Entendam o Setor Público e o Setor Privado

 

O setor público não paga impostos, recebe.

O setor privado paga impostos, não recebe.

Funcionários públicos vão reclamar, “pagamos impostos”.

Mas esquecem que muito tempo atrás todos tiveram um aumento “mágico” de 15%, justamente o suficiente para pagar estes impostos.

O setor público quando erra, muda a lei.

O setor privado quando erra, paga pelos seus erros segundo a lei.

O setor público quando erra, nunca tem o problema de explicar aos seus funcionários que não tem dinheiro para pagá-los.

Simplesmente imprime a moeda que precisa.

Por isto, por 500 anos tivemos inflação.

O governo imprimia no fim do mês o que precisava.

O setor privado, quando não tem dinheiro para pagar seus funcionários, tem seus bens sequestrados via penhora fiscal e Justiça do Trabalho.

Quando o governo atrasa, a empreiteira tem que pedir favor para o governador, sair exigindo precatório, vender recebíveis podres, enfim.

Quando o setor privado atrasa um único imposto, tem multa de 20%, mais juros de 12%, mais correção monetária pelo IGP-M.

O setor público só paga em dia se for corrompido em 3% para liberar a quantia, noticiado fartamente no caso da Petrobras.

O setor público é imbuído de altruísmo, solidariedade humana; é o setor que defende os indefesos com suas leis, suas políticas monetaristas, suas políticas redistributivas.

Graças às suas políticas distributivas, eles retiram 34% do setor privado mais 8% de FGTS, mais 3% de moeda impressa todo ano, para aqueles que realmente precisam, que são os cegos, os paraplégicos, os doentes mentais, os órfãos, os doentes, que não podem competir em igualdade de condições.

E você do setor privado, acredita.

 

(Lido por 4731 pessoas até agora)

3 Comments on Entendam o Setor Público e o Setor Privado

  1. O que o autor propõe? O fim do setor público ou o fim dos tributos? Estado e tributos são irmãos siameses. O primeiro não sobrevive sem o segundo e este não seria necessário sem o primeiro. E ambos precisam do setor público.
    Se funciona mal é em função das escolhas do soberano (Rousseau)

  2. O setor privado também contribui para os nossos problemas sonegando cerca de meio trilhão em impostos todo ano. Enfim, é tudo farinha do mesmo saco…

  3. KKKK…….

    Resolveu voltar a falar como administrador, mas não disse que quem foi que no século XX pegou o país com 16% da carga tributária e entregou no século XXI com 35,86% com um PIB pífio de R$ 1.321,49 Trilhões e que foi o mesmo que criou essa FGTS e todo esse sistema tributário e legislativo caótico que vivemos.
    E o senhor cita uma carga tributária de 34% parece que melhorou hein e deve ser por isso que o PIB chegou próximo de R$ 5 Tri em 12 anos.
    Me parece que a variação do tamanho do estado deixou de ser uma variável que interfere no cálculo da rentabilidade do negócio.

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14