Ética Profissional

O ex Ministro da Fazenda Palocci disse  uma frase que me lembrou da minha ida ao governo, como assessor do Ministro do Planejamento.

Diz Palocci:  trabalhar no governo é uma “experiência única que dá enorme valor depois para a gente no mercado privado“.

Cita em seguida vários professores acadêmicos que nunca trabalharam antes na vida que foram para o governo, e de fato ficaram ricos com o “valor” citado pelo Palocci.

Outros países convocam administradores financeiros, treinados e com vasta experiência anterior, para ocuparem cargos no governo, justamente o contrário. Isto se chama ética profissional.

Eles trazem experiência ao Governo, que normalmente é o último a adotar as técnicas de administração desenvolvidas pelas empresas.

Uma tragédia da União Soviética é que com 70 anos de economia centralizada, não saiu uma única técnica de administração nova.

Nenhum conceito novo que pudéssemos adotar nas empresas.

Não conheço um guru, um livro de administração de sucesso escrito por um Russo. Nada!

Portanto, que “consultoria empresarial” é esta que acrescenta tanto dinheiro e valor?

O governo Brasileiro prefere convidar professores acadêmicos sem nenhum valor e experiência que vão justamente para o governo pela “experiência única que finalmente dará valor às suas insignificantes carreiras”.

E pelo jeito a maioria dos engenheiros, sociólogos, advogados, aprovam e são contra quando fico aqui mostrando que governo não é para amadores em administração da coisa pública.

Quando recebi o convite para trabalhar no Governo consultei meus colegas Professores da USP.

Alguns me incentivaram, “você tem muito a contribuir“, “você entende do assunto, já está com tudo pronto“. Outros repetiram 30 anos atrás exatamente o que vocês ouviram do Palocci. “Vai, você vai adquirir muita experiência.

Por isto, estamos atolados. Estamos treinando amadores a terem experiência, um dos mais elevados custos de treinamento do mundo, e o único beneficiado é a carreira dos valorados.

Seja profissionalmente ético. Nunca aceite uma cargo para o qual você não se sinta preparado. Seja cidadão.

Nunca aceite um cargo no governo se não foi duplamente preparado e testado para a sua função.

Governo não é o local para você adquirir experiência, para depois ser consultor do setor privado. Convite para trabalhar no governo é para você usar a sua experiência e não adquirir experiência à custa do povo brasileiro.

(Lido por 54 pessoas até agora)

UA-1184690-14