“Pretendo Viver Com Pouco na Vida”

Estou ouvindo de muitos jovens o objetivo de vida “viver com muito pouco”, “não preciso de muito para sobreviver”, “sou contra o capitalismo e do consumismo”, “sou contra a destruição da ecologia”.

Milhares de jovens preferem ficar estudando anos a fio para passar num concurso público, sabendo que farão pouco e ganharão pouco.

É muito triste ver jovens brasileiros sem um projeto maior.

Gastar pouco significa ganhar pouco.

Ganhar pouco significa contribuir pouco para a sociedade.

Produzir somente o suficiente para as suas próprias necessidades é egoísmo, o verdadeiro egoísmo que nossas esquerdas não combatem.

Ficamos estagnados por 1.000 anos devido à Idade Média, porque muitos consideravam produzir para os outros um pecado porque gerava lucro.

Lucro só é possível quando você produz mais do que precisa para o seu próprio consumo.

Lucro só é possível quando você produz para os outros.

Esse é o problema dos Sem Terra, eles querem produzir para si e nada mais, de celeiro do mundo passaremos para o celeiro dos pequenos proprietários de terra, todos preocupados consigo e ninguém mais.

A Esquerda se esquece da primeira parte do credo comunista.

“De cada um segundo a sua capacidade de produzir.”

Só se concentram na segunda parte:

“A cada um segundo as suas necessidades de consumir bens e serviços produzidos pelos outros.”

Hoje o “de cada um segundo a sua capacidade” ficou restrito à Direita, aos Liberais, aos Comunitaristas e aos brasileiros que trabalham duro, pagam de impostos mais do que ganham de salários e benefícios do Estado.

Restrito aos engenheiros, os empreendedores, os empresários, os médicos, as enfermeiras, os administradores, a você caro leitor.

E o pessoal dos “direitos” e do “vou contribuir o mínimo necessário” ficou para a Unicamp, FFLCH, os cientistas sociais, filósofos, economistas, cientistas sociais, os Fora Bolsonaro.

Nem livros didáticos eles produzem.

Se você quer gastar pouco, pelo menos produza até o máximo de sua capacidade.

E doe o que você não quer aos pobres à sua volta.

Veja as possibilidades infinitas de projetos filantrópicos para doar, há um site prontinho, o meu www.filantropia.org, que toco sozinho há 20 anos.

Planejar, produzir bem abaixo de sua capacidade produtiva, de seu pleno potencial, sob a desculpa de que isso é capitalismo, isso simplesmente não cola.

(Lido por 1475 pessoas até agora)

4 Comments on “Pretendo Viver Com Pouco na Vida”

  1. Meu nonos, quando vieram da Itália, não tinham absolutamente nada. Muito trabalho e muita economia deu-lhes condições de comprarem um sítio e constituir-se numa grande família hoje.Tenho certeza que essa é a história de inúmeras famílias brasileiras. Quem não quer participar com sua produção e com seus impostos, que não viva na dependência do governo.

  2. Num país cripto-comunista tuas sábias palavras soam como anátema. Produzir pouco, não acumular nada e se queixar de uma pensão insignificante parece ser o ideal de vida de muita gente que está parada no ano 1.000 da era cristã.

  3. Tinha um slogan de um cursinho vestibular que dizia: “mais de você, em você mesmo” . É como se invertessem para “menos você, em você mesmo”. Porque quanto menos você faz, menos você terá vontade de fazer. Esse parece ser o lema desses que você tão bem destrincha em sua postagem.

  4. NUNCA FOI PRECISO FAZER A REFORMA PREVIDENCIÁRIA….INDIGNAÇÃO TOTAL!!! INFELIZMENTE ENQUANTO HOUVER LADRÕES EM TODAS AS ESFERAS DOS GOVERNOS…DESDE O SIMPLES FAXINEIRO ATÉ O GOVERNADOR. MAIS UMA VEZ, A PESSOA QUE RECEBE UMA SOBREVIVER DE 988,00…VAI BANCAR OS RICOS. E A POPULAÇÃO APOIA!!! A POPULAÇÃO ADORAR SOFRER MESMO.

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14