Nosso Jornalismo Televisivo e o Departamento de Compras

Um dos grandes problemas na administração de empresas é o Departamento de Compras.

Como hoje a estratégia das empresas é concentrar-se no seu “core business” ou na sua competência criativa, mais e mais peças e serviços são terceirizados, e comprados fora.

Às vezes os Departamentos de Compras representam 50% do preço de fabricação, o Departamento mais Poderoso da empresa, como no Brasil.

Quando um Departamento de Compras degringola por má administração, o fogo da corrupção se alastra como capim, rapidamente.

A única solução é demitir todo mundo.

Não pode sobrar nenhum porque esse único voltará a contaminar o resto.

É isso o que ocorre na nossa TV, e especialmente no nosso Jornalismo Televisivo.

Não adianta substituir um ou outro.

É necessário demitir todo o Departamento de Jornalismo da Globo, da Bandeirantes, do SBT, da Cultura.

Hoje, a Globo é considerada inimiga pública número um, basicamente pelo seu jornalismo e ideologia de novelas.

Marinhos, despeçam todo mundo, e se adaptem aos novos tempos, da classe média comunitária que Bolsonaro colocou no poder.

Ao meu amigo Johnny Saad, da Bandeirantes, com seus graves problemas financeiros, economize fortunas fechando totalmente o Departamento de Jornalismo, algo que deveria ter feito há tempos.

Eu só excluo, dessa análise específica bem entendido, a TV Record cujo sucesso estrondoso é devido ao fato de que seu jornalismo é o que mais ouve a classe média.

(Lido por 993 pessoas até agora)

1 Comment on Nosso Jornalismo Televisivo e o Departamento de Compras

  1. QUE AS PALAVRAS DA MINHA BOCA E O MEDITAR DO MEU CORAÇÃO SEJAM ACEITÁVEIS NA TUA PRESENÇA,”SENHOR”. MINHA ROCHA E MEU VINGADOR.
    ACREDITE KANITZ, 80% DESSA IMPRENSA BODOSA “NÃO PASSARA”.
    CAIRÃO NOS DOIS MANDATOS DO BOLSONARO. FINALIZANDO, NÃO VOTEI NELE. CLARO QUE NEM NO OUTRO. VOTEI NULO

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14