Entenda a “Democracia Brasileira”

Indicar pessoas sem qualificação administrativa não é Democracia.

Tempo de leitura:  70 segundos

Todo ano de eleição, políticos e intelectuais falam desta gloriosa Democracia. Hoje, no “Estado de São Paulo”, Fabio Giambiagi,  escreve “em primeiro lugar, a democracia vai se consolidando cada vez mais”.

E os jovens brasileiros acreditam.

1. Nossa democracia tem sido eleger o menos pior. Não estou falando de 2010, estou falando de quase todas as eleições. Por quê?

Porque não temos primárias, nem prévias dentro dos partidos.

Para que se filiar a um partido, se você sequer terá o direito de escolher aquele que você vai se esforçar em eleger. Começa por aí.

2. Uma vez eleito, o candidato não pode escolher os Ministros que quer, nem são do partido eleito.

FHC não teve 34 Ministros do PSDB, conseguiu indicar somente 3, que foram o Malan na Fazenda, o Paulo Renato na Educação, e o Serra na Saúde.

O partido eleito, para ter o poder de “mudar o país”, que a rigor cabe ao Legislativo, sempre cooptou o Legislativo dando-lhes cargos no Executivo.

Elegemos o PSDB ou o PT, para que indiquem administradores competentes e alinhados com as promessas do partido em todos os Ministérios, e não saírem loteando estatais, cargos e Ministérios para fazer “composição” com os outros partidos.

“Mas se for assim, não se governa”.  Governa-se sim, mas com as leis existentes.

E, há muito ainda para se fazer com as leis existentes, o governo não sai tão prejudicado assim se não fizer nenhuma lei adicional.

3. Indicar amigo de “confiança” não é Democracia.

Indicar pessoas sem qualificação administrativa não é Democracia.

Eu não vou votar em um Partido que coloca em “cargos de confiança”, amigos de confiança.

Já escrevi na Veja que todos os cargos nas empresas são cargos de “desconfiança”.

Nós, administradores, colocamos os melhores profissionais mesmo não os conhecendo, e colocamos auditores internos, externos e sistemas de segurança para não sermos pegos de surpresa.

Nem sempre isto funciona, mas tente despedir um amigo que se mostra incompetente que você conhece há 20 anos.

4. Numa verdadeira Democracia, um governo de 4 anos não pode criar uma dívida a ser paga nos próximos 40 anos.

Isto negaria a Democracia para os 36 anos de governos seguintes. No limite, estes governos farão nada mais do que pagar as dívidas dos anteriores.

Numa Democracia, com D maiúsculo, um governo eleito tem um MANDATO DE SOMENTE 4 ANOS, e não de 40 anos.

Você, caro leitor, acha correto que um governo eleito para o mandato de 4 nos possa criar dívidas externas e internas que os próximos governos eleitos pelo povo terão que pagar? Isto é democrático?

Por que esta questão jamais foi aventada pela mídia brasileira, que por sinal sofreu tanto quanto todos nós os juros altos destas dívidas impagáveis contraídas pelos governos anteriores?

 

(Lido por 1184 pessoas até agora)

36 Comments on Entenda a “Democracia Brasileira”

  1. OLha,estou tonta…mas a pergunta que não quer calar:
    Quem é esse tal de lula? Pelo amor de alguém, que representante foi esse que escolheram, e ainda tem gente que quer mais e mais.
    Então que tenha,ele ainda está lá!!!!

  2. A grande maioria vota acreditando serem os elegidos, realmente, os melhores. Porém, apesar do voto errado ou certo, o fato é que a democracia caminha, a passos lentos, mas caminha.
    Quanto ao fato de governos irresponsáveis deixarem uma herança maldita para seus sucessores pagarem, bem, creio que a legislação tem de ser mudada. Tem de haver seriedade na administração pública.
    Agora, pelo fato de de o presidente não conseguir indicar seus ministros, tenhpo certeza de que isso não ocorre somente no Brasil. Em todas as democracias em que há pluripartidarismo isso ocorre.Se houver alianças não haverá governança. Ocorre a liberdade de escolha somente nos E.U.A., apesar de não ser proibido, na terra do tio San são tradiconais apenas dois partidos, os democratas e os republicanos.

  3. André Oliveira,
    Faz como o Luis: MURCHOU AS ORELHAS E FICOU CALADO.
    Vocês tá se esforçando para rebater de forma raivosa, chovendo no molhado, sem nenhum norte.
    Vou te dar uma dica:
    Basta que você diga que é SINDICALISTA, PETISTA, LULISTA, DIRCEUSISTA, GENOINISTA…. que todo mundo entende.
    .
    Vou pedir ao Howard Gardner para acrescentar mais um TIPO DE INTELIGÊNCIA na Teoria das Inteligências dele:
    A INTELIGÊNCIA SINDICAL.
    Evou dizer a ele que ela não só existe como tem expoentes como você, além das referências acima.

  4. Francisco Gomes..
    Dá pra elaborar um idéia inteligível do que você pretende para o país ?? Sinceramente você me lembrou aqueles cachorros que ficam correndo atrás do rabo. Falou , falou e falou e não disse nada.. APEDEUTA, BOLSA ESMOLA, MENOS PIOR..Se é isso que você tem para oferecer como contribuição a um debate? Saiba que é muito pouco..Muito pouco mesmo.. Sobe o nível, por favor… Puxa um pensador conservador e elabora um raciocínio decente. Do jeito que está tá fraco..
    As reservas brasileiras são as maiores da História
    A relação dívida PIB é menor do que era há cinco anos
    O Brasil retomou o processo superavitário das contas externas.A massa salarial redunda em mais recursos para a previdência. O Brasil viveu a maior etapa de redução de miséria da História.
    Uma parcela da classe média de antigamente não admite as mudanças que este país viveu nestes 8 anos..
    A vaga de Iluminista da Oposição já foi ocupada pelo Arnaldo Jabor..

  5. Téo Silva,
    Dei longas risadas com a sua ironia fina e homor refinado, regado a trocadilhos inteligentes.
    É o que eu quis dizer quando escrevi: “Estamos numa sinuca de bico!”. Me senti obrigado a votar no MENOS PIOR – aparentemente – naqueles momentos. Sei que milhares de pessoas da classe média e, também, pequenos e médios empresários o fizerem.
    Este ano parece que não será diferente.
    O Brasil estava em situação tão deplorável socialmente falando que bastou o Lula aumentar o volume das BOLSAS-ESMOLAS que olha só o “efeito econômico!”.
    Tudo isso graças aos representantes máximos do atraso, do anacronismo racinal: Igreja Católica, Sarney, ACM, Rede Globo, só para citar os cabeças.
    Como explicar que o maior partido brasileiro o PMDB seja a maior “legenda política” de ALUGUEL? Desse detalhe você esqueceu, Téo.
    Temos que nos render ao APEDEUTA, mesmo à revelia, a contragosto.
    Só que daqui a alguns anos a bomba vai estourar: empreguismo público nunca esteve em alta. O endividamente público a taxa escorchante e repasse de recurosos, ditos “investimentos” nas estatais a taxa módica e no longo prazo estão mascarando a nossa real situação fiscal e orçamentário. O PT e o Lula descobriram o caminho das “pedras” preciosas e o povão daqui há, no máximo, uma década vai descobrir o CAMINHO DOS PEDREGULHOS.
    Aí, o que terão a dizer os SEGUIDORES CONVICTOS DO APEDEUTA, como o nobre André Oliveira?
    Nós, os comuns, os normais, os não “excepcionais”, vamos continuar apostando em estudar, se capacitar e trabalhar em prol do progresso pessoal e familiar.
    Melhor não apostar que no BLÁ, BLÁ, vamos encontrar o ELDORADO DO DESENVOLVIMENTO. Isto só para os EXCEPCIONAIS como o Lula e sua turma.

  6. Francisco Gomes, o legado de Lula na educação será a criação de mais universidades federais do que todos os governates antes dele fizeram JUNTOS e a consolidação do PROUNI. Corre uma frase que nunca foi tão verdadeira: “Agora o filho do pedreiro agora pode ser doutor”. E o que eu lamento mais é que gente que diz que estudou, vocês por exemplo, escrevam textos de tão péssimo nível, expondo acima de tudo preconceito, ódio e que dos senhores bacharéis, pois eu dúvido que uma pessoa com doutorado seja capaz de digitar o que vocês digitam, não consigam expressar uma única idéia consistente sobre os problemas da nação para o futuro..Lamento mais ainda que isso ocorra num Blog de uma pessoa que dedicou sua vida ao conhecimento, o professor Kanitz..

  7. AMIGOS DESCULPEM A MINHA DECISÃO.
    Virei casaca ao lado do Lula
    Hoje, refletindo sobre o efeito do nada, sobre o porra nenhuma, me dei
    conta de que o Brasil é país único no mundo:
    a) governado por um alcoólatra que instituiu uma lei seca,
    b) um analfabeto que assinou uma reforma ortográfica,
    c) tem um filho formado em porra nenhuma, que é o gênio das finanças, e
    d) teve a cara de pau de pedir a Deus para dar INTELIGÊNCIA a Barack
    Obama, que é formado em Harvard.
    Depois disso, EU TINHA QUE MUDAR DE LADO. Resolvi ficar ao lado de Lula.
    Que me desculpem os meus amigos e, por favor, não me critiquem, nem mandem
    e-mails indignados. Antes, reflitam melhor sobre a situação atual. Tenho
    certeza que também ficarão ao lado do Lula.
    Afinal, se ficarmos atrás… Ele nos caga e, se ficarmos na frente… Ele
    nos fode.
    Portanto, a melhor opção é ficar ao lado dele.(é claro, sem concordar com
    nada do que ele fala…)
    ENQUANTO ISSO, ESPERO E SONHO QUE TUDO VOLTE AO NORMAL..
    Será o dia em que:
    ARRUDA uma simples plantinha pra espantar mal olhado
    GENUINO será algo verdadeiro;
    GENRO apenas o marido da filha;
    SEVERINO apenas o porteiro do prédio;
    FREUD voltará a ser só criador da Psicanálise;
    LORENZETTI será só uma marca de chuveiro;
    GREENHALGH voltará a ser um almirante que participou de nossa história;
    Dirceu, Palloci, Delúbio, Silvio Pereira, Berzoini,Gedimar,Valdebran,
    Bargas, Expedito Veloso, Gushiken, Renan etc, serão simples….
    presidiários.
    E LULA APENAS UM FRUTO DO MAR.
    Finalmente, quando olho meu titulo de eleitor, velhinho, coitado, sempre
    usado desde 1998 e vejo o Lula aliado ao Collor e ,pasmem, na defesa da
    vida ilibada dos Sarneys, concluo que entendo o verdadeiro significado do
    nome ‘ZONA ELEITORAL’ escrito nele!
    MAS, É CLARO, NÃO QUERO COM ISSO MUDAR A OPINIÃO DOS MEUS AMIGOS….

  8. André Oliveira,
    Qual será o legado de Lula? Em síntese, será:
    ESTUDAR NÃO É FUNDAMENTAL, POIS COM O EQUIVALENTE AO MOBRAL FUI PRESIDENTE DA REPÚBLICA. E REELEITO!
    Quanto maior forem o “bons resultados obtidos pelo Lula” maior será a afirmação do Legado acima. Legal, não? Estamos numa sinuca de bico!
    O Brasil é campeão em desinteresse pela leitura. Todos os anos temos 2 a 3 eventos que corroboram este desastre.
    O Brasil é, também, campeão em preguiça. É uma país de vadios em escala industrial.
    O Lula tem exatamente esse perfil. Ora, às expensas do PT durante duas décadas e meia não encontrou tempo para estudar? Pára com isso! Ele nunca se interessou pela EDUCAÇÃO dele próprio. NÃO TEM MORAL para falar em educação para ninguém.
    O Reynold Stephanes quando Ministro da Previdência quis estabelecer 60 anos como idade mínima para aposentadoria. A idade média para aposentadoria nesse país é 45 anos. A constatação é de pesquisador do IBGE. Corroborando a condição de país de vagabundos, vadios, preguiços, baderneiros, pândegos, carnavalescos e desinteressados pelo progresso.
    O então Ministro estava coberto de razão, PORÉM ele se aposentou aos 43 anos, com toda maquiavelice que pode fazer.
    Conclusão: não tinha CONDIÇÕES MORAIS para um projeto com esse fim. A imprensa caiu matando e ele se desgastou.
    O Lula não tem CONDIÇÕES MORAIS para falar em EDUCAÇÃO e TRABALHO
    Ele deve continuar falando em BOLSAS-ESMOLAS.

  9. Lamentável o baixo nível dos debatedores..O Senhor Kanitz deveria fazer uma extensão em Ciência Política para entender que o termo democracia é uma construção histórica e que muda muito em seus fundamentos..Não se administra um país como se gere uma empresa. Muito mais é necessário e quem acha que LULA é um ignorante analfabeto devia puxar um pouco pelas centenas de seminários que ele realizou no Instituto da Cidadania com todos os grandes profissionais de todas as áreas do conhecimento..Lula é um Jânio Quadros que deu certo. Deu tão certo que até hoje seus opositores acham que ele não estudou..Há, há, há..

  10. FRANCISCO GOMES said…
    Ô Luis, como você é burro, hein? O tom para a idiotice que você escreveu não pode ser outro:
    Quantos anos tem os EUA, Canadá, Austrália, por exemplo? Esses são do 3o. Mundo Imundo da América Luso-Católica?
    Ora, faça-nos o favor seu burro: murche as orelhas e fique quieto.
    SE ESSE RECADO FOI PARA MIM, GOSTARIA DE LEMBRAR AO DISTINTO QUE QUANDO UM BURRO FALA O OUTRO MURCHA AS ORELHAS. IGNORANCIA É COMPARAR O BRASIL COM OS CITADOS PAISES. SÃO COMPLETAMENTE DIFERENTES

  11. Kanitz
    O que o senhor esta fazendo pela democracia brasileira?
    Uma vez mandei um e mail para o senhor informando que era meu candidato e o senhor se negou.
    Se fosse presidente poderia mudar a legislaçao e propor as mudanças que sua legião de admiradores aprova.
    Ou pelo menos faça uma campanha eproponha uma lei de iniciativa popular mudando a legislação

  12. Kanitz,
    Ah, é por esses personagens: FHC (o sociólogo-vendilhão da pátria), Fábio Giambiagi (é claro que não escreveu suas convicções, está sendo pago) e tantos outros (se brincar Kanitz e tantos outros das USP, Unicamp, Unb e outros centros estéreis) que temos um torneiro-mecânico na Presidência de uma República que dentre seus quase 200 milhões de habitantes não encontrou alguém que tenha se capacitado: estudado e trabalhado para ocupar um cargo tão importante: PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
    Isso responde a muitas das suas indagações acima.

  13. Kanitz,
    Tirando a INSISTENTE “mania de superioridade do administrador”, parabéns pelo resto.
    A poeira levantada com este artigo o contradiz. Não há quem se salve, pela profissão, nessa REPUBLIQUETA que, ainda, morre às dezenas de milhões pelas crendices papais.
    Em vez de democracia, CORRUPTOCRACIA. Em vez de Estado de Direito, ESTADO DE MENTIRA, de faz de contas, de fingimento, de dissimulação, de hipocrisia, de contradição, enfim… DE AMBIGUIDADE.
    Aliás, KANITZ, onde não é assim nesse continente LUSO-CATÓLICO e LUSO-HISPÂNICO?
    Hein, me diga? Sõ o Chile, TALVEZ, influído por EUA e Canadá pela Geografia, e por Alemanha pela Economia (negócios, não academia).
    Eu desafio: ONDE É DIFERENTE NA AMÉRICA ESPANHOLA, PORTUGUESA, CATÓLICA E… IMBECIL?
    Nao pode ser diferente! Do conjunto das ações, atitures, comportamentos e conduta de uma PESSOA, FAMÍLIA, COMUNIDADE ou NAÇÃO tem que SUSCITAR o bem. Aqui os jesuítas e seus sucessores (na Igreja Católica e na Política) ensinaram e ensinam que se pode FAZER O BEM E FAZER O MAL. O dito popular tipicamente brasileiro, “acender uma VELA para Deus outra pro Diabo”, atesta. Um exemplinho em milhões.
    .
    CHOQUE DE REALIDADE, CHOQUE DE GESTÃO por aqui não funcionam porque o câncer entrou em metástase, há tempo.
    .
    Essa imundície só terá jeito sob duas hipóteses:
    a) com extermínio em massa, muita, muita massa;
    b) com o impacto de um HECATOMBE, no mínimo.
    .
    Como a 1a. hipótese é cara demais e de dífícil exiquibilidade, RESTA-NOS…
    .
    ESPERAR EM DEUS… AMÉM!

  14. Ô Luis, como você é burro, hein? O tom para a idiotice que você escreveu não pode ser outro:
    Quantos anos tem os EUA, Canadá, Austrália, por exemplo? Esses são do 3o. Mundo Imundo da América Luso-Católica?
    Ora, faça-nos o favor seu burro: murche as orelhas e fique quieto.

  15. Professor Kanitz, quando receberemos as lições do Blog “Aprendendo a Poupar”? Ficaremos só naquele primeiro post de promessa? Isto é coisa de político hein! Grande abraço, obrigado pelos post de todos os blogs!

  16. Parabéns, muito bem abordado o tema em seu texto. Enriquece a necessidade de questionarmos alguns intelectuais sobre o que estão fazendo com suas faculdades instrutivas. Só gostaria de lhe pedir a abordagem deste tema de uma nova forma, como os indivíduos e/ou as instituições – ex. ministério público – poderiam entrar neste jogo para tentar defender o cidadão, por que existem instituições no Brasil que não encontro razão em suas existência. Esta democracia torna-se uma vilã quando ecoamos os problemas e não nos propomos a ser diferente (solução) mesmo que seja no nosso mundinho de cada dia. Agradeço a oportunidade

  17. Kanitz
    Êsse ponto é o mais importante para o nosso país, você tocou em um problema que afeta todos os brasileiros.Para se ter uma noção de como funciona a coisa, vou ligeiramente dar umas pinceladas:Numa cidadezinha do interior de qualquer ESTADO brasileiro um cara para ser candidato a vereador tem de estar alinhado com uma das correntes políticas dominantes,ou do PMDB, DEM, PT, PSDB e seus aliados de aluguel que conhecemos, muito bem, o cara entra para o partido e segue a cartilha da corrupção que ja sabemos, os que tem mais dinheiro investem naquele mais afinado e acabam elegendo a turma que dará sustentação ao prefeito do município, que por sua ves já está combinado com o deputado ESTADUAL, FEDERAL, SENADOR E GOVERNADOR, fechando assim o cerco completo. E ai meu amigo como iremos escolher o cara lá da nossa cidadezinha que achamos que é menos pior? Ai vem guela abaixo todos os que iremos eleger. Isso nunca foi democracia, é sim, como diz um colega acima “UMA CORRUPCIA”. Disso ai vem: FAVELAS, JUROS ALTOS, DESMATAMENTOS, POLUIÇÃO, VENDA DO PAÍS PARA OS GRINGOS, FALTA DE EDUCAÇÃO, SAÚDE PRECÁRIA E TANTAS OUTRAS MAZELAS, que se fosse citar todas daria um jornal. Eu não sei como sair dessa, isso seria um bom debate para as TVs e jornais que também fazem parte dos esquemas, talvez as nossas faculdades teriam um começo de saida. Isso dai eu reafirmo é a saida para o nosso PAÍS, ter realmente uma democracia verdadeira. Fico imaginando como o professor Fábio Giambiagi pode pensar dessa maneira, é incrivel, é inacreditável, pois, nós que pensamos e sabemos onde as cobras botam, sabemos fazer e bem feito, graças aos Administradores e economistas patriotas, o país não está pior. Para setirem na pele tentem resolver qualquer assunto em um órgão público, e terão a noção como é o atendimento, como êles tratam o público, como são indiferentes. Olha que a grande maioria da grana arrecadada é aplicada para pagamento de salários altíssimos nos órgãos públicos e mais o que desviam com notas frias e medições forjadas por êsse país a fora. Pena que não podemos colocar as pessoas capazes para elegermos, se isso acontecesse seríamos primeiro mundo em 20 anos.
    Adm.Corretor
    Célio Marcil Carneiro

  18. Tem dívidas e tem dívidas. Algumas dívids só podem ser pagas a longo prazo, por exemplo, dividas contraidas para a construção de obras de infraestrutura que demandam anos na construção e muito mais anos de amortização. Não podemos nos esquecer que as obras de infraestrutura proporcionam o crescimento da produção e geração das riquezas. Logo elas mesmo geram recursos para o seu pagamento no longo prazo.

  19. Realmente vc tem razões em certos aspectos da politica brasileira, vale lembrar que quando são eleitos ;o caso do Lula,ultimamente o poder subiu lhe a cabeça ,não houve ninguem , as vezes pensa que é Deus fala um monte de besteiras e acha que tá com tudo e depois que indicou a Dilma e quer transforma-la em Santa Mãe do PAC realmente uma enganação, mas não vai ser por muito tempo , uma hora as pessoas vão acordar e ver que essa não é a melhor forma de se avaliar candidatos a qualquer cargo publico, ainda vai se passar um bom tempo por enquanto vamos ter se conformar com as caricaturas politicas que nossa democracia nos proporciona .

  20. ruim com pior sem
    concordo que precisamos aperfeiçoar a democracia
    não podemos comparar nossos 200 anos de história com outras democrcias com mais de 1550 anos de história. Eles também passaram por isso. Ainda chegamos lá

  21. Olá Kanitz, na realidade a democracia brasileira é manca. Concordo e acho absurdo ficar “catando” cargos para agradar aliados da campanha. O Lula quase que teve que criar o Ministério de Matar Saúva pois já não tinha mais o que criar para acomodar a patota. Não só ele, presidentes anteriores também cederam cargos em troca de apoio. Ele apenas exagerou.
    Embora não sirva como primor de democracia, como adminstrador o Jânio tinha das suas. Certa vez, diante de cameras na comemoração de uma vitoria um colaborador íntimo disse: Senhor, ganhamos!!!! E ele: Não ganhamos não, GANHEI!! e daí à frente durante a formação do governo era só grito de: Traidor! Prometeu-me um cargo e agora deixa-me esperando sala.
    Assim sendo numa próxima eleição o governo teria sido realmente seu governo; com a sua cara e poderia ser aprovado ou derrotado nas urnas.
    Suas observações em relação à distancia da nossa para uma REAL democracia são reais e bem observadas. O que não entendo é por que NOVAMENTE na sua observação os economistas estragam os governos. Que implicância!!!! Economista erra, economista acerta. Adminstrador erra, adminstrador acerta. É da vida, achei que com voce escrevendo sobre a família tivesse já entendido isso.
    Eu queria saber como é possível um financiamento internacional para construção de uma hidroeletrica que demora 3 a 4 anos para construí-la, e vai gerar DESENVOVIMENTO, pois energia é o básico do básico para quaquer empreendimento. posso pagar em 30, 20, 40… anos. Energia…produção…oferta…consumo…aumento PIB…Crescimento sem pressão inflacionária…mais arrecadação.
    Certamente pela falta de investimentos em infra estrutura e energia no nosso pais, usou-se o que havia sido feito na Ditadura Militar para o arranque dado aos emergentes(Brasil no meio) neste século 21, que continua comprador graças a Deus!!!
    É mais gostoso falar mal deles…dá mais ibope.

  22. Olá caro Stephen!!
    É realmente tocou num assunto de difícil digestão. Sem querer criar um clima de hostilidades, o Brasil de divide entre os que estão fazendo os comentários na sua pagina e o resto. O resto são aquela grande massa de ignorantes que pululam nesse país, mas também não se pode dizer que provavelmente teremos um economista serrando o país.
    O Brasil é uma farsa e o povo brasileiro acredita nela, décadas se passam e se ouve os nomes de Collor, Sarneys, Renans, FHC, Itamar, e outros esbulhos da política brasileira. Certo! Lula e Dilma não são o melhor para o país, porém quem é? Serra? Aécio?Marina?Ciro? Quem sabe? Todos já testados e reprovados, por ação ou omissão.
    Pois é agora tocamos no voto distrital e na obrigatoriedade de votar e a farsa chamada “Democracia Brasileira” que você menciona e chuta a bunda do Fabio Gambiagi do Estado de São Paulo, com maestria por tanta besteira falada, pois papel aceita tudo, até o que eu escrevo.
    Uma coisa, porém é certo, o voto é a raiz. Veja o voto eletrônico, dispomos do mais perfeito instrumento eleitoral, mas também existe o lado imperfeito, o eleitor. O voto facultativo exige do eleitor, capacidade de julgamento e de discernimento, como a maioria que vota são essas bestas sem estudo(g.n.), pois não temos uma boa educação e estamos perdendo essa batalha, sem investimento em educação não há mudança que resolva. (Citação:Alexandre Garcia)
    Ora, antagonismo à parte, se não temos capacidade de julgamento, porque votamos; e ainda, se a batalha pela educação está perdida, não poderemos ter mudanças, e, o voto sendo obrigatório onde nossa participação é votar mesmo em quem não escolhemos, jamais seremos bem representados para promovermos as mudanças que necessitamos para termos capacidade de julgamento e discernimento, entende! (Viva o Pelé que previu nossa incapacidade de voto)
    Essa mídia que você diz que sofreu tanto como nós (rsrs) é a grande responsável por difundir (via seus editores e donos) valores contrários à democracia. Sua participação complacente e interesseira, inclusive e principalmente a mídia televisiva, pois beneficiárias que são do “horário gratuito”, que na realidade é pago por todos os brasileiros, via impostos, os que votam ou não, essa mesma mídia que tem estado presente apoiando e divulgando campanhas de direito democrático do voto, onde o eleitor é coagido a votar, mesmo acreditando que o faz livremente, é no mínimo responsável pela grande FARSA!

  23. Achei ótimo o artigo a respeito da DEMOCRACIA BRASILEIRA. Mas, não está o colunista batendo muito nos economistas ? Afinal de contas, nem todo político é economista. Hoje temos um torneiro mecânico como Presidente. Amanhã, como tudo leva a crer, teremos um economista no comando do País. Com qual tendência, a campanha irá mostrar. O que seria interessante é que não houvesse comprometimentos destes mandatários com o partido e sim com o povo brasileiro que, em última análise é o que interessa. No momento, isto não se vê.

  24. Kanitz,
    Eu moro fora do Brasil e quando menciono os juros básicos praticados(Selic) no Brasil aos meus colegas de trabalho eles ficam abismados. O acesso ao crédito ainda é uma piada de mal gosto e nossa dívida pública é colossal e apenas deixou de ser boa parte externa para interna(em torno de 50% do PIB). Na prática só mudou as mãos que seguram os títulos públicos. Continua sendo um excelente negócio para os investidores mas não para contribuintes..

  25. Lembrem-se que: qualquer que seja o partido que assuma o poder terá que se submeter aos caprichos do PMDB, submentendo-se à sua cartilha “demoniocrática”. Por que será que ELE nunca indica um candidato?

  26. Excelente artigo. O primeiro, realmente bom, em muito tempo. Uma realidade indiscutível. Como povo estamos obrigados a votar no menos pior de todos, mas algo ainda pior é que TODOS somos obrigados a nos sujeitar a opinião dos ignorantes que nem leem este tipo de coisa nem sabem o que fazem numa eleição pois vendem seu futuro, de seus filhos e netos por uma dentadura ou por um pouco de asfalto numa rua que está em cima de um lixão.
    Clarissa Dornelles

  27. Kanitz,
    O artigo deve ser dividido em 2, um que fala de democarcia e outro que fala de responsabilidade econômica, o que par mim são duas coisas bem diferentes.
    Achei ótimo o artigo no que se refere ao estudo sobre democracia. De fato, nem os filiados ao PT escolheram a Dilma e nem os do PSDB o Serra (Isso sem falar dos outros partidos, que na sua maioria se sujeitam a ser legendas de aluguel).
    O artigo se perde um pouco quando fala de economia, afinal, todos nós sabemos que há diversos investimentos que são feitos com longo prazo de maturação e resultados. Por outro lado, para não endividar excessivamente estados e municípios, foi criada, ainda que tardiamene a Lei de Responsabilidade Fiscal.

  28. Caro Kanitz,
    É por essa e tantas outras situações que as vezes tenho vontade de arrumar as malas e procurar outro “País”. Houve uma época, dizia meu falecido avô, que a política era vivida por apaixonados. Nos últimos 50 anos a paixão dos políticos não é mais a política ou a sociedade. A ganância e os interesses pessoais são primordiais. Eu confesso que não tenho vocação para tentar mudar isso que está aí e, mesmo que tivesse, não conheço pessoas confiáveis que poderiam formar uma equipe decente com esse objetivo. SÓ LAMENTO e confesso que se tiver oportunidade vou embora para não ter que viver os próximos 40 anos pagando dívidas irresponsáveis que não concordei em fazer para encher o bolso de muitos “malandros”. Abraços a todos.

  29. Tá certo Kanitz! Esse sim é tema pra ser debatido por TODA a sociedade.
    Isso sim, é tema pra estar bem definido na Constituição. Mas como fazer isso acontecer? Temos que agir rápido! A eleições estão chegando e vamos todos como carneiros levar nosso votinho pra nossa democraciazinha…
    Francisco Da Gama

  30. A grande mídia nunca falou nada porque estão de um jeito ou de outro com o rabo BEM PRESO, com o governo ou grupos econômicos….isso está bem claro emseu artigo: “Quem defende a classe média?”
    Infelizmente o Brasil não passa de um CORUUPTOCRACIA. Bobo de quem acredita nela…..

  31. Caro Kanitz,
    Muito bem tratado este assunto no artigo. Um belíssimo ponto para reflexão. Já estamos chegando no momento de discutir esses e outros assuntos de uma maneira mais verdadeira.
    Cpts
    Rogerio

  32. Prezado Kanitz,
    Gostei muito da forma que você abordou a Democracia que conhecemos (um estereótipo de algo que parece ser bom).
    Sempre que critico a Democracia de um modo geral, não apenas a brasileira, fica a impressão de que eu apoio outro tipo de governo (ou poder).
    Nada disso!
    Sou contra essa falsa democracia que permite aos governantes agirem de forma tirana, beirando a ditadura moral e econômica.
    No Brasil deveríamos começar a reler a a Constituição; ao menos até o artigo 5o, para sabermos mais sobre quem somos, o que devemos esperar de cada governante, quais nossos direitos e deveres. Ingelizmente somos um país (não sei se um dia chegaremos a nos reconhecer como Nação) macunaímico; o império da preguiça mental e moral.
    Abraços do
    Antonio Siqueira

  33. Bom dia para todos,
    Muito coerente este artigo, para mim a solução deste caso e de outros mais passa necessariamente pela participação da sociedade cívil no controle da gestão municipal em primeiro lugar, pois se as prefeituras tiverem gestões como as que o Sr. Kanitz defende, teremos montada a base da solução estadual e depois a federal.
    Leva tempo, dá trabalho mas é o caminho que eu proponho.
    Cordialmente, Géza F. G. Árbocz

  34. Pra falar bem a verdade, não gosto de refletir sobre essas coisas, porque só o que se consegue ver com elas é que o sistema político do Brasil é um sistema mal feito que não tem como ser reparado. Uma política preponderantemente clientelista meio que se protege de sua correção, ainda mais com essa democracia de fachada. Os interessados nunca votariam contra o sistema que os mantém. Então que futuro temos pela frente?

  35. Os presidentes prometem cumprir a Constituição e passam o tempo todo tentando alterá-la. E depois reclamam que o Legislativo é pouco atuante. Votaria de olho fechado em quem prometesse NÃO fazer as reformas! (estou sendo irônico, reformas administrativas vales!).
    Como bem disse o Millôr, temos uma incrível democracia sem democratas!

  36. Kanitz,
    E tem mais. Tanto PSDB quanto PT já declararam mais de uma vez que a única coisa que os separa é a disputa de poder. A origem dos dois é a mesma e a linha de pensamento, bastante semelhante. Aliás, Ciro e Marina também vêm da mesma origem.
    É democracia ter várias opções, mas todas ideologicamente alinhadas?
    um abraço,
    Rodrigo

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14