O Fenômeno Brasil Paralelo

Começou com três rapazes em Porto Alegre, agora são 140 funcionários em São Paulo.

Me entusiasmei com a plataforma desde o início, e hoje me arrependo de não ter ido a Porto Alegre conhecê-los na época.

Poucos se dão conta que a TV aberta e a TV a cabo estão com seus dias contados.

Hoje tudo é streaming, como a Netflix e o YouTube.

No início a Brasil Paralelo fazia documentários sobre a história brasileira, com uma visão diferente daquela ensinada nas universidades brasileiras.

Isto irritou o discurso hegemônico dos intelectuais, que divulgam uma série de mentiras sobre a BP, para destruir sua reputação logo de início. Não acreditem.

Nesse mês, a Brasil Paralelo deu um salto quântico, e acreditem ou não, acho que ela pretende ultrapassar a Globo, em número de assinantes.

Isso mesmo, nada menos que a Globo, ou o que restar dela.

Suas produções já foram assistidas por 20 milhões de brasileiros. Está adquirindo músculos.

Introduziu uma parte jornalística, que são entrevistas com pessoas relevantes, comentários e análises.

Continua com os seus documentários sobre todos os assuntos.

E fez um acordo com a Sony, de reprisar os clássicos do cinema, filmes que expressam valores morais, e não somente sexo e violência.

Melhor do que isso, cada filme é antecedido por um comentarista que explica o que o filme pretende fazer.

E pode adiantar que existem três histórias entrelaçadas no filme, que o filme mostra “o caminho do Herói”, e assim por diante.

Fiquem atentos ao Brasil Paralelo. Se puderem, apoiem, ela vai dar muito o que falar.

Parabéns ao Lucas, Henrique e Felipe, vocês vão longe.

Compartilhe:
WhatsApp
Email
Facebook
Twitter
LinkedIn

Comentários

20 Responses

  1. Concordo contigo, Professor Kanitz. Sou assinante do núcleo de formação da BP. Um conteúdo excelente e diferenciado. Parabéns aos “3 meninos” e toda equipe do BP, cujos membros são escolhidos a dedo. Percebe-se.

  2. São conteúdos mediocres.
    Acreditam que Pedro Alvares Cabral descobriu o Brasil sendo que foi a maior invasão genocida da história. Se quer existe lingua tupi em São Paulo.
    Desconsidera autoras como Carolina Maria de Jesus e as artes marciais como a copoeira como sendo simbolos reais de uma pais colonizado por branquelos mediocres.
    Brasil Paralello é o escarnio da informação, a “industria da ciencia comprada pelo capital”, a produção de uma ignorância estratégica, um paralelo mediocre a realidade de um país de terceiro mundo.

  3. Acompanho o trabalho da BP há tempos. São muito bons. Todos materiais são de alto nível. Trabalho primoroso. Muito importante em nosso país e em nosso tempo

  4. Olá Professor Kanitz,

    Sou Católico Apostólico e gostaria que alguém tivesse estofo e coragem para contar a história do CRISTIANISMO de forma verdadeira e não essa forma deturpada pela igreja Católica que desde o século II vem moldando um Cristianismo ao seus interesses particulares e mesquinhos
    Até o cisma do Oriente em 1053 igreja Católica e Cristianismo se confundia, ou seja a igreja sequestrou a história de Jesus, dispensou muitas obras importantes que poderia estar no Novo Testamento, queimou o evangelho de André e triturou o Apocalipse
    Quando, no exílio temporário em Patmos, João escreveu o Livro da Revelação, (Apocalipse), que nós temos agora em uma forma abreviada e distorcida de fragmentos que sobreviveram de uma grande revelação, da qual grandes partes se perderam e outras partes foram retiradas e apenas uma parte fragmentada e adulterada ficou preservada.

    Eu conheço a história do Cristianismo contado de forma mais abrangente e objetiva do que o Novo Testamento manipulado e editados pelos membros da igreja Católica.
    Fiz um curso de CRISTIANISMO através disponibilizado por uma universidade brasileira em parceria com a Universidade Hebraica de Jerusalém

    Jose Ribeiro
    Cuiabá-MT

  5. Conheci o Brasil Paralelo há pouco tempo, quando assisti o documentário produzido por ele, “O Brasil entre armas e livros”. É fundamental para a compreensão dos fatos. Sucesso aos empreendedores!

  6. Nao parece ser muito bom, nem me cadastrar pude. Só pode fazer login ou perda de e-mail. Tentei me cadastrar e não tinha aonde.

  7. Conheço o trabalho deles, realmente é uma nova geração que vem contrapor a este obscurantismo, na arte, no jornalismo e na cultura que passamos por anos sendo doutrinados por mentes atrasadas e que agora esta tendo seu ponto culminante, com teorias de genero, empobrecimento da cultura e um materialismo que atinge os valores mais legitimos de uma sociedade.
    Que continuem humildes e laboriosos em sua missão.

  8. Professor, a passagem “Hoje tudo é streaming, como a Netflix e o YouTube” é uma ideia muito de bolha. Eu sou dessa galera que só assiste streaming mesmo. Mas não é “tudo”, não somos todos. Basta conversar com sua empregada, seu porteiro, suas tias, etc. O BRAZA ainda assiste muita novela. Isso é cultural e vai demorar bastante pra reduzir.

  9. Um “case” de sucesso.
    Sou assinante da BP e além do conteúdo que aprecio, chama minha atenção a qualidade da produção.
    Sempre recomendo aos meus amigos que apoiem a Brasil Paralelo.

  10. Eu sou assinante e garanto que em 60 anos de existência nunca havia assistido nenhuma aula de historia do brasil como a do Brasil Paralelo! Assinei na black friday o plano fraterno que dá direito a tudo da plataforma. Psicologia, música, incrível essa BP. Parabéns “meninos”!!! Voces me representam!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Mais Recentes

Outros Assuntos

Outros Canais

Receba os artigos por e-mail
Leia Mais

Artigos Relacionados