Precisamos de Um Ministério de Recursos Humanos

 

Tempo de leitura: 35 segundos

 

Toda empresa possui um Departamento de Recursos Humanos, e uma das propostas do Partido Bem Eficiente será criar este órgão já no primeiro dia de governo.

Cargos serão preenchidos tecnicamente, por candidatos preparados há anos para o cargo, sem escapatória.

Veja como cargos importantes no Brasil são decididos, segundo o engenheiro da Petrobras – Pedro Celestino Pereira.

“Delcídio do Amaral, ao vislumbrar a ascensão de Lula, abandonou o PFL e migrou para o PT.

Pleiteou então ser ministro de Minas e Energia.

Lula, entretanto, já se comprometera com a nomeação de Pinguelli Rosa, diretor da Coppe/UFRJ.

Diante do impasse, Lula optou por convidar Dilma Rousseff, então secretária de Energia do Rio Grande do Sul, para ser a ministra.

Delcídio, então, pleiteou a diretoria de Gás e Energia da Petrobras para seu indicado, Nestor Cerveró, que com ele trabalhara na negociação dos contratos das termelétricas.

A diretoria de Abastecimento foi oferecida ao PP, cabendo ao então líder na Câmara dos Deputados, José Janene, indicar o seu conterrâneo paranaense Paulo Roberto Costa para o cargo.

Janene em 2005 foi envolvido no escândalo do chamado mensalão. Paulo Roberto ficou, assim, sem sustentação política.

Foi salvo por Jader Barbalho, e passou a ser bancado pelo PMDB.

Paulo Roberto teve sob sua responsabilidade dois grandes investimentos da Petrobras: o polo petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e a Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco.

Ambos tiveram seus orçamentos inflacionados em escala jamais vista em empreendimentos da mesma natureza.

Completa a lista de indicações políticas de Lula a presidência da Transpetro, a empresa de navegação e de dutos da Petrobras, entregue a Sergio Machado, ex-senador, líder do governo FHC, apadrinhado por Renan Calheiros.

Vê-se, assim, o progressivo desprestígio do corpo técnico da empresa, mais e mais limitado à função de carimbador de faturas, porta aberta para a deterioração dos padrões de comportamento funcional.”

 

(Lido por 103 pessoas até agora)

2 Comments on Precisamos de Um Ministério de Recursos Humanos

  1. Só haverá mudança quando os cargos de gerência também forem selecionados por concurso público, no mínimo.

  2. essas nomeações, teve como cenário, a Petrobras. Não de enganem! É assim em quase todos os Ministérios, Empresas Públicas e Autarquias… Não ache que isso vem de agora, pois nos Governos Militares também eram assim!!!

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14