Como Escrever Um Livro

[pullquote]Escrever um livro é mais fácil do que vocês pensam.[/pullquote]










Meu objetivo aqui é convencer o leitor a um dia escrever um livro.

Por mais remota que pareça esta possibilidade no momento, escrever um livro é mais fácil do que vocês pensam.

Basta:

1. Observação detalhada de algum tema de seu interesse.

2. Disciplina no processo de elaboração.

3. Persistência. Todos estes três atributos podem ser aprendidos e cultivados.

Eu estou escrevendo 6 livros, graças a este método que desenvolvi e repasso aqui, que infelizmente era impossível 10 anos atrás.

O primeiro passo é criar um blog com o título de cada livro que você pretende escrever.

A gente sempre começa com 1, e logo vai acrescentando mais livros em potencial, mesmo sabendo que  a maioria nunca será concluída.

Eu uso a plataforma Typepad.com, muito conveniente para administrar vários blogs ao mesmo tempo. Todos são blogs fechados por enquanto, sómente eu e meus amigos podem lê-los.

Custa barato.

O assunto do blog já obriga a você deixar bem claro o seu tema, e o mais importante é você ir criando as categorias dos posts já, o que lhe permite definir os capítulos dos livros que você vai escrever.

Título do blog-livro, resumo, e definição dos capítulos já lhe dará um bom esqueleto para começar.

A medida que as ideias surgem, a medida que você lê artigos sobre seu assunto, você vai colocando no Blog, tomando o cuidado de colocar a categoria do seu post.

É assim que os capítulos irão se formando.

A maioria das pessoas nem pensa em escrever livros porque a lenda é que livros são somente para Doutores e Phds, que passam 10 anos pesquisando ANTES de começar a tarefa de escrever, o que de fato acontece.

Depois de 10 anos, alugam uma casa de campo, e com as volumosas anotações, escrevem o livro em 2 meses, e o livro está pronto. Ledo engano.

São péssimos livros e a maioria nem chega a ser divulgado.

Primeiro, porque inspiração vem nos horários mais estranhos e não num dia específico, nem no próximo dia.

É o que se chama de bloqueio do escritor.

Escrever duas horas por dia inspirado, não acontece para nós pobres mortais.

Eu mando minha ideias para o blog via Iphone quando elas estão quentes, no ato.

Se deixar para depois, esqueço.

Outra vantagem do Blog.

Metade das minhas anotações antigamente ficavam perdidas em alguma gaveta ou arquivo.

Quando tenho uma ideia, uma frase de efeito, um conceito, uma estatística interessante para o meu livro, eu faço um rápido post, para o blog específico, como rascunho.

Posso estar num restaurante, lendo um livro, um jornal ou conversando com um amigo.

O post já vai para o capítulo certo.

Na mesma semana eu tento aumentar o capítulo ou a ideia, e já ganha corpo.

Leio um mês depois, e se quiser posso até publicar no blog e fazer um teste para ver o que os leitores acham.

O seu livro-blog pode ser aberto, fechado com senha, que só seus amigos podem opinar.

Pode ser aberto, mas não indexado pelo google, para que suas bobagens não fiquem para a eternidade.

Você sempre pode mudar seu post ou parte do capítulo.

Depois de um ano você vai perceber que alguns capítulos estão quase preenchidos.

Alguns porém estão vazios, e estes se tornarão sua prioridade, ou candidato a ser deletado.

Eu tenho vários livros em elaboração, Como COMO AJUDAR OS OUTROS, O ADMINISTRADOR SOCIALMENTE RESPONSÁVEL, COMO MANTER UM CASAMENTO, por exemplo.

Tenho UMA BREVE HISTÓRIA EVOLUTIVA DA HUMANIDADE um livro polêmico que provavelmente nunca publicarei, mas estou escrevendo para ver no que dá, mas não pretendo gerar polêmica antes das ideias estarem quase imbatíveis.

A melhor vantagem é que tudo que você escreve fica no CLOUD.

Eu tenho centenas de artigos e ideias espalhadas por 5 computadores, alguns que não mais funcionam, em papéis impressos, e em artigos de jornais que nem mais tenho cópia.

Algo para se pensar. 

(Lido por 235 pessoas até agora)

58 Comments on Como Escrever Um Livro

  1. Tenho uma meta de escrever dois livros ainda esse ano (2014), um de poesias e outro de história mesmo. Sempre achei que era mega difícil, mas esse ano irei realmente tentar e suas dicas me ajudaram a permanecer com essa ideia na cabeça e no papel, rs. Obrigada!

  2. Olá eu vou escrever um livro, sobre a minha historia de vida vai ser de 49 paginas

  3. Olá! Estou escrevendo um livro, minha experiência dentro da seita/religião Testemunhas de Jeová, escrevo há cerca de um ano e pouco eu acho, e tem cerca de 50 páginas. Ás vezes levo meses sem escrever e de repente escrevo feito uma doida!!! É tanta inspiração! Voce gostaria de da uma olhada?
    jianina@bol.com.br

  4. olá gostei muito das tuas dicas porem nao uso muito esta tecnologia ao meu favor, mas vou pesquisar muito sobre isto. estou tentando escrever algo sobre meu casamento, conflitos etc… srsrsrsr tinha que começar por algo!!! caso queira me ajudar mande um e-mail com dicas para eocezar@gmail.com…obrigado

  5. concordo sobre sua idéia. inspiração é algo mistico, portanto penso assim também. estou começando um livro sobre meu casamento..rsrsrs conflitos e respostas encontradas…como está o seu??? mande uma e-mail pra mim: eocezar@gmail.com

  6. Estou pensando em escrever um livro já algum tempo. Procurarei acatar suas sugestões, mas algo me incomoda. Essa ideia de inspiração. Um livro muito bom que eu li “Criatividade em Propaganda” expõem a inspiração como uma modinha que surge no cenário romântico e que acaba afastando o artista da sua verdadeira técnica. Ele conta que Mozart a qualquer pedido criava obras-primas (entre outros exemplos). Por conta do livro usar o termo inspiração para mim parece nos fazer refém de algo de natureza mística e, portanto, inalcançável. O que se recomenda é se debruçar no problema exaustivamente, se nada produzires, abandone-o por um curto período de tempo e deixe-o em “banho-maria” do inconsciente, se dentro do prazo a solução não surgir espontaneamente recomenda-se que faça na marra mesmo. Mais dicas para livros, por favor, não deixe de mandar!

  7. Num blog fechado voce pode mudar a ordem, criar categorias, colocar fotos e graficos, colocar tags. E se quizer postar e testar .

  8. Boas dicas. Anotei.
    Para os temas citados e similares devem dar certo.
    Escrevi meu livro de informática, mais ou menos assim, só que na minha mente.
    Começar foi difícil. Mas no dia que comecei… Escrevi o livro inteiro em 20 dias.
    Já para um livro de ficção, a idéia vem primeiro, depois as cenas, a organização dos capítulos, depois escrevemos. Assim criamos e redigimos em 12 pessoas o livro Reciclando Vidas (Scortecci).
    Boa sorte para todos.

  9. basta termos força de vontade!!! e irmos em frente.

  10. pronto vou estar mandando meu e-mail pra que seja mandado os livros para eu dar uma olhada. estarei esperando

  11. Sr Kanitz,
    Já pensei em escrever livros, de diversos tipos, mas tenho um sonho de uma biografia.
    Adoraria receber alguns escritos seus no meu email, e claro, dar a minha opnião.
    julianadesouzagoncalves@gmail.com
    Obrigada pelas dicas,
    Juliana

  12. Interessante o post, eu já tenho o habito de escrever, porem eu prefiro escrever histórias curtas, crônicas, ou um texto com alguma mensagem especifica, mas nunca consegui escrever um “livro”, lendo o seu post vi que era possivel eu conseguir tal coisa.
    Tentarei e boa sorte o/

  13. Juliana,meu nome é Simone e, como você, tenho 17 anos e sou escritora. Adoraria ler o primeiro capítulo do seu livro, nós podemos até trocar ideias. Se quiser entrar em contato comigo meu e-mail é simone-taietti@hotmail.com
    beeijos

  14. Hoje tirei o dia para ler materias sobre escrever livros, afinal estou no meio de milhões daqueles que só tem vontade, mas acredito que hoje foi diferente,ja tenho um tema, tenho a pesquisa e todo material necessário para iniciar, e após escrever esta mensagem estarei esvaziando minha mente e dando vida aos meus personagens que querem nascer de qualquer jeito.
    O problema é que minhas idéias vão além de minha imaginação..rs..
    Obrigado pela inspiração!

  15. Olá,
    Me chamo Vanusa, tenho 23 anos e também escrevo. Mas não concordo com você em relação à “inspiração”. Um bom escritor não espera uma “inspiração” para começar a escrever. Ele escreve a qualquer momento e, depois, revisa o que escreveu, fazendo os cortes necessários. Se for esperar essa tal “inspiração” para começar a escrever, melhor respirar fundo, porque seu livro deve levar algumas décadas para ficar pronto. O mais importante é aprender a desenvolver senso crítico, e reconhecer quando sua obra precisa de melhoras.

  16. Gostei muito iniciei o meu livro tumare que seja um susseso igual os seus

  17. Gostei muito das ideias, vou adotar algumas para ver se meus bloqeios passam logo. Vou dar uma espiada nos seus livros. Obrigada e boa sorte!

  18. Adorei a idéia. Estava com alguns rascunhos presos. Resolvi seguir o conselho.
    Iniciei o trabalho e espero chegar ao fim. Fiicarei muito feliz com a sua vista.

  19. Olá,tudo bem?
    sou Fernanda Neri e estava pensando em escrever um romance,nao sei se posso mas quero tentar.
    gostaria de receber seus livros no meu e-mail
    sempre fui apaixonada por leitura e mesmo que eu nao escreva livros, quero ajudar meus amigos autores lendo seus livros.
    Entao fica meu e-mail vou ficar esperando os livros chegarem (nandaneriduarte@hotmail.com)Bjs te mais.

  20. Obrigado pelas dicas,rs desculpa mais, também gostaria da sua opinião sobre minha tão criticada técnica em meus mini contos,rs se e quando der de uma espiadinha la!obrigado felicidades e sucesso!

  21. Prof. Kanitz,
    Fiquei muito feliz com a sua ideia de escrever um ou vários livros com um blog. Alguém já disse que na vida, precisamos ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro. Acho que era porque para os filhos poderem ler, precisávamos de papel para escrever os livros. Hoje podemos escrever no computador, mas não podemos deixar de escrevê-los. Filhos e árvores temos cada vez menos, livros cada vez mais. A imaginação do homem, suas idéias, se concretizam nas letras que escrevemos e que lemos. A realidade se expressa na criatividade da literatura. Vou usar sua sugestão sem dúvida! Obrigada! Miriam Herscovici Martines
    e.mail: miriam.herscovici@hotmail.com

  22. Olá sou a Margo, estou estudando para escrever meu primeiro livro, todas informações me ajudam a fixar idéias, adorei suas dicas, parabéns, sucesso.
    Margo/Campinas/SP

  23. Gostei muito das suas dicas faz sentido…estou ja escrevendo no meu blog e agora quero escrever um livro..
    depois passa no meu blog…estou meio louca…é que perdi meu filho recetemente e esse blog é uma maneira de desabafar…e acho que escrevo d eum jeito diferente…
    por favor me mande seus rascunhos que vc falou que pode compatilhar conosco.
    obrigada
    http://www.prasempreemuitotempo.com
    Cassia Cohen

  24. Silvana gostei do seu post, gostaria de coversar mais com vc meu email é jadecryca@hotmail.com, tb concordo sobre a ideia de que para quem quer escrever um romance que seja, nçao tira muito deste tutorial.

  25. oi… eu também sou juliana, tenho 17 anos e quero escrever um livro de aventura. já escrevi o primeiro capítulo… meus amigos gostaram mas queria a opiniao de alguem diferente. alguem quer ler e dar uma opiniao?

  26. Olá… tenho 15 anos e me chamo Juliana,estou querendo escrever um livro sobre uma aventura amorosa que vivi.
    Queria saber quais são os princípios básicos para começar
    a escrever um livro.Você citou alguns dos pontos principais no blog, mas eu queria a opinião de um profissional. Será que você poderia me passar o seu e-mail
    para mim tirar algumas dúvidas? Meu e-mail é jujuviana90@hotmail.com.
    Espero seu retorno.
    Beijos.

  27. Pois é…segui sua sugestão e dancei. Sou professor universitário e estava com um blog de um livro sobre uma doença que tenho e administrava mais 3 blogs da universidade, todos abertos a partir de minha conta do Gmail. No início do mês, tive meu e-mail hackeado no aeroporto de Congonhas e o Google encerrou minha conta, sumindo com 8 anos de arquivos pessoais, profissionais, os 3 blogs e o livro… já tentou reclamar com o Google? É o mesmo que mandar bilhete pro Papai Noel…sem resposta. Agora estou sem passado e, quiçá, sem futuro. Dá tema de artigo, colega?
    abs

  28. Muito obrigado pela dica! Atualmente tenho um blog http://www.jordaky.blogspot.com, onde adiciono ideias e pensamentos que tenho durante o dia, talvez ele se torne um lovro no futuro, mas no momento tenho como foco um livro pos guerra (paraguai) algo com muita discussão sobre o momento retratado! Se poder de uma olhada em meu blog!.. Agradeço as dicas e com certeza irei ler todo seu material! 🙂 abraços

  29. Eu penso que essa dica vale mais para quem pretende escrever livros acadêmicos e nao de ficção , romances e etc Porque os Blogs ficam expostos e qualquer um pode ler e escrever a sua ideia dizendo ser “dono” dela…
    Mas foi valido o post e a minha leitura…Quando eu levar em frente a minha intenção de escrever artigos e minha tese para o mestrado vou usar essa ferramenta.
    Obrigada!

  30. Muito interessante esse artigo, uma idéia inovadora, entretanto ainda acho que, para o novato, o melhor caminho seja a concentração no objetivo de criar seu livro.
    No momento em que se decide a escrever, o candidato a Autor deve reservar e se comprometer com um tempo exclusivo para esse projeto. Todos os dias.
    É a única maneira de ver seu livro terminado.
    Um abraço!

  31. Muito obrigado, sou aluno de LETRAS na UFCG e de PSICOLOGIA na UEPB, tudo para me ajudar a administrar meu imaginário em um fim legível e compartilhável. No entanto, em faculdade se aprende, mas se esgota muito em tempo, acredito que para seguir essas dicas pelas quais fico muito grato, parabéns, preciso de uma entrega mais inteira e de disciplina. Essa também vai como dica a quem achar importante. Quero acompanhar seus textos, parecem muito bons, demonstram sinceridade e percepção.

  32. Prof. Kanitz,
    Seus artigos são otimos para ser utilizados em nossas aulas na graduação e na pós.Agora com suas dicas sobre como escrever um livro é mais uma ajuda importante, muito professores precisam escrever e publicar seus livros.Eu já tenho três livros publicados e me ajudou muito na pesquisa e suas dicas vão me ajudar muito, sem duvida.

  33. Gostei muito da suas dicas, eu estava mesmo precisando, pretendo ser escritora e na realidade esse é meu sonho profissional. Já defini o tema para escrever 02 livros…e seguirei suas dicas…o primeiro já tem muitas páginas, muitas idéias e ando em pesquisas já faz algum tempo! Agora me sinto mais confiante com o que li para montar meu esqueleto e seguir em frente.Não quero fazer nada correndo, sinto apenas que devo colocar muito atenção e amor neste meu primeiro trabalho.
    Obrigada…e se puderes ir dando mais dicas eu adoraria. Abçs

  34. Valeu as dicas, gostaria de ler seus livros, mesmo pela metade.
    abraços
    W. p.

  35. Professor,
    eu pensave justamente a mesma coisa que o Sr. colocou, mas sem sombra de dúvidas, esse seu post foi decisivo para a minha jornada de escrever um livro sobre Administração Militar e Economicidade no Exército Brasileiro.
    No dia em que eu terminar e o livro for lançado pode ter certeza que o Sr. será citado.
    Att.
    Flávio

  36. Sr Kanitz,
    O senhor só com a mão esquerda escreve melhor que 99% dos autores que vemos por aí. Por favor, publique seus livros, o Brasil precisa deles.
    Agora mesmo tivemos uma caso de puro plágio de quatro livros americanos, em uma obra de um famoso consultor que anda pela TV dando entrevistas. Precisamos tirar o espaço dessa gente com coisas boas.
    Como diria o nordestino, “Não se avexe !”.

  37. Preferia quando o sr Escrevia este tipo de artigo…
    Nem tudo esta perdido…

  38. Estou em processo de finalização de um livro sobre relógios e sei que é uma tarefa muito difícil e que requer uma imersão contínua e crescente no assunto. Considero importante mencionar a chamada curva ABC de aprendizado. Quanto mais integrados ao assunto melhor escrevemos. Aí entramos no paradoxo da introdução. As vezes só conseguimos finalizar o início no momento do fim do livro em função do domínio do assunto. É um desafio válido. No meu caso é um contrato de trabalho.

  39. Obrigada por passar o caminho das pedras. Realmente acrescentou e muito, pois creio que a maioria deseja escrever um livro porém não sabe nem por onde começar.
    Parabéns.

  40. Meu grande mestre e impoluto Kanitz, parabéns, pelo artigo “Como Escrever um livro” e pela capacidade de dizer o que pensa. Sobre o assunto abordado: CORAJOSO, DESPIDO DE EGOÍSMO, AUTO-SUFICIENTE, ACIMA DE TUDO, DE GRANDE RELEVÂNCIA AOS ASPIRANTES A ESCRITORES.Durante muito tempo seu nome me havia levado crer que era uma dos maiores escritores de best-sellers americanos, em Ciências da Administração, um dos maiores e mais bem sucedidos professores de “Harvard University”, quando, era um professor inexperiente nos cursos de Administração, no interior Paulista, não que já tenho experiência suficiente para acreditar que já sou um professor experiente. Hoje tenho vergonha de por mais de dez anos, nem ao menos ler sobre você. Hoje, sinto orgulho de saber que se trata de um Administrador, Professor e um dos maiores Escritores brasileiros, sem, contudo, desmerecer os outros.
    Que Deus te abençoe.

  41. A leitura me encanta muito. Gostei de sua iniciativa em nos fazer acreditar que todos somos capazes de escrever. Quem vai ler é outra situação. Escrever é um meio incrível de registrar o pensamento, a criatividade, a observação. A necessidade de descrever os sentimentos e o que experimento me atrai muito. Já tenho alguns rabiscos, provavelmente organizarei. Muito obrigada! Abraços!

  42. Kanitz primeiramente parabéns, gosto bastante de seus textos, são didáticos e interessantes.Quanto ao assunto abordado: será que não está havendo uma banalização da escrita? Hoje vou às livrarias e fico perplexa com a quantidade de livros lançados! Aí nós consumidores às vezes atraídos por detalhes como capa e uma sinopse bem feita compramos verdadeiras “porcarias”; sim porque não há como ficar pesquisando o tempo todo antes de comprar… também estas listas de best-sellers me parecem bastante comprometida mais estipuladas pelo marketing do que por critérios sérios de escrita/texto.Enfim as vezes penso que de “médico,escritor e louco todo mundo tem um pouco”- vocês não acham que isso afeta um pouco os escritores que de fato pesquisam e se dedicam à escrita? AUm grande abraço à todos!

  43. Achei a idéia excelente, não foi necessário muito para convencer. Espero que use seu poder de convencimento com o Lula, que sabe ele desiste de querer nos impor a Dilma. Brilhante, e mesmo que não publiquemos o livro, servirá, talvez, para dirimir questões de litígios entre herdeiros, coisas que não mais nos interessarão. Abraços

  44. Meu caro Kanitz, como bem apresenta, a \Família em primeiro lugar\.
    Lembro-me de um colega docente da FEA, para escrever um livro se ausentou da família e se recolheu \isolou-se\ em uma casa alugada em outro estado. – Livro é como música, sem inspiração, sem chances. Os mais populares vieram de favelas. Quanto mais sofisticada a literatura, mais \chata\ se torna. Confira.
    Melhores cumprimentos

  45. BOM DIA AMIGO KANITZ,
    SEMPRE PENSEI EM ESCREVER UM LIVRO, TENHO ATÉ ALGUMAS IDÉIAS COMPLETAMENTE INUSITADAS, ALGUMAS ATÉ PR’A LÁ DE DOIDAS..MAS É O MEU LIVRO…VOU SEGUIR OS SEUS CONSELHOS..
    TENHA UMA ÓTMA SEMANA.

  46. Apenas uma correção. Na frase “Leio um mês depois, e se quizer posso até publicar no blog e fazer um teste para ver o que os leitores acham”, QUISER é com “S” e não com z. Para escrever um livro precisamos estar atentos. Saudações.

  47. Ideia interessante, vou aplicar. Muito obrigado pela dica.
    p.s. o link para seu blog “Educação Para O Século XXI” navega para página que não existe!

  48. Eu quero escrever um livro. Obrigado pelas dicas. Vou abrir o Blog. O titulo A empresa invisível. abraços.

  49. kanitz, como sempre um ótimo e inspirador texto. Eu to lendo um livro chamado “A jornada do escritor” do Christopher Vogler. Muito além de um simples guia para escrever um romance, o livro descreve a padronização do processo mítico que está inserido na maioria das histórias por todo o mundo. Um revelador esquema de como os “heróis”, os atos, e os outros personagens de várias histórias se comportam. Vale a pena tb ler para quem tem o desejo de escrever um livro, ou algum roteiro. Abraços

Comments are closed.

UA-1184690-14