Uma Triste Característica Brasileira

Dois meses atrás tive uma conversa com um executivo americano que me deixou passado.

Estou me recuperando desde então, e decidi colocar no papel, para que vocês possam me convencer que estou errado.

Dois anos atrás tive uma conversa de uma hora com o Presidente da República, onde expus os 10 principais problemas do Brasil, na visão de um administrador, o segundo escalão por assim dizer.

Presidentes falam somente com empresários ou economistas, raramente com aqueles que fazem acontecer. Erro fatal.

Como não sabia quantos desses 10 problemas eu teria tempo para abordar, coloquei-os em ordem de importância.

E foi até uma surpresa que decidi colocar a empresa familiar em primeiro lugar.

1. “Somos o único grande país do mundo que ainda não fez a transição da empresa familiar para a empresa profissionalmente administrada.”

Nesses dois anos discuti com mais de 100 pessoas assuntos como Odebrecht, a família Marinho, o capitalismo de compadrio, o nosso baixo crescimento restrito ao reinvestimento de lucros, a incompetência de algumas empresas agora na mão dos filhos, todos problemas de empresas familiares.

É quando eu comentava dizendo que havia discutido esse exato problema com o Presidente.

As reações eram tipicamente essas.

“Você está errado, empresas familiares existem no mundo inteiro.”

“Você está errado, o problema do Brasil é outro.”

“Ele nem te ouviu.”

“Perdeu seu tempo, ele não vai fazer nada.”

“Vamos mudar de assunto?”

Parei de falar dessa minha reunião, e com o americano o assunto somente surgiu porque ele havia dito que nosso problema era exatamente esse.

Mas o que me deixou passado e arrasado, descrente de um futuro melhor para esse país foi uma singela pergunta que ele me fez em seguida.

“Fiquei curioso, quais foram os outros 9 assuntos que vocês abordaram?”

Compartilhe:
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Comentários

5 Responses

  1. Professor, perfeita colocação, nosso país tem poucas empresas e essas poucas são familiares e gerenciadas amadoramente, não usam nem o principio da entidade que sócio é uma coisa e CNPJ é outra, quem dirá o restante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais Recentes

Outros Assuntos

Outros Canais

Receba os artigos por e-mail
Leia Mais

Artigos Relacionados

Ânimo, Minha Gente!!!

Nos meus 40 anos de administrador e macroeconomista nunca vi tantas pessoas desanimadas e descrentes quanto ao futuro do Brasil como agora.  Em 1993 também

Artigo Completo »