Programa de Governo do Partido Bem Eficiente – Estabilidade Financeira

 

Taxamos os juros de aplicações de empresas em 50%, e os juros de aplicações de pessoas físicas em 30%. Um tiro no pé.

 

O Brasil foi por 60 anos o país com a maior instabilidade financeira do mundo.

Por isto, os juros reais são tão elevados.

Mudavam-se as regras do jogo a cada momento.

Para combater estas instabilidades a única forma é ter reservas de liquidez, normalmente 25% do faturamento das empresas mantidas de forma líquida, no caixa ou aplicado em títulos do governo.

Acontece que nossos acadêmicos do governo decidiram taxar os juros de aplicações de empresas em 50%, e os juros de aplicações de pessoas físicas em 30%. Um tiro no pé. Todo empresário é assim praticamente obrigado a transferir seus recursos líquidos para a pessoa física, para não ser tributado em excesso na jurídica.

Este erro de tributação fez com que por 60 anos distribuíssem todo excesso de liquidez aos seus sócios majoritários, debilitando a empresa e engordando a pessoa física dos sócios.

Não por ganância, mas por erro de tributação. E numa recessão, quando a empresa mais precisa, surge o pânico e nenhum sócio transfere estes recursos para a jurídica.

Por isto, O Partido Bem Eficiente irá equalizar a tributação de receita de juros das empresas jurídicas e físicas em 15%.

Para os anos de 2014 a 2023, o Partido Bem Eficiente irá tributar as pessoas jurídicas em somente 10% para promover a volta dos recursos dos sócios às suas empresas, criando a estabilidade financeira que tínhamos no passado.

 

(Lido por 54 pessoas até agora)

UA-1184690-14