Ninguém Entendeu a PEC das Despesas

Gastar mais do que se ganha?

 

Tempo de leitura: 2 minutos

O Brasil começou a dar certo a partir de ontem.

Por 150 anos nossos Presidentes da República viviam gastando mais do que arrecadavam.

Mas como é possível gastar mais do que se ganha?

Engenheiros, Advogados e Contadores consultados sabem que é impossível, nem Bandidos conseguem esse feito.

Mas nossos Reis e Presidentes consultaram uma outra classe profissional, que arrumavam um jeito, por isso eles são contratados e adorados pelos nossos Presidentes.

Truque 1. Uma forma de gastar mais do que se arrecada, usada por 70 anos, foi imprimir moeda. Isso gera inflação, mas não para os primeiros a emitirem a dita cuja.

Quase todos esses gênios, que todo mundo adora, menos eu, imprimiam dinheiro para fechar as contas, e hoje são requisitados consultores e palestrantes. Vá entender.

Só que esse truque não é mais aceito pelo povo brasileiro, depois do Plano Real.

Truque 2. Os assessores do Presidente FHC, que pararam de usar o Truque 1, passaram a usar o Truque 2, o aumento brutal dos impostos.

De 26% do PIB aumentaram para 40% do PIB, se incluirmos o FGTS.

Com o aumento de impostos, os assessores do FHC, como Gustavo Franco e Pedro Malan, puderam gastar mais do que arrecadaram no ano anterior.

FHC e sua equipe são venerados, apesar de terem destruído a indústria brasileira. Vá entender.

Mas hoje o povo não aceita mais aumento de impostos. Por isso essa classe super esperta criou o Truque 3.

Truque 3. Esse truque foi usado por Mario Henrique Simonsen, Delfim Netto, Maílson, Guido Mantega, que é gastar mais do que as receitas contraindo dívidas.

Quebraram o Brasil em 1978, FHC nos quebrou em 1998 quando Clinton nos salvou, e agora a Dilma e os Estados, todos quebrados. Fernando Haddad deixa São Paulo com uma dívida de 400 bilhões para as futuras 20 gerações pagarem.

O povo ainda não se revoltou contra esse Truque 3, mas um dia vai.

Truque 4. Privatização e Leilões. Os assessores vendem ativos e imediatamente gastam em despesas, em vez de comprar outros ativos ou investir em infraestrutura.

Truque 5, em gestação. Essa classe profissional está agora tramando o seu truque 5, Securitização de Dívidas do Estado.

É aqui que entra Henrique Meirelles.

Ele é o primeiro Ministro a estudar Administração, embora tenha se formado Engenheiro, portanto não é um puro sangue, mas entende o mínimo.

Henrique Meirelles corta de uma vez todos os truques de 1 a 5, e os de 6 a 26 que essa classe malandra irá ainda perpetrar.

Mesmo se esses gênios conseguirem mais grana com novos e velhos truques, não poderão aumentar as despesas.

Essa é a beleza da PEC dos Gastos.

Acaba com o incentivo de esses assessores gerarem Inflação, mais Impostos, mais Dívidas, mais Pedaladas Fiscais, porque não poderão aumentar suas despesas.

Entenderam? Então, expliquem para seus filhos e seus amigos.

 

(Lido por 1809 pessoas até agora)

UA-1184690-14