O Que Nos Faz Humanos

[pullquote]Somos menos humanos do que gostaríamos, porque não sabemos ainda o que é ser humano.[/pullquote]

Os genes que nos faz humanos são os mais recentes, não estão tão adaptados e sedimentados.

Muitos genes animais com o tempo serão desligados, como 90% do genoma humano que é lixo genético que nós carregamos sem necessidade.

Fidelidade masculina é um comportamento humano recente, um gene por assim dizer ainda em desenvolvimento.

Faz muito mais sentido hoje um homem ser sexualmente fiel, do que gastar o seu tempo em motéis seduzindo mulheres e torcendo para que elas nunca engravidem.

Mas nem todos adquiriram o gene da fidelidade, ou ainda tem o gene da promiscuidade animal ligado, por isto talvez ele tenha sofrido tantas recaídas, perdendo a sua batalha com os genes animais.

Somos menos humanos do que gostaríamos, porque não sabemos ainda o que é ser humano.

Mais um exemplo que discutiremos em detalhe mais adiante.

Muitos intelectuais brasileiros, sociólogos e historiadores fazem suas ciências com a premissa de que o ser humano é egoísta.

Que o ser humano é ganancioso, que só busca o lucro, danem-se os outros.

Rose Marie Muraro, é mais do que taxativa, “homem é egoísta, mulher é altruísta”.

Uma frase ofensiva aos homens, o que provavelmente era a intenção da autora, mas que não se justifica no mundo acadêmico, pautado como deveria ser na ciência.

Hoje, geneticista sabe que um antepassado nosso egoísta não sobreviveria sequer um único dia, ninguém conseguiria caçar mamutes sozinho.

Até hoje, quem quiser produzir tudo sozinho produzindo bens somente para si morrerá de fome.

É o triste futuro de todos que acreditam no “artesanato”, na “economia solidária”, no professor de universidade que dá aula “sozinho”.

O que nos faz humanos não é o gene do egoísmo é o gene da cooperação.

Cooperação que vai desde a relação homem mulher na família até a cooperação das 200 pessoas que trabalham no hospital do seu bairro.

Se tiver um funcionário egoísta ou se o marido for egoísta e a mulher também, nem preciso dizer o que irá acontecer.

Cooperamos porque queremos o bem de todos, e é assim que nós avançamos, pela cooperação e não pelo egoísmo.

Por isto, a Ciência da Administração está lentamente substituindo a Economia, a Política e a Sociologia. Administração lida com a cooperação de pessoas estranhas entre si, 2.000 a 30.000 delas.

Não que ela seja uma ciência superior, mas a Administração sempre partiu do princípio da cooperação como força motriz que rege o movimento civilizatório, e o administrador sempre se preocupou em aprimorá-la, estimulá-la e incentivá-la.

Hoje, a ciência da administração é a terceira opção do jovem brasileiro, depois de Medicina e Advocacia.

Se o seu futuro marido ou esposa é formado em Administração, seu casamento já começou na trilha certa.

Você terá alguém que acha que a essência do ser humano é a cooperação, e não a centralização do poder na mão de um dos dois, do homem provavelmente.

 

(Lido por 40 pessoas até agora)

UA-1184690-14