Como o Estado Torna as Pessoas Infelizes e Violentas

 

Tempo de leitura: 1 minuto

 

Ninguém tem inveja da fortuna do Pelé, Roberto Carlos ou Neymar.

Eles merecem.

Mas quando você recebe dinheiro “distribuído” pelo Estado, veja o que acontece.

Dois macacos recebem do Estado “benefícios” diferentes. Um recebe uma uva saborosa e o outro recebe um pepino, literalmente.

Quando um descobre que o Estado “distribuiu renda”, neste caso comida, de forma injusta, um dos macacos se torna violento.

Ele quer uma uva, não um pepino distribuído.

O mais assustador é que o “cientista” atribui esta raiva à injustiça do Capitalismo, e não ao Socialismo do experimentador dando comida grátis.

Na vida real, o macaco que encontrasse uvas ficaria com as uvas, e o macaco que achasse pepinos ficaria com os pepinos. Muito simples.

Mas Frans de Waal engana a plateia, dizendo que no Capitalismo ambos trabalharam a mesma coisa, dando uma pedra ao experimentador. Perceberam o truque “científico”?

No Capitalismo, pela cooperação humana e livre mercado, o macaco violento poderia até pedir trocar umas uvas por pepinos e algo mais.

Mas numa jaula controlada pelo Estado, ele não tem escolha a não ser se revoltar.

Por isto militares se revoltam quando deputados ganham mais.

Deputados se revoltam quando juízes ganham aumento e eles não.

E juízes se revoltam quando militares têm aumento e eles não.

E assim os impostos não param de subir, mas produtividade que é bom, não aumenta.

Mas a lição aqui é outra.

Intelectuais e cientistas como Frans de Waal não vivem de colher pepinos nem uvas.

Vivem de pepinos e uvas que nós colhemos e temos que distribuir para estes intelectuais fazerem teorias e pesquisas mentirosas.

Pesquisas que nos dizem que temos que distribuir ainda mais a nossa renda, para eles.

Vergonha Prof. Frans de Waal, muito triste seu embuste.

Veja o vídeo.

 

 

(Lido por 119 pessoas até agora)

UA-1184690-14