Existem Dois Tipos de Governo

 [pullquote]E não é a dicotomia ensinada esquerda x direita, droit et la gauche, leftist and conservationist.[/pullquote]

 

 

 

 

 

Segundo a ciência da administração existem dois tipos de governo.

E não é a dicotomia ensinada esquerda x direita, droit et la gauche, leftist and conservationist.

A dicotomia segundo a ciência da administração é outra:

A. Governos ditatoriais, como vocês incluem governos de direita e esquerda, monarquias e ditaduras, fascistas e socialistas.

B. Governos descentralizados, onde os habitantes são empoderados, países democráticos por excelência, e não só no papel.

Por que estes governos ditatoriais, mesmo de esquerda que prezam a liberdade, acabam optando por ditaduras como vemos em Cuba, Coreia do Norte, Venezuela, e de certa forma o Brasil?

E por que países descentralizados não se preocupam tanto com reeleição, e não se desesperam tanto quando a oposição entra no poder? 

Tudo tem a ver com o estado da Ciência da Administração nestes países.

Países que não possuem boas escolas de administração tendem a ser ditatoriais, ideológicos, e a lutar pela reeleição e perpetuação do poder.

São países onde se ouve a palavra “gestor”, mais do que administrador.

Administradores acreditam implantar sistemas administrativos que andam por si só.

Acreditamos em métodos, formas de organização que perduram, Built to Last, sem a nossa presença.

Nós não administramos o dia a dia, mas sim as exceções ou as falhas dos sistemas enquanto ocorrerem.

Nós delegamos poder, não concentramos poder.

Se a oposição tomar o controle da empresa, não ficamos desesperados. Porque os sistemas que implantamos, se funcionam, continuarão intactos.

A oposição não vai desmontar o que fizemos. Pelo contrário, vai nos consultar democraticamente com relação ao passado e até com relação ao futuro.

Por isto você não ouve sobre movimentos de guerrilha administrativa, frentes revolucionárias administrativas, partidos socialistas administrativos.

As ditaduras empresariais que existem são invariavelmente as de estatais e de empresas familiares, onde imperam o gestor e não o administrador.

Os países ditatoriais são normalmente atrasadíssimos com relação à ciência da administração. Lá impera a alquimia da “gestão”.

Eles têm gestores que dão ordens, gesticulam, apontam com o indicador o que tem de ser feito.

São durões como a Dilma, Serra, Castelo Branco e Getúlio Vargas.

Eles sabem que se não mandarem com pulso forte, as coisas desandam.

Acreditam na centralização porque acham que só assim haverá coerência e ações conjuntas.

Um ditador na concepção deles não é um ditador, mas a única forma de termos um governo organizado, onde todos falam a mesma língua, a do Ditador.

Onde todos trabalham no mesmo objetivo, do Ditador, e portanto de forma coordenada e não bagunçada.

A oposição ou troca de poder, para um Gestor, é um desastre.

Significa que o outro partido irá mandar em tudo, e tudo em que você acredita ou o partido acredita será desfeito.

O presidente do McDonald’s, da Apple ou da Samsung não tem pavor de ser substituído e tem certeza que mesmo se morrer nada irá mudar com o sistema por ele implantado.  

Administradores que acreditam em delegar poder, terceirizar funções, empoderar funcionários, orientar funcionários, e não dar ordens a empregados estão na contramão da História do Brasil. 

Queremos mandões, seja da direita militar ou da esquerda intervencionista. Ao invés de uma empresa livre e democrática, onde todos os stakeholders opinam e assumem as suas respectivas responsabilidades.

Até quando?

(Lido por 76 pessoas até agora)

27 Comments on Existem Dois Tipos de Governo

  1. Correto, Smith. Mas eu disse “capitalismo de verdade”, com meritocracia, instituições sólidas e respeitadas, bom sistema de ensino para todos e aí ninguém precisa se preocupar em por “papinha na boca de ninguém”. Até porque só existe a economia capitalista, não existe outra.

  2. …menos no Brasil! Devido ao sistema patrimonialista (herdado de Portugal) e a corrupção desenfreada…

  3. Caro Sonhador Smith, pare de delirar com essa bobagem de socialismo e aceite a realidade. O Brasil precisa é de um bom Choque de Capitalismo, o único sistema capaz de criar e distribuir riqueza.

  4. Bakhunin, opositor de Marx na 1ª internacional socialista, ciente das propostas dos marxistas, previu que todas as tentativas de marxismo, sempre daria em ditadura! Por isso, foi um duro crítico de Marx!
    Mas não procure em Vênus. Procure no norte da Europa, mais precisamente na Escandinávia, que lá pode servir de exemplo…

  5. Perfeito!
    Sempre me pergunto: Pq será que os esquerdistas latino-americanos, não almejam e citam os escandinavos, ao invés dos perdedores, Cuba, Venezuela e Argentina???

  6. Só pra quem não conhece o que é “esquerda”, e perde o seu tempo lendo Olavo de Carvalho, sem uma visão crítica (que já li muito, também).

  7. É… realmente não adianta discutir com esquerdista! É perda de tempo! -Esquerda boa não era de Marx… Na certa Marx é um porco capitalista, traidor da verdadeira esquerda, aquela que só existe em Vênus!

  8. E que vcs acham de “esquerda” é só o “marxismo”… Aí acham que Kantiz confunde tudo.
    Além do marxismo, existem a Social-democracia, o Anarquismo, o Socialismo, socialistas radicais e etc…

  9. Marx não é o DONO da esquerda. Tem muito mais de esquerda do que propôs Marx. A de Marx, é a PIOR delas!!!

  10. Concordo também.
    Aliás, já não seria hora de começarmos a falar da novo Administrador da Petrobrás?
    Alguém que passa por aqui foi seu contemporâneo no curso de graduação?

  11. Não entendi. O que um astrolólogo tem a ver com administração?

  12. A esquerda tanto preza a liberdade, que o próprio Karl Marx – pai do comunismo – apropriadamente designou-a de “Ditadura do proletariado”!

  13. Prof., excelente post. Voltou às origens ! Acho até que dá pra desenvolver mais o assunto em outros posts. Parabéns !

  14. Tb acho que às vezes ele confunde seus leitores com um texto truncado sobre isso. Principalmente porque joga toda esquerda no mesmo saco de gato e toda direita tb ! As correntes são muito mais complexas que o que ele escreve !

  15. Srs, parem de repetir a ladainha dos conservadores de direita. A esquerda DE VERDADE, preza pela liberdade e igualdade sim. Deturpações Stalinistas e outras vão existir sempre. Assim como deturpações capitalistas, aliás muito mais evidentes. Leiam mais sobre como os escandinavos, de esquerda social-democrata, diga-se de passagem, resolveram essa dicotomia. Muito na linha da administração robusta, profissional e descentralizada como o Kanitz bem pontuou. No entanto, no extremo, têm tido que resolver problemas de corrupção no nível municipal, justamente pela falta de controle do poder central. Mas aí é um problema insolúvel ainda pra nossa humanidade pouco desenvolvida, entenda-se pouco “solidária” e muito “egoísta”, não importa o lugar ! Abs.

  16. Você não sabe nada sobre o assunto. Citar Olavo de Carvalho – um sujeito com sérios problemas mentais, anti-comunista patológico, demonstra a sua total ignorância sobre o tema.

  17. Os governos escandinavos estão bem longe da direita conservadora e mais longe ainda da esquerda totalitária, mas são governos que prezam pelo socialismo democrático e, ninguém pode negar, são extremamente bem sucedidos.

  18. O professor esqueceu um aspecto que impõe grande risco aos sistemas que funcionam: a vaidade da oposição, que destruirá o feito e não terá competência para fazer funcionar de outro modo

  19. O Kanitz quando fala de esquerda e direita faz uma tremenda confusão, ainda não aprendeu a diferenciar estas coisas, mas quando fala de administração é muito bom.

  20. Do ponto de vista da administração e da gestão também considero o artigo muito bom. Agora dizer que existem bons e maus governos de esquerda e direita, já se trata de uma afirmação descabida meu caro, com todo o respeito. Existe bons governos na direita conservadora, nos demais nunca tem bons governos, você poderia dar um exemplo de bom governo no socialismo e em governo autoritário. Para entender o socialismo indico a leitura do livro “O minimo que você precisa saber para não ser um idiota” do Olavo de Carvalho.

  21. Perfeito! Uma análise, caro amigo e colega, definitiva… Claro que existe esquerda e direita, mas existem bons e maus governos de esquerda e direita… O que os caracteriza de fato é o estilo e a competência de resultados para o povo e, claro, as liberdades democráticas e cidadania! Minha história política de mais de 50 anos coloca-me na esquerda, Mas não aceito Maduros e Hitlers, Stalins ou Francos… vivemos hoje uma democracia que se desmancha no ar, citando o manifesto comunista: “Tudo que é sólido desmancha no ar.”Valeu!

  22. Sim, esquerda prega “igualdade de pobreza para o povo”.

  23. Com todo respeito, professor: “Esquerda preza liberdade”? Aonde? -Esquerda prega igualdade!

Comments are closed.

UA-1184690-14