Enquanto a Esquerda Faz Arte, Nós Produzimos Progresso

 

Essa é a verdadeira questão a ser analisada.

Intelectuais fazem arte, poemas, textos, “papers”, críticas sociais, e nós fazemos pão, camisas, sapatos, remédios, tecnologia.

Produtos que precisam ser de qualidade, e não aquele lixo de espetáculo.

Além de preços acessíveis, porque senão não passam pelo teste de mercado.

Os “artistas” só tiveram interessados porque o espetáculo era de graça, patrocinado pelo Estado.

E os desavisados que assistiram à “crítica social” o fizeram porque era de graça, ninguém pagaria por aquela crítica social.

Pior, esses intelectuais nada pagaram para usar as dependências artísticas, enquanto nós pagamos pela farinha, couro, tecidos que compramos para a produção.

Os envolvidos nem pagaram àquelas meninas que foram literalmente usadas, num claro exemplo de trabalho escravo infantil.

Essa é a verdadeira questão que me revolta, não essa possível pedofilia.

A longo prazo não precisam se preocupar.

O povo sempre voltará a comprar nossos pães, sapatos e remédios.

Ninguém irá ver novamente esses deprimentes espetáculos da Esquerda brasileira, muito menos pagando um real.

Foram simplesmente truques de marketing para a Quarta Classe aparecer para milhões de pessoas, em vez das 20 que assistiram.

 

(Lido por 818 pessoas até agora)

UA-1184690-14