A Previdência Tem “Solução”?

Achei muito estranho inúmeros seguidores meus reclamarem que apesar de apresentar o verdadeiro problema da Previdência, o que ninguém faz, eu estaria obrigado a apresentar uma solução.

Mesmo sem os dados que são mantidos em segredo por determinação do Paulo Guedes.

Que covardemente, eu estaria criticando injustamente.

Foi aí que me dei conta de que a maioria dos brasileiros ainda acha que existe uma solução.

Nossos deputados de Esquerda e Centro Esquerda especialmente.

Uma solução em que ninguém saia prejudicado, não muito pelo menos.

Que “solução” eu poderia apresentar se o verdadeiro rombo da previdência é de dezenas de trilhões? Se ela quebrou?

Que nossos brilhantes Ministros de Economia gastaram e sumiram com todas as nossas contribuições previdenciárias, achando que eram Receitas e não Dívidas a Pagar.

Muita ingenuidade ou esperteza?

Se vocês acham que Delfim, Maílson, FHC, Malan, Guido Mantega e Meirelles vão devolver todo esse dinheiro, vocês estão sonhando.

Não há “solução” para a Previdência, precisamos achar outro caminho.

Quem tem a receber, não receberá.

Com Reforma ou sem Reforma, esse plano do Guedes é um engodo, só posterga e piora o problema.

O Plano que o Ministro da Economia e a sociedade em geral deveriam estar preparando é como mitigar o efeito social do calote devastador dessa monstruosa incompetência de mais de 70 anos.

O “Plano de Emergência” para quem tem os dados, e eu não os tenho, seria em princípio reduzir o custo social da ações criminosas desses incompetentes.

Precisaremos ajudar aqueles que realmente serão prejudicados, os pobres trabalhadores que foram enganados por 32 anos de desgoverno da Esquerda e Centro Esquerda.

1. Aqueles aposentados que têm bens, casas e um patrimônio pessoal, não precisarão da ajuda do Estado para sobreviver. A quebra do sistema não os afetará.

2. Aposentados que estão trabalhando e não confinados aos seus aposentos como alegam, também não terão problemas. Continuarão nos seus novos empregos. Como mentiram ao dizer que estavam nos seus aposentos, poderíamos tentar reaver o que receberam nos últimos cinco anos.

3. Quem tem três ou quatro aposentadorias como a Maria da Conceição Tavares, FHC e outros, serão obrigados a devolver as aposentadorias a mais que cavaram, mesmo sendo legal. É imoral, foge do espírito da Seguridade Social, e merecem ser punidos sem perdão.

4. Aposentadorias milionárias, nem pensar, no máximo uma ajuda de custo humanitária.

5. Se pedirem com jeitinho, talvez a nova geração, que foi a mais prejudicada, aceite, em troca de sua liberdade tardia, custear de forma humanitária as exceções acima, que por sinal são a maioria.

6. Fica bem claro desde já que seria uma ajuda humanitária dos jovens e não um direito adquirido dos velhos.

7. Para contribuir com esse ônus que os mais jovens irão assumir, todas as estatais serão entregues a um Fundo Humanitário, e os proventos das desestatizações serão usados para pagar os mais pobres.

E não privatizadas como quer nosso Ministro da Economia para abater de suas dívidas com os capitalistas e parasitas econômicos que vivem de juros do Estado, simplificando a vida do Ministro e suas dívidas, também impagáveis.

O problema serão os funcionários públicos, o Judiciário, os militares, os economistas públicos, justamente aqueles que sabiam que os 30% depositados de nossos salários estavam sendo roubados e nada fizeram.

Esses vão lutar para nunca serem aposentados e assim caírem fora da Previdência que eles mesmos quebraram. Podem crer.

Ou o Brasil adota os princípios da Administração Responsável da Nações ou ficaremos à mercê dessas artimanhas econômicas que nada resolvem.

(Lido por 1054 pessoas até agora)

5 Comments on A Previdência Tem “Solução”?

  1. Nossos políticos por anos à fio geriram esse país sem nenhum tipo de responsabilidade. Recentemente por uma filosofia de governo utópica que na prática, em lugar algum, levou a sua população ao progresso só se falava em direitos. E os deveres? E suas obrigações? E suas responsabilidades? Um dia a conta chega e quem arcará com o ônus? Sempre a ponta mais fraca da corda…

  2. Simples como sempre foi desde a época que o ser humano deixou de ser nômade e constituiu casa. Poupar por conta própria.
    Aqui ninguém fala mas economista é excelente em criar teorias e métodos que gere receita pra ele hoje para os outros amanhã.
    Previdência não foi nada mais que um método de tirar poder de consumo da população hoje para lhe prometer migalhas no futuro e os políticos terem renda para fazer a farra. Quando chega a data é só mandar imprimir esse dinheiro. Porque será que um carro zero custava 20 mil em 2000 , hoje custa 50000. Cadê as beneces da concorrência, do capitalismo. Vivemos numa sociedade de consumo que trasvestiram de capitalismo mas não passa de um sistema que chamo de socialismo mercadológico ou Keynesianismo.
    Parece capitalismo mas não é.

  3. O princípio de tudo: o voto nunca nunca poderia ser obrigatório.
    Como está hoje somos OBRIGADOS a votar em gente incompetente, desonesta, irresponsável, mentirosa, ladrões, etc………

    Avelino

  4. Sem dúvida um problema monstruoso!!!!!!
    Se bem conduzido, vai demorar no mínimo uns 100 anos para ser solucionado.

    Avelino

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14