Programa Nacional de Desestatização

[pullquote]São eles que usam o termo Privatização, quando a lei claramente fala de Desestatização.[/pullquote]

 










É triste como 99,99% dos formadores de opinião foram contra a ideia de desestatização das empresas estatais, administradas por políticos e seus parentes.

É triste como 99,99% são contra eliminar a corrupção neste país, que muitas vezes começa numa Estatal mal administrada e fiscalizada.  

É fácil identificar estes 99,99%.

São eles que usam o termo Privatização, quando a lei claramente fala de Desestatização.

O próprio Fernando Henrique Cardoso, que promoveu a desestatização, usou o termo privatização, o que mostra que nem ele sabia direito o que seu governo estava fazendo.  

Algo Para Se Pensar.

 

Lei 8031 em 12/04/94.

É instituído o Programa Nacional de Desestatização, com os seguintes objetivos fundamentais:

I – reordenar a posição estratégica do Estado na economia, transferindo à iniciativa privada atividades indevidamente exploradas pelo setor público;

II – contribuir para a redução da dívida pública, concorrendo para o saneamento das finanças do setor público;

III – permitir a retomada de investimentos nas empresas estatizadas e atividades que vierem a ser transferidas à iniciativa privada;

IV – contribuir para a modernização do parque industrial do País, ampliando sua competitividade e reforçando a capacidade empresarial nos diversos setores da economia;

V – permitir que a administração pública concentre seus esforços nas atividades em que a presença do Estado seja fundamental para a consecução das prioridades nacionais;

 

(Lido por 12 pessoas até agora)

3 Comments on Programa Nacional de Desestatização

  1. Se realmente a desestatização irá resolver o problema não podemos afirmar com toda a certeza, porem é afirmativo que a atual “mamata” que as estatais colocam na mao de parcerias politicas, desvios gigantescos, troca de favores entre politicos, entre outros problemas.

    Sem duvidas sou a favor da desestatização, Portos, Aeroportos, Sistemas de Transporte. Basta uma fiscalização efetiva, temos varios problemas com a questão de cobrança de pedágios aqui no paraná ( os pedagios mais caros do brasil ), é necessario maior fiscalização, porem, em contra-mão, tenho sem duvidas estradas bem conservadas, bem sinalizadas nos trechos pedagiados, só o fato de que eu não perca um amortecedor ou um pneu em uma viagem dessa já é uma recomposição do meu capital.

  2. Como diz Kanitz para se pensar, pois estamos no Brasil onde nada é feito TOP, digo com transparência, organização e planejamento.

  3. Não sou contra da desestatização. Pelo que vejo isso traz vantagens ao país (vide caso das telecons). Porém sou contra a forma como é feita, sem transparência, com suspeitas de corrupção. Mas convenhamos, talvez seja melhor mesmo uma pequena perda na hora da desestatização do que grandes perdas ao logo do tempo em que as estatais estão na mãos de políticos.

    Mas também é preciso ficar de olho nos monopólios e cartéis após as desestatização. Novamente citando o caso das telecons, o país tem sofrido um atraso em tecnologia de comunicação por conta do cartel formado, ondem temos tecnologia de menos e custos demais.

Comments are closed.

UA-1184690-14