O Brasil Sai Dessa?

 

Tempo de leitura: 50 segundos

Minha previsão de 15 anos atrás, de que os dois milhões de administradores formados nos últimos 10 anos mudariam a forma de pensar deste país não ocorreu.

Não sei exatamente o porquê.

De fato, nossas escolas de Administração são medíocres.

Os diretores dessas escolas de Administração também são medíocres e sem influência nenhuma.

Nossos professores de Administração são medíocres e desconhecidos para a grande mídia e políticos deste país. 

Cite os 10 professores de Economia conhecidos, e agora cite os 10 melhores professores de Administração do Brasil. 

O Conselho de Administração Federal é uma piada, e o CRA de São Paulo é um feudo há 40 anos de um único professor.

A maioria dos professores de Administração na realidade são engenheiros, como Vicente Falconi, e os donos das quatro melhores escolas de Administração são economistas que nunca estudaram Administração.

Pesquisa em Administração sequer existe, é tudo cópia.

Só agora, 40 anos depois, o departamento de Administração da FEAUSP cria um banco de dados das empresas brasileiras, mas na mão de um engenheiro. 

Por 30 anos, a HSM fazia questão de só promover administradores do exterior que nada conheciam do Brasil. 

Nosso sistema bancário foi totalmente lotado por engenheiros da Poli, e não por administradores financeiros. 

Engenheiros que nada estudaram de Contabilidade, Custos, Estratégia de Empresas, Finanças e Crédito, mas mesmo assim aceitaram os empregos oferecidos movidos pelos seus espíritos animais. 

Como se emprestar dependesse de cálculo diferencial.

Hoje, somente 12% do lucro dos bancos vem de financiamento industrial. Ou seja, mataram nossas indústrias por falta de crédito.

Mesmo assim todos acham normal um país mal administrado, sem pesquisas, sem professores, e sem escolas decentes que ensinem a administrar.

Um desastre sociológico.

 

(Lido por 183 pessoas até agora)

UA-1184690-14