Um País à Deriva a Partir de Abril?

 

É triste ver que os princípios da Administração Responsável das Nações não permeiam a nossa cultura.

Ninguém se deu conta de que no período crítico de recuperação de um desastre econômico, nossos principais gestores abandonarão o barco.

Justamente numa recuperação em curso, mas que está longe de estar consolidada para suportar uma debandada geral.

O Governador Geraldo Alckmin, do Estado mais importante e o líder de qualquer recuperação, abandonará o barco em Abril por interesse pessoal.

O Prefeito de São Paulo, da cidade onde fica o centro nervoso do país, abandonará o barco em Abril, rompendo sua promessa com seu eleitor.

Henrique Meirelles, artífice da recuperação, pensa em abandonar o barco em Abril, dependendo das circunstâncias.

Metade dos Ministros de Governo, menos estratégicos eu sei, já declararam que irão abandonar o barco por interesses pessoais.

Isso sabendo que o povo quer renovação total de nossos políticos, e não mais dos mesmos.

Isso é tão obviamente uma administração irresponsável das nações que me assusta o total silêncio dos formadores de opinião desse país.

Os Liberais, os Socialistas, e até os Conservadores de Direita, vocês vão ver, vão sair defendendo esses senhores em nome da liberdade do ser humano.

Por isso eu sou Comunitário, porque nós acreditamos que indivíduos possuem sim responsabilidades com suas comunidades.

Terminem o trabalho a que vocês se propuseram, antes de pleitear outro.

Lutem pelos princípios da Administração Responsável das Nações, largar o barco numa crise deveria ser até considerado crime de abandono de responsabilidade.

 

(Lido por 1722 pessoas até agora)

UA-1184690-14