Livro Família Acima de Tudo

Os pais precisam ouvir o que os filhos dizem e guiar suas ações por eles.

Infelizmente meu livro sobre família está crescendo lentamente. As vendas estão seguindo a trilha do “boca a boca”, porque teve poucos comentários e pedidos para entrevista.

Pelo Twitter vejo que quem leu o livro gostou, mas isto não foi suficiente para atrair os críticos e os entrevistadores.

Tenho uma teoria sobre isto. Muitos dos famosos entrevistadores são separados, e provavelmente  ficaram preocupados com alguma saia justa que eu poderia colocá-los. Recebi várias críticas de que fui duro demais com os separados. Na realidade queria assustar os em via de.

O único que me entrevistou foi o Ronnie Von, também autor de um livro de família, “Mãe de Gravata”, a vida dele. Por isto estou circulando uma das resenhas que achei pelo Twitter, para ver se aumento o boca a boca do meu livro. Aceito sugestões.

Stephen Kanitz fala sobre a importância da família em lançamento de livro

imagem

O consultor empresarial e idealizador do Prêmio Bem Eficiente, concedido como reconhecimento à Responsabilidade Social de organizações brasileiras, Stephen Kanitz, lança seu olhar sobre os papéis dos pais na sociedade em “Família Acima de Tudo”, que acaba de chegar às livrarias pela Thomas Nelson Brasil.

A tese central do livro defende que a família é a base da civilização. “Está provado que o que nos tornou humanos foi a transição da poligamia para a monogamia, e a constituição da família”, explica. A partir desta ideia, Kanitz desenvolve um verdadeiro manual que traz dicas de educação, convivência e até de economia familiar.

Em sua obra, Kanitz faz uma releitura da teoria criacionista, dizendo que o livro de Gênesis não descreve o início do mundo 10 mil anos atrás, mas o início da sociedade fraterna e solidária, baseada na
agricultura, o início da civilização moderna. “Para um livro que trata da moral e da ética – e não da geologia – o início que interessa é o começo da sociedade mais do que o início do mundo”, argumenta.

O autor defende que a humanidade caminha para a construção de uma família mais moderna, em que o papel da mulher nas decisões da casa se torna cada vez mais importante e que o homem se preocupa mais com o bem-estar dos filhos, além de estar mais presente no dia a dia. “Em resumo, estamos tentando demonstrar que muitos estudiosos e intelectuais estão abandonando o conceito de família por considerarem-no obsoleto e ultrapassado, quando, na realidade, tal conceito sequer chegou a ser implantado de forma moderna como se imagina hoje”, explica.

 

Manual para paisimagem

O livro é um verdadeiro guia para pais. O autor dá dicas para a construção de um ambiente seguro, o que, em sua opinião, desenvolve o espírito de iniciativa, de empreendedorismo e de coragem nos filhos
recém nascidos. Ele faz, inclusive, sugestões para a criação e educação de filhos mesmo depois de adultos.

Recorrentemente, pais reclamam que seus filhos – diferentemente de aparelhos eletrônicos – não vêm com manual. “Cada bebê vem com um manual de instruções muito bem detalhado, mas ninguém percebe. Nós é que não damos o trabalho de lê-lo”, explica. Para o autor, os pais precisam ouvir o que os filhos dizem e guiar suas ações por eles. “Nos primeiros meses, eles simplesmente choram, e cada choro tem uma causa – pode ser fome, dor ou medo. Ao se eliminar a fome, a dor ou o medo, o choro cessa conforme as instruções”, explica.

O livro fala ainda sobre a importância de conciliar o trabalho com a família. O recado do autor é simples: “Se você não tem dinheiro para gastar com seus filhos, gaste o seu tempo”. De acordo com Kanitz, o tempo dedicado à família tem caído vertiginosamente nos últimos 50 anos. “Para comprovar isso, basta observar o número de famílias divorciadas. Pesquisas indicam que um pai divorciado, casado com outra, irá participar de somente um quinto da vida do seu filho do primeiro casamento”, explica.

Kanitz sugere trabalhar menos e melhor, organizando o tempo para que todos possam estar juntos por um período maior. “Há duas formas possíveis para criar esse precioso tempo com a família: primeiro os
pais precisam querer estar com seus filhos e, segundo, é preciso aprender como cavar tempo para a sua família mesmo durante o seu trabalho. Na minha experiência de vida, aprendi a tirar quatro micro-férias por ano, de uma semana cada, tempo suficiente para fazer uma viagem curta com meus filhos”, sugere o autor.

Sobre o Autor

Stephen Kanitz é consultor de empresas e conferencista, além de mestre em Administração de Empresas pela Harvard Business School.

(Lido por 294 pessoas até agora)

17 Comments on Livro Família Acima de Tudo

  1. Tomei conhecimento deste livro faz um mês, com certeza não deixarei de lê-lo, até porque li há algum tempo dois artigos antigos do autor intitulados : “O Segredo do Casamento” e “O Contrato de Casamento” que vez por outra uso parte deles em cerimônias de casamento pela precisão da leitura que faz dos nossos relacionamentos em “tempos modernos” tão carentes de valores antigos e eternos, verdadeiros tesouros para nossas vidas.

  2. Com certeza a família é a base da sociedade, pena que nem todos os formadores de opinião pensam desta forma, e os que levantam esta bandeira são tidos como “caretas”, e os que valorizam os princípios Cristãos são vistos de uma forma ainda pior, os que querem corromper estes princípios estão se valendo ou tentando se valer da legalidade para implantar uma imoralidade contra toda sociedade contemporânea.
    Família acima de tudo, abaixo a libertinagem.

  3. Kanitz,
    Li o livro em duas sentadas. Não sou pai, na verdade ainda sou solteiro. Se meu planejamento der certo, logo esse estado civil muda em 2011.
    Sou psicólogo, professor universitário, blogueiro e orientador profissional.
    Gostei muito da forma como colocou seu ponto de vista de forma claro, objetiva e com embasamento.
    Parabéns pela obra e pela família!
    Abs
    Fabio

  4. Stephen Kanitz,
    Quero parabenizá-lo pela iniciativa de escrever esse livro pioneiro sobre a família.
    Escrevi uma resenha sobre seu livro em meu blog de finanças pessoais. O link está aqui: http://www.valoresreais.com/2010/04/04/resenha-familia-acima-de-tudo/
    Transcrevo aqui a conclusão que postei lá:
    “Como autor de um blog que tem como uma das metas expor a importância de edificação de valores não-financeiros na construção de uma boa vida financeira, eu fiquei muito feliz ao saber que existe uma obra original a tratar de um tema tão crucial para a sobrevivência da própria civilização.”
    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  5. Mestre,
    Sempre o tive como referencia. Lembro ate de ter comprado um livro sobre criacao de filhos por causa de um artigo teu. Mas confesso que me deixou um pouco preocupado o fato de se falar no livro sobre a criacao segundo Genesis (segundo li na sinopse acima).
    Quero deixar claro que o senhor tem todo o direito de crer ou nao literalmente no que esta na Biblia.
    Fica so’ um pouco complicado para mim explicar pro meu filho que eu comprei um livro de cabeceira que desmente o livro que eu considero o mais importante de todos.
    De qualquer forma, parabens por investir na familia. Por isto que o senhor e’ um bom administrador!

  6. Seu livro é tudo o é de bom para a educação familiar de nossos jovens.
    Fácil leitura.
    Adquiri o livro e a primeira pessoa a ler foi meu marido. Vamos fazer 35 anos de casados e está sendo um embalo para chegarmos felizes aos 50 anos de casados(no mínimo) .
    Temos 3 filhos e eles ,com certeza, também se beneficiarão desses ensinamentos.
    O conteúdo vem em prol da defesa da FAMÍLIA BRASILEIRA, que está se desfazendo aos poucos e deixando pessoas infelizes.
    Gosto do livro, porque sei que é a realidade de viva de sua família. Ele demostra que vocês procuram viver de acordo com o que pensam,falam e vivem. Isso é muito bom.

  7. Caro Kanitz,
    Li uma matéria na Harvard Magazine e lembrei de você. Acho que o tema lhe interessa, é sobre a hiperatividade dos alunos, que cada vez mais tentam fazer, além dos cursos normais, toda e qualquer atividade extra-curricular que lhes é possível, deixando para tal de dormir, socializar… e até pensar/refletir
    Segue o link –> http://harvardmagazine.com/2010/03/nonstop
    Como você se preocupa bastante com a formação/educação dos jovens, acho que gostará do texto.
    Abraços,
    Diogo

  8. Kanitz,
    Amei o livro. Ele veio em um momento em que me fazia muitas perguntas de difícil resposta, mas seu livro ajudou muito colocar meus pensamentos no lugar. Foi a coisa certa na hora certa. Já passei para minha esposa que já começou a ler. Virou meu livro de cabeceira. Vou querer relê-lo de tempos em tempos. Meus amigos receberão um exemplar do livro este ano como presente de aniversário. Calma que o livro vai ser um sucesso…
    Abraços,
    Daniel
    adm.
    RJ-RJ

  9. O livro é legal, mas não sei…
    Poderia ser mais como na época que vc escrevia para a Veja.
    Os textos tinham mais emoção… Exemplos etc…
    Naquele tempo era umas das primeiras coisas que lia na revista.

  10. muito mais importante do que a quantidade de tempo que se passa com a família, é a qualidade do tempo, ou seja, o tempo que a atenção é realmente voltada para a família.
    Conheço pais e mães que chegam em casa do trabalho as 18 horas da tarde, e ficam de “cara amarrada” até a hora de dormir. No outro dia, saem cedo e voltam às 18 horas de “carra amarrada”, chateados ou preocupados com problemas no trabalho. E este ciclo se repete todos os dias, todos os meses, todos os anos.
    Não basta estar fisicamente com a família, o mais importante é estar emocionalmente e espiritualmente conectado.
    Eu vou adquirir e ler o seu livro professor, por causa do tema e do seu talento com as palavras.

  11. Caro Kanitz
    Não tenho a menor dúvida que você seja um grande administrador de empresas e escritor de primeira linha, acho que na minha humilde opinião há alguns pontos que não foram levados em conta como o fato de você ser justamente muito admirado no mundo dos negócios e por administradores de empresas. A partir do momento que você escreve um livro sobre família, você entra em um território que certamente não foi onde você escreveu boa parte dos seus livros e que o tornou um autor tão lido e respeitado. No campo da família você sabe que há diversos bons e respeitados autores como Roberto Shinyashiki, Içami Tiba ou Robert Kiyosaki e outros que também não conheço, mas que são ótimos autores e não começaram a escrever sobre tema ontem, ou seja, já tem um público muito fiel.
    Sendo assim as pessoas que o lê certamente não procuram livros sobre família, mas sim livros sobre negócios e economia, da mesma forma que o público alvo que procura o Içami Tiba por exemplo quer algo sobre a família como tema e seria certamente um contra senso se essas pessoas procurassem livros de negócios no site do Içami Tiba ou os administradores de empresas procurassem livros com o tema da família no seu site.
    Outro ponto que acho que deva ser relevante é o fato que se escrevermos seu nome no Google o primeiro link que aparecerá será o do seu site (http://www.kanitz.com/index_refresh.htm ) e não há nenhuma chamada ou propaganda do seu novo livro ou nada que chame a atenção do internauta sugerindo-o ler uma resenha, um comentário seu sobre o novo livro ou uma entrevista que você deu sobre o livro, enfim acho que seria muito interessante você usar esse seu canal para comunicar um livro seu que acaba de ser lançado.
    Por fim, acho que há alguns bons indicadores que não podem ser descartados como no site da livraria saraiva por exemplos o seu livro é o 12º livro mais vendido dentre os 1.193 listados com o tema família e no site das lojas americanas seu livro está em 24º numa lista de 414 livros com o tema família, não acho que isso seja ruim.
    Como você falou seu livro é um tipo de produto de venda de longo prazo, ou seja, com os anos serão percebidos os ganhos.
    Luiz Felipe

  12. Caro Mestre Kanitz,
    acabo de tomar conhecimento sobre seu novo livro que com certeza terei oportunidade de ler muito em breve. Pelo que pude observar o livro é bom tanto quanto seu trabalho que venho admirando no decorrer de sua carreira. Entretanto falar de família é difícil, incomoda e não é moderno; educar os filhos toma tempo e o tempo é curto, tem-se que optar.Na verdade a mulher no mercado de trabalho toma menos decisões em casa e conhece menos a engrenagem da familia. Muitos pais só vão parir seus filhos quando ocorre a separação e esse um quinto de tempo passa a ter uma baita qualidade (não sou separada). Enfim, adorei várias de suas colocações e adoro quando sou desafiada a refletir sobre as questões de educação, não só dessa nova familia mas também daquela em que somos os filhos. Não ser unanime é muitas vezes um sinal de que se é especial. Um abraço.

  13. Sr. Kanitz,
    Como já lhe falei por twitter, esse livro é fantástico e tem sido precioso em minha vida. Por causa dele, estou revendo muitas coisas em meu trabalho, e penso em tomar novos rumos em minha carreira, de modo a gastar mais tempo com minha esposa e futuros filhos, uma vez que minha profissão demanda muito de meu tempo, fazendo com que eu me torne um workaholic.
    Sem dúvida, a família é mais importante do que qualquer outra coisa, e a maior herança que podemos deixar para esse mundo são nossos filhos. Sempre admirei o trabalho do senhor, e fico feliz em vê-lo tocar em um assunto tão descartado pela sociedade, em especial, pelo mundo corporativo. Sempre ouvi que pra vc ter uma ascenção profissional vc deve escolher entre sua família e seu trabalho, o que pra mim é ridículo, todavia, é o que mais vejo em minha empresa, por exemplo.
    Seu livro ainda não decolou como o senhor esperava, o que é uma grande pena, porém, sua voz é uma voz ativa e muito respeitada, sendo de extrema importância para que a sociedade comece a rever seus valores. Continue nessa batalha!
    Grande abraço,
    Marco

  14. Miguel,
    O livro foi recusado por dezenas de editoras, A Sextante por exemplo, provavelmente porque quanto mais destruturada a família, mas livros de “auto ajuda” serão vendidos.
    Eles inclusive atrasaram o meu livro em 6 meses, dizendo que publicariam e depois voltando atrás sem explicações. Um desrespeito ao autor.
    A Thomas Nelson é uma das poucas editoras preocupados com valores espirituais e não lucro imediato.
    Por isto eles vão apoiar o livro por vários anos. O Objetivo não é ser um best seller momentaneo, e sim um livro que seja vendido ano após ano.

  15. Andressa e Márcio.
    Vocês foram o ponto alto do lançamento, vindo de Angra dos Reis, e agora dizendo que o livro foi determinante na decisão de casarem seguindo a filosofia P do livro.
    Muitos casamentos fracassam porque não tem uma filosofia mais substancial do que “amarei para sempre”. Deem noticias de tempos em tempos, ou o endereço de vocês no twitter. Quero segui los daqui para a frente.

  16. Sr. Kanitz,
    fiquei triste com seu post. Saí de Angra dos Reis pra ir ao lançamento do seu livro e comecei a ler imediatamente. Foi incrível!
    Fui ao evento com meu namorado, Márcio e devo dizer que o seu livro foi determinante para a decisão que tomamos: ficamosnoivos em janeiro e vamos nos casar em novembro, formando uma bela e jovem “família P”.
    Recomendo seu livro a todos!!!
    Muito obrigada pela sua contribuição para meu realacionamento e em todos os sentidos: finaceiro, psicologico, financeiro, familiar etc.
    Aguardamos o lançamento dos próximos!!!
    Andressa &Márcio- Angra dos Reis- RJ

  17. Adorei ler o artigo sobre o livro ‘FAMILÍA acima de tudo’;vou compra-lo com certeza.
    Diléia/ Professora.

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14