Por Que Temos Tantos Partidos Políticos?

 

Líderes são aqueles que agregam, aqueles que nos convencem, nos unem, nos entusiasmam.

São aqueles que somam, agregam, numa visão comum, com objetivos comuns e futuro compartilhado.

Não existe líder nato que não possa ser aprimorado com um bom Curso de Liderança.

Aliás, se dependermos de somente líderes natos e não líderes treinados, que estudaram as dezenas técnicas de liderança, resolução de conflitos, relações públicas, comunicação oral, relacionamento interpessoal, cursos obrigatórios em qualquer curso de Administração, estaremos fritos.

Existe muito a estudar com grandes líderes do passado, e a maioria dos nossos líderes nunca estudou o assunto.

Por isto temos tantos partidos políticos.

Nossos políticos estão longe de serem líderes, pior, são grandes  fracassos em termos de liderança.

Por que temos 42 partidos e mais uns 32 sendo constituídos?

Porque nossos políticos são incapazes de liderar seus correligionários, de agregar pessoas com ideias conflitantes em torno de um único partido.

Na primeira dificuldade em agregar, liderar, unir, negociar, eles saem putos da vida e começam a criar um novo partido com outros colegas putos da vida, porque não conseguem se impor no seu partido atual.

É o caso agora, infelizmente, da Marina Silva, considerada uma revelação das novas lideranças que tanto precisamos.

Será?

A poucos meses de uma eleição presidencial está desperdiçando o seu tempo tentando fundar o partido dela, não tendo conseguido liderar o Partido Verde.

E agora está armando uma confusão entre nosso Senado e nosso Congresso, acusando o Congresso de ser antidemocrático. Será?

Pense. Se pessoas como a Marina conseguem fundar este novo partido? O que acontecerá?

Daqui uns anos, devido a sua incapacidade de liderança, ela abandonará também este partido, e aí este novo Partido fica solto por aí e cai na mão de bandidos.

Este é o verdadeiro problema político deste País.

Não se deve ou não criar um novo partido, mas o que fazer com os Partidos Abandonados pelas Marinas, Kassabs, Malufs e que depois caem na mão de picaretas.

Por que os Estados Unidos, a Inglaterra e a Alemanha têm somente dois a três partidos, que agregam pessoas com pensamentos diversos em um único partido?

Por que Índia, França, Itália e o Brasil têm 40?

Porque são países que nunca valorizaram nem criaram cursos de Liderança, técnicas de negociação, resolução de conflitos, relacionamento interpessoal, planejamento estratégico, necessário para manter uma empresa de 5.000 companheiros unidos, imaginem um congresso desunido.

Nossos políticos são bons de voto, conseguem se eleger enganando pessoas simples com promessas mentirosas, contratando os Duda Mendonças da vida, gastando milhões em propaganda enganosa.

Mas quando é preciso angariar o apoio de seus pares, não conseguem e partem para criar mais um Mini Partido, sem poder, sem força, mas onde eles são os Gestores, onde mandam, indicam com os seus indicadores e gesticulam como prima donas, para os espelhos.

O Partido Bem Eficiente que deverá ser criado, treinará todos os seus candidatos em técnicas de liderança.

Aliás, dará prioridade para aqueles formados em Administração, MBAs, e no mínimo 20 anos de experiência liderando equipes de mais de 2.000 funcionários.

Nenhum candidato do PBE vai “treinar ser líder” usando nosso povo como cobaia.

Vamos criar o Partido Bem Eficiente, que logo se tornará o maior partido deste país.

Porque é constituído de pessoas que já agregaram na vida, lideraram milhares e são competentes e eficientes.

Como o nome indica.

 

(Lido por 1297 pessoas até agora)

8 Comments on Por Que Temos Tantos Partidos Políticos?

  1. Os institutos publicam sua pesquisas apontando a queda da popularidade da Presidente Dilma; ok.
    Mas e o congresso?
    Alguém é “inocente” ao ponto de acreditar que o problema esteja SÓ no Executivo?
    Acredito que é necessário uma maior e melhor atenção para os problemas do LEGISLATIVO; pois, tanto o Fernando Henrique Cardoso, quanto o Lula tiveram (em seus respectivos governos), bancada maiores que a oposição; e, agora, a Dilma também tem.
    Como pode funcionar um congresso desses?
    É necessário que a reforma política, crie um mecanismo para punir aos partidos políticos que indicarem maus candidatos, pois, do contrario não conseguiremos melhorar nosso país.
    Os partidos, todos os partidos, estão a beira de um colapso, pois, não representam os eleitores; e duvidamos que algum marqueteiro (por melhor que seja), nos convença do contrario!
    Tenho uma sugestão: sei que é polêmica mas É SÓ UMA SUGESTÃO!!!!!
    O PARTIDO que tiver um político com o mandato cassado, OBSERVANDO-SE DO DEVIDO PROCESSO LEGAL, fica impedido de lançar candidato para o referido cargo na eleição seguinte. REPITO; É SÓ UMA SUGESTÃO.
    Ofereça a sua também!!!
    Democracia é isso; PARTICIPAÇÃO!!!

  2. Pra quer tantos partidos se no final das contas restam apenas duas escolhas a fazer? Dizer sim ou não. A turma dos que apoiam e dos que não apoiam. O que sobra disso é para fazer “manobra”, joguinhos políticos, e muita corrupção. Pocha, quando é que isso vai parar? Será preciso uma guerra civil, um caos para que uma nova sociedade renasça. Não sei, mas a História sempre fluiu assim.

    A história de que somos um povo dócil, recebe todo mundo(assim como em 1500), enraizou na cultura brasileira uma acomodação letal. Um líder precisa mostrar a visão de futuro, as lutas que terão que ser realizados, ter coragem e sabedoria para fazer o melhor para todos.

  3. Prezado Kanitz, boa noite.

    Seu artigo dispensa comentários.

    Atte.

    Eduardo

  4. Caro Kanitz. entendo que a coisa vai mais longe. como nao temos lideres na politica hoje, por falta de qualidade de nossos politicos, temos casos reais recentes de recorrer do legislativo receorrer ao STF para resolver situaçoes que nao lhes sao oportunas. ai temgente que chama isso de judicializaçao da politica quando na verdade e´falta de qualidade politica de nosso politicos.
    ademais nao vejo necessidade de nada alem de cinco partidos: centro, direita, esquerda, centrodireita e centro esquerda. o resto é invençao, e´suga verbas….
    mas o “status quo” esta´tao bom que nao permite nenhuma melhoria no processo a curto prazo. a soluçao tempestiva seria o eleitor olhar com mais carinho o “nao voto” provando que nao e´gado na mao de oportunistas.

  5. Um dos grandes problemas da atualidade: além de faltar líderes as pessoas também não querem ser lideradas, o que dificulta a obtenção de conquistas.

  6. Bem interessante este posicionamento.

    Já ouviu falar do Partido Pirata (http://www.partidopirata.org/)?

    E esse Partido Bem Eficiente, também não seria mais um entre tantos já existente ? Sei que a ideia dele é muito boa… mas não seria, pelo que foi publicado, mas interessante agregar essa ideia a um partido existente ?

  7. É excelente explicação.

    Poder-se-ia acrescentar que o fundador de um novo partido tem direito a dinheiro público no qual ele manda, a minutos em TV que podem ser barganhados por cargos de administração com verbas, que resultam e propinas e mais poder. Sua explicação é “mais nobre”.

    Comento ainda que um partido deveria refletir alguma ideologia original, diferente dos demais partidos; como não há 40 ideologias disponíveis nem variações possíveis, conclui-se que diversos partidos têm a mesma “ideologia”. Aprimorando o pensamento, na verdade nenhum partido tem qualquer ideologia ativa, talvez tenha nas declarações na fundação, etc… mas na prática… nada, só mais do mesmo.

    Porque será que a classe política agrega tantos despreparados ? (com excessões, claro)

    Variando um pouco o tema, há um vídeo no You Tube que é tão profundo quanto as plataformas dos candidatos. (De novo, HÁ excessões). Como estamos no fim do 3rd shift, me permito apontá-lo:
    http://youtu.be/PfO3tAtHYsA

    At,
    Ricardo Conte

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14