Somente 4.000 Paulistanos Leem a “Folha de São Paulo”

Isso mesmo, menos do que um blog qualquer.

Explico.

Ninguém lê as 100 notícias de um jornal inteiro, especialmente da Folha.

A média de leitores por notícia é de 10%, do anúncio ao lado não chega a 5%.

Ou seja, 2.000 moradores da Cidade de São Paulo por notícia, que representam 10% do PIB. Portanto, anunciantes estão jogando dinheiro fora.

Não entendo como 100 jornalistas e colunistas da vida estão dispostos a jogarem as suas vidas fora, que desperdício de tempo por tão pouco.

Ou seja, a Folha e o Estadão não são mais aqueles.

Ficaram anos ignorando as verdadeiras notícias importantes para o leitor, imprimindo ideologia de 1800, que desperdiçaram suas vidas inteiras quando se achavam os máximos.

E agora, na era digital competem com engenheiros, economistas, sociólogos, advogados, geneticistas, esses sim especializados, que entendem muito mais do assunto do que um mero jornalista.

Pior, desperdiçaram preciosa leitura de muita gente.

(Lido por 2372 pessoas até agora)

10 Comments on Somente 4.000 Paulistanos Leem a “Folha de São Paulo”

  1. Jornalista é uma categoria em extinção pelo processo de autofagia. Pobres coitados. Se conhecessem a Síndrome do Sapo Fervido, talvez tivessem alguma chance de sobrevivência. A informação de credibilidade não mais lhes pertence.

  2. Desde que muitos anos atrás, assinante, descobri que a FSP não sabia distinguir os jornais Le Monde do Le Monde Diplomatique(que assinei por mais 30 anos), refez o mapa do Rio situando a Barra na Zona Sul e outras Scheisse mais, não renovei, e não compro a Folha.

  3. Concordo com a matéria. Cancelei minha assinatura da FSP. O próximo cancelamento será do Estado de SP. Banco de alopatas, as notícias são de acordo com os seus próprios interesses. Quem ainda anuncia nessa mídia está queimando dinheiro.

  4. Não existe mais jornalista e nem jornalismo. O que existe é marqueteiro de si mesmo para em comparação da interesse dos leitores e assegurar o emprego, nessa ação mentem falam o que os jabaculês mandam. Adeus imprensa fique com seus marqueteiros e a sociedade fica com os profissionais de todas as áreas que assumem compromisso com a cidadania.

  5. Professor Stephen Kanitz, na mosca! É maldade pensar em falência dessas empresas, geram empregos. Muitos que lá trabalham não são jornalistas. Mas os jornalistas sociopatas que essas empresas empregam não me deixam pensar diferente.

  6. Estes dinossauros foram formados nos últimos 30 anos por verdadeiros fósseis do jornalismo. Leitura dirigida, lavagem cerebral, formação de grupelhos interessados em defender um ponto de vista qq. Deu no que deu. As redes sociais permitem uma revisão relâmpago das mentiras do JN, da Falha de Sum Pauli, estadiozinhos.E até engraçado!!!

  7. Perfeito professor. Encheram a redação de PTralhas, Os leitores não são burros, são melhores que esses jornalistas de meia.

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14