vota na esquerda porque já não sabe cuidar de si.

O mundo poderá até estar caminhando lentamente para a direita, mas os eleitores votarão na esquerda porque não sabem viver em outro tipo de regime.

Por isso, a estratégia dos liberais e conservadores não deveria ser querer serem eleitos, para depois perder as eleições.

A luta é muito mais simples.

Lutar para que aqueles que queiram escolher seus médicos, administrar seu FGTS, aplicar pessoalmente suas reservas previdenciárias, escolher a escola de seus filhos, entre outros, possam fazê-lo.

Quem quiser renunciar a uma aposentadoria do Estado, estaria livre para aplicar os 28% de contribuições previdenciárias num fundo de pensão de sua própria escolha, por exemplo. Idem com o FGTS.

Somente seremos livres se nossas escolas passarem a ensinar todos os brasileiros a serem capazes de cuidar de si e não depender eternamente do Estado.

Compartilhe:
WhatsApp
Email
Facebook
Twitter
LinkedIn

Comentários

9 Responses

  1. Concordo quase plenamente contigo, Kanitz. Só não acho que a luta seja “muito mais simples”. Ao contrário, o que propões como alternativa é, ao mesmo tempo, extremamente correto e extremamente difícil de ser executado. A esquerda não deixará mexer no “modus operandi” do aprendizado do jovem e da criança brasileira. Levou décadas para conseguir o nível de doutrinação que aí está. Não desistirá disto tão facilmente. Penso que o “mais fácil” é conseguir, aos poucos, ser eleito para vereador, deputado e senador e, também aos poucos, conseguir as presidências das duas casas parlamentares federais e das estaduais e municipais e, aí sim, mudar as leis que protegem a esquerda e mantém o povo cativo aos seus métodos.

  2. Prezado Professor Stephen Kanitz,
    Venho acompanhando com grande interesse todos os seus artigos, os quais considero sempre muito bem fundamentados. Muitas vezes, inclusive, compartilho-os com familiares e amigos, pois acredito na qualidade do seu trabalho. No entanto, hoje (12/02), um sobrinho levantou algumas contestações em relação a pontos específicos do artigo acima, que copiei e colei abaixo. Gostaria, se possível, de ouvir sua opinião a respeito do que ele mencionou. Desde já, agradeço sua atenção e disponibilidade.
    Atenciosamente,
    Aluizio R. C. Varejão
    São Paulo (SP)
    Segue: “O seu raciocínio está correto (ajuda governamental mal-feita leva a pessoas sem estímulo) mas o que o Kanitz diz do bolsa-família está errado.
    Ele distorce pra ter razão, começa botando Bolsa-família X Trabalhadores formais, convenientemente ignorando que essas coisas não são mutuamente excludentes e sequer são critério pra receber o Bolsa-Família (uma parte grande dos lares que recebe bolsa-família tem gente empregada).
    O critério é a renda por pessoa na casa e, baseado nisso, é determinado se vai receber e o quanto vai receber. Fonte: https://www.gov.br/mds/pt-br/acoes-e-programas/bolsa-familia
    Ele também ignora que Bolsonaro quase foi reeleito, só não foi pq perdeu pra si mesmo, falou bobagem demais durante o Covid. O próprio Bolsonaro sabe disso, disse que se pudesse voltar no tempo, ficaria calado durante o Covid e deixaria só o ministro da saúde falar.

    Outra coisa que o Kanitz ignora é que em vários países da Europa a direita já foi eleita e reeleita diversas vezes, e lá os benefícios do governo são muito maiores.
    Ele também ignora histórias como essa, que mostram que o Bolsa-família ajudou a tirar pessoas da pobreza e a fazê-las ter empregos formais que não teriam antes. https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2023/06/45-dos-filhos-do-bolsa-familia-entraram-no-mercado-de-trabalho-formal.shtml”

  3. Bom, tirando a educação fundamental, a Segurança Pública, Saúde Básica (uma variação menos abrangente do que é hoje e inclui o SUS) e Saneamento Básico que realmente deveriam estar a cargo dos governos (hoje uma mistura de Municipal, Estadual e Federal – um dando dinheiro pro outro … não fazer direito) o resto deveria ser gerido pela iniciativa privada, mas com AGÊNCIAS REGULADORAS QUE DE FATO REGULEM E SEJAM ISENTAS DA NOSSA POLÍTICA SÓRDIDA.

    Direita ou Esquerda !!?? Pra mim tem de ter gente com carater, honestidade e vontade de atender à sociedade. Ihh, parece que estou falando dos países nórdicos … Se pudéssemos implodir todos esses partidos políticos e começar de novo, seria o ideal.

  4. Kanitz, em números redondos:

    a) Lula teve 60 milhões de votos,
    b) Bolsonaro teve 58 milhões de votos.

    Ou seja, uma diferença de 2 milhões.

    Vale lembrar que, se pouco mais de 1 milhão de eleitores que votaram no PT, votassem em Bolsonaro, ele seria eleito.

    Vale lembrar que MILHÕES de pessoas não votaram:
    1) faltaram (20%, ou quase 30 milhões de pessoas).
    2) quase 4 milhões votaram NULO
    3) quase 2 milhões votaram EM BRANCO

    Bolsonaro perdeu por que cometeu MUITOS ERROS.

    O PT perdeu em 1989, 1994, 1998.

    Você lembra que o PT saiu com o impeachment LOGO foram quase 7 anos SEM PT no Governo Federal. Quem governou nesse período? Direita!

    Logo, seu texto tem MUITOS erros.

    Quanto mais cedo você PARAR de defender Bolsonaro e VIRAR A PÁGINA pra pensar em Zema, Tarcísio ou outro, vai ficar mais fácil o PT perder.

    1. O problema é que vocês acham que MDB e PSDB são de direita. É essa ignorância que o Kanitz disse no texto. 50 anos de esquerda e o povo não sabe o que é direita. Bolsonaro não perdeu essa eleição, quem decidiu foi o TSE com a mão do STF. É um absurdo você achar que essa contagem de votos inexistente e de forma eletrônica é válida. Não existe voto de forma material aqui no Brasil, eles contam os votos em uma sala fechada em Brasília kkkkk Sem fiscalização nenhuma. Coloca voto impresso e contagem manual publica dos votos e você vera que a esquerda some do mapa aqui no Brasil. É muita inocência achar que Lula venceu de Bolsonaro kkkk Eu calculo que Lula chegou aos 40% dos votos validos ou até menos.

  5. A direita poderá sim ser novamente eleita, porém, é preciso antes se “endireitar” para não cometer o mesmo erro duas vezes, qual seja eleger os sujeitos errados nos momentos certos, pois tanto Collor quanto Bolsonaro foram eleitos num momento em que a direita poderia, eu disse “poderia”, ter se mostrado melhor que a esquerda, especialmente no segundo erro (Bolsonaro) quando vínhamos de um histórico negro da esquerda (corrupção e desastre “Dilma”), no entanto…

  6. Professor Kanitz muito boa tarde. Sou um fã dos seus artigos. Parabéns pela coragem, pelos argumentos e principalmente pela persistência!

    Escrevo para pedir uma gentileza. Há muito tempo, muito tempo mesmo, li na Revista Veja, um artigo onde o senhor tecia considerações sobre Esforço X Resultado. Se ainda me lembro, a ideia seria “parabéns pelo esforço, mas sem resultado, nada feito”. Gostaria de poder lê-lo novamente. Seria possível disponibilizá-lo via email?

    agradeço desde já
    José Alfredo

  7. “Quando as pessoas querem o impossível, somente os mentirosos podem satisfazê-las.”
    Thomas Sowell

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais Recentes

Outros Assuntos

Outros Canais

Receba os artigos por e-mail
Leia Mais

Artigos Relacionados