O Golpe de 1988

 

Poucos da nova geração sabem do Golpe bem sucedido perpetrado pelos políticos brasileiros em 1988.

Golpe esse que perdura até hoje.

Todos nós deveríamos saber que para mudar nossa Constituição é necessário 3/5 dos votos e não a maioria simples quando se trata de Leis.

Isso porque matéria Constitucional tem de ser apolítica.

A Constituição reza sobre mecanismos de Governo e não sobre objetivos de governo, que sempre são partidários.

Com 3/5 ou 4/5 de aprovação para matéria constitucional garante-se, pelo menos em teoria, que uma Constituição seja curta e estritamente funcional.

O ideal seria termos uma nova Constituinte, com regra de 90% de aprovação por todos os partidos políticos das questões independentes de ideologia, não fossem os partidos antidemocráticos como o PT, PSOL, e PCdoB que são contra tudo e contra todos.

Numa Assembleia Constituinte com regra de 90% de aprovação somente seriam aprovados aqueles temas operacionais que todas as ideologias em princípio aceitam em comum acordo.

Só que os deputados e senadores em 1987 perpetraram um Golpe de Estado contra a nossa democracia.

A Constituinte Cidadã foi um Golpe de Estado que ninguém percebeu.

Criaram uma Assembleia Constituinte onde, excepcionalmente, precisavam de somente 51% de aprovação. Foi a festa da esquerda brasileira.

Por isso nossa Constituição é longa, um devaneio de objetivos conflitantes, uma Constituição disfuncional, um Golpe do PMDB.

Um Golpe da Esquerda festiva, que destruiu o sonho dos pobres e dos excluídos, e perpetuou o domínio da Quarta Classe medíocre e incompetente.

 

(Lido por 983 pessoas até agora)

5 Comments on O Golpe de 1988

  1. Lamentável a tendenciosa rotulação de alguns partidos como sendo os únicos antidemocráticos. O autor parece desconhecer, ou ignorar por algum motivo não explicitado, as origens e os meandros das composições partidárias. Os interesses pessoais e pouco ideológicos que orientam a formação dos partidos políticos brasileiros.

  2. Nas próximas eleições, não votarei em ninguém que possua mandato. E também em nenhum desses partidos bandidos, citados acima.

  3. Sou 100% favorável à uma República Democrática, o que só será possível com a extinção e proibição dos partidos políticos. TODOS. Sistema eleitoral onde são os eleitores que selecionam candidatos.

  4. (comentário anterior revisado)
    Excelente matéria. É muito simples:
    Tancredo PMDB
    Sarney PMDB
    Collor ex governador de AL pelo PMDB eleito por um PRN de fachada
    Itamar PMDB
    FHC Ex ministro pelo PMDB e vinculado num PSDB que é uma esfera do PMDB
    LULA Só governou devido alianças com o PMDB
    DILMA Idem Lula e com vice no PMDB
    TEMER PMDB (precisava falar)

    O PMDB NO BRASIL É RESPONSÁVEL POR UMA PSEUDO DEMOCRACIA

    Em vez de greve dos caminhoneiros ou de classes como universitários que acabam dando um tiro no pé pelos prejuízos que trazem a si próprios, suas classes e à sociedade em geral, o que poderiam fazer é uma campanha pelo fim do PMDB e do que aí se ramifica
    POVO BRASILEIRO: Desfiliem-se do PMDB, do PSDB e do PT!!!
    Movimentos de mudança: Realizem uma mudança prática e funcional sem se auto-prejudicar: convoquem e mobilizem o povo brasileiro pelo fim de partidos que são o câncer da política nacional.
    Não votem em candidatos destes partidos, divulguem que O PARTIDO não merece eleger!!
    Talvez se inicie alguma mudança

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14