Liberdade de Imprensa

Uma imprensa livre significa uma imprensa responsável, de qualidade, que apure e interprete corretamente os fatos.

Controle da Imprensa significa  controle da qualidade jornalística e não controle ideológico.

O controle de qualidade da imprensa deveria ser uma preocupação do leitor, dos editores e dos donos do jornal.

O  melhor controle de qualidade se faz antes da notícia incorreta ser noticiada. Direito de Resposta, Ombudsman, Lei da Imprensa somente tenta reparar danos já feitos.


Controle de Qualidade se faz sobre os insumos
. Bons profissionais, bem pagos, com diplomas nos respectivos assuntos que escrevem e com um curso suplementar de jornalismo.

O jornalista coringa, que sabe de tudo, não existe mais no mundo moderno.

Jornalistas precisam ser formados nos assuntos que tratam, com curso mínimo de mestrado. Sem exceções.

(Lido por 110 pessoas até agora)

8 Comments on Liberdade de Imprensa

  1. No governo, tudo deve ser público SIM, pois, o governo é A MINHA CASA, A MINHA EMPRESA, e funciona com o MEU DINHEIRO! Meu e de todos os cidadãos. Entre os dois perigos, de uma imprensa sujeita a interesses financeiros e uma imprensa amordaçada e fiscalizada pelo governo, fico com o primeiro, bem menos nefasto, embora naõ inocente. Imprensa fiscalizada é da cartilha do totalitarismo.

  2. Na minha casa existem varios assuntos que eu não quero que se tornem público.
    Na minha empresa existem varios assuntos que não devem se tornar público.
    Será que nos governos tudo deva ser público?
    Wikileaks para mim não é jornalismo, é espionagem.
    Se publicasse seus segredos você gostaria?

  3. Kanitz,
    mais uma vez questão da competência. Não é com títulos cartoriais que você constrói algo de qualidade. Ou você acredita mesmo que as redações de jornalismo de hoje são melhores do que a 50 anos atrás?

  4. Professor,
    O problema não é de imprensa com ou sem MBA, é econômico.
    Quem vende mais? BBB ou TV Cultura?
    A imprensa só vai melhorar quando os leitores melhorarem. Isso me lembra a história do ovo e da galinha …

  5. Vi ontem o filme A Origem. Mais um daqueles filmes que fantasiam dentro das qualidades e possibilidades de nossos cérebros. Me lembrei de um assunto que foi de alguma maneira discutido em meu curso de Publicidade e Propaganda e também em meu início de vida profissional: a propaganda subliminar. E acho que esse é um adunco que deveria voltar ao dia a dia. Afinal de contas, há a cada mês uma novidade eletrônica que mexe com a visão e ou com a audição. E ninguém “controla” ou “regulamenta” esses conteúdos. Não vivi o período da ditadura, nasci em 1977, e lembro da “Diretas Já”, mas acho que o medo de homens serem corrompidos por um “Poder” de alguma maneira “legitimado” assombra mais do que essa quantidade randômica de informações não filtradas que chega para todos que tiverem acesso aos “Meios de Conexão”.
    Tenho três filhos pequenos, e é enlouquecedora a possibilidade de querer filtrar todo o conteúdo que chega ao alcance dos sentidos dos pequenos. E mais
    ainda sentir-me sem uma indicação, pois tudo é novo!

  6. Kanitz,
    O Problema da Imprensa, como de tantos outros orgãos, é o controle que o Governo exerce sobre a Imprensa, por troca de favores. Um Editor Chefe tem que ter Peito para noticiar fatos que envolvam interesses governamentais e que abalem a opinião pública. Nem precisa haver Lei de Imprensa para isso acontece, pelo simples fato que já acontece. Veja o caso Tim Lopes…
    SantaInocência crer que a Imprensa é Livre! O caso Julian Assange do Wikileaks, por exemplo, estou esperando até hoje uma noticia BOMBÁSTICA, virou tudo em PIZZA…

  7. Ótimo é por aí mesmo, cada macaco no seu galho, já que muitos nos consideram uma republiqueta de bananas…

  8. De repente deu uma nostaugia do Cinema Novo. Mas o que vendia mesmo era Masaropi…

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14