O Prazer de Ter Filhos


[pullquote]A felicidade de ter filhos está diminuindo, mas continua sendo o prazer mais importante de homens e mulheres.[/pullquote]

Não é fácil criar e manter uma família.

Diariamente temos noticias e pesquisas que alardeiam o seu fim.

A última onda da pesquisa econômica não é mais produção e inflação como antigamente, e sim felicidade.

Vide o interessante livro do economista Eduardo Gianetti, que aborda extensamente o assunto.

O psicólogo Daniel Gilbert, citado na Time Magazine, edição de 19 de junho 2006, chega à conclusão de que filhos têm somente um pequeno impacto na felicidade das pessoas, e que o impacto, ainda por cima, é negativo.

Isso vai contra tudo o que se sabe sobre a componente genética do homem tipo P que acabamos de relatar; vai contra inclusive todas as pesquisas feitas com seres humanos como a do General Social Survey.

De fato, a felicidade de ter filhos está diminuindo, mas continua sendo o prazer mais importante de homens e mulheres: 83% das mulheres consideram-na o maior prazer na vida, opinião compartilhada por 78% dos homens.

O índice caiu 5% nesses últimos anos para as mulheres e 4% para os homens, mas afirmar que não trazem mais felicidade já é delírio.

O que está acontecendo para explicar esta queda de satisfação com filhos?

(Lido por 42 pessoas até agora)

UA-1184690-14