Meu Discurso aos Fomandos da FEA

[pullquote]Amanhã, vocês irão descobrir que ainda falta muito para serem diplomados.[/pullquote]










Senhores e senhoras, professores e assistentes, pais e tios, namorados e namoradas, meus queridos formandos.

Hoje é o grande dia da formatura.

Vocês devem estar muito felizes, como eu estava no dia da minha formatura.

Fiquei mais feliz no dia seguinte, quando a Associação de Ex-alunos da FEA me procurou para ser sócio.

Finalmente virei um Ex-Aluno, nunca mais teria de assistir a aulas chatas, ler livros de 30 anos atrás e estudar para provas.

Formei-me novamente em Harvard, e para minha surpresa, no dia seguinte não fui procurado pela Associação de Ex-Alunos.

Esta função é feita pela própria faculdade, pelo Departamento de Alumni.

Alumni significa Ex- Aluno, mas sem o Ex.

Lá você sempre será um “Alumno”.

Este fato, mostra uma grande diferença entre o ensino brasileiro e o americano.

Aqui você é considerado um Ex, como Ex-Marido, aquele que ninguém quer ver novamente.

Isto é algo que merece uma profunda reflexão, está no âmago do nosso atraso, da nossa cultura educacional.

Gastamos fortunas em educação, mas não temos os mesmos resultados.

A lição que eu tirei para mim e agora repasso para vocês, é que não estão se formando Administradores, Contadores, Atuários, Economistas.

Esta “formatura”  é o começo, e não o fim da sua educação.

Amanhã, vocês irão descobrir que ainda falta muito para serem diplomados.

Vocês economistas irão descobrir, que na prática a teoria é outra, o famoso livro de Joelmir Beting sobre economia brasileira.

Irão descobrir que no Brasil empresário NÃO maximiza lucro, o que invalida muito do que vocês aprenderam em microeconomia e teoria do desenvolvimento.

Eles maximizam CONTROLE ACIONÁRIO, um valor cultural nosso, que modifica totalmente o comportamento esperado das empresas.

Vocês administradores irão descobrir, que muitas das boas práticas ensinadas hoje, já são obsoletas, e que mudam todo dia.

Portanto, vocês ainda não estão “formados”, talvez nunca estarão.

Mas isto não é um problema sério.

Quando vocês escolheram suas profissões, na realidade escolheram se dedicar e estudar estas disciplinas para o resto de suas vidas.

Se abandonarem este conceito de Ex Aluno, seremos um país de pesquisadores, teremos milhares de patentes, de inovações e não seremos mais um país de bacharéis.

Seremos um país com soluções brasileiras e não simples importadores de soluções estrangeiras de pesquisadores como Michael Porter, Peter Potter ou Harry Potter.

Pais, tios, namorados e namoradas, conto com vocês para lembrarem seus formandos queridos, que eles precisam continuar a se formar e a se informar constantemente, que tem curiosamente, a mesma raiz.

Eu estou disposto a ajudar.

Escrevo semanalmente no meu blog, para mais de 22.000 alunos, quase o total de alunos de toda a USP, que são meus eternos alunos, e como Patrono terei o prazer de inclui-los. É só se cadastrar no site.

Eu também tenho 42.500 seguidores para quem twitto minhas observações diariamente.

O endereço é @ stephenkanitz , tudo junto e ele também está à sua disposição.

Eu só peço que vocês não se considerem Ex-Alunos da FEA.

E, que lembrem que seus ex-professores continuam professores, que continuam pesquisando e se aprimorando, e que eles continuam, como eu, interessados em vocês.

Boa sorte e muito obrigado por esta homenagem.

* content missing

* content missing

(Lido por 77 pessoas até agora)

14 Comments on Meu Discurso aos Fomandos da FEA

  1. Bom como me formei na FMU (fui mal na Usp)… não posso opinar.
    Mas não sei ao certo se não seria melhor. Chamar de Associação de Administradores formados na FEA ou AAFE
    Conotação de aluno não soa tão elegante.
    Concordo com vc em muitas coisas. O ensino tradicional deixa muito a desejar.
    Vc, perde um tempão aprendendo a fazer juros compostos na unha (sendo que tem calculadora, computador e tantas outras coisas para lhe facilitar a vida).
    Perdem tempo com um monte de bobeira. Professor dando opinião própria dizendo que o problema do Brasil é a distribuição de renda. (mas faça um exercício simples, pegue o pib de um estado e divida pelos seus habitantes e veja quando daria se a distribuição fosse igual)
    Mas não ensinam nem a tirar uma nota fiscal, vantagens competitivas fiscais. Vender mais caro só usando a marca. Transformar uma Empresa familiar em uma Sociedade Anonima ou Fundação e arrecadar rios de dinheiro para investir no negócio.

  2. Interessante a reflexão sobre o conceito de “formando”. De fato, acredito que o final da faculdade não significa que estejamos formados. Ou pelo menos, não deveria significar. Espero ser uma “formanda” sempre.

  3. Olá Stephen,
    Assino seu blog, e realmente é mais do que excelente, e seu conhecimento é fantástico e precisa ser compartilhado.
    Trabalho com famílias na Igreja Católica, na Pastoral de Família e no ECC (Encontro de Casais com Cristo). Seu livro e seus artigos são materiais de extrema importância para que as famílias possam ter conteúdo de qualidade e formação. Gostaria da sua autorização para utilizar esses recursos nessas pastorais, pois isso ajudará a igreja, instituições a compartilhar o que o mundo tem de melhor, ou seja, o conhecimento.
    Logo lhe mando notícias do nosso novo projeto, de ajuda à sociedade.
    Um forte abraço e sucesso
    Iússef

  4. Kanitz,
    Quando um GOVERNO não valoriza a EDUCAÇÃO, SAÚDE E CONHECIMENTO, dificultando assim o ingresso, e mais, a conclusão de um ensino superior, parece criar nesta imagem um cert PESO relacionado ao ensino, desta forma quando um VITORIOSO consegue seu DIPLOMA, DEPOIS DE PASSASR PELA VIA-CRUCIS, que é o caminho que vai da entrada ao término da faculdade, o que ele quer, mesmo que momentaneamente, é esquecer este trauma! Temos de mudar este desenho educacional , talvez , mas nesse caso é pura sorte, se tivermos MELHORES OPÇÕES DE CANDIDATOS À CARGOS POLÍTICOS!!!

  5. Pensando no termo formando …
    acredito que deveríamos repensar o termo.
    Não deveríamos dizer “Senhores e senhoras, professores e assistentes… e iniciados” ?
    Afinal, a formatura não deixa de ser um ritual de iniciação em um outro nível … presumido superior?

  6. Minha mãe, pedagoga e psicologa, afirma e insiste que o objetivo maior da escola, aqui no sentido mais abrangente de centro de formação e ensino, é mais do que transmitir conhecimento, é acima de tudo que os seus alunos “aprendam a aprender”. E digo mais: é a capacide de continuar aprendendo sempre é o que faz a nossa espécie tão diferente das demais.
    Quem sabe não surgirá uma nova espécie na cadeia evolutiva do Homo, o Homo Sapiens … Alumno ?

  7. Embora a sutileza de retirar o ex nos dá a noção de aprender sempre, aquí em casa gostaria de ter algum ex.
    Já passei dos 64, e como tive filhos já bem maduro, e não tenho mais a mesma renda e gostaria de algum dos meus filhos como Ex. São ex universitários,mas não são ex alunos. Agora mesmo tenho nos meus bolsos um MBA e um mestrado.
    UM EX COM URGÊNCIA POR FAVOR!!!!

  8. Bom dia, Professor!
    Não quero dar uma de “útil inútil”, mas que tal retocar a digitação da chamada e do título do artigo? “Fomando”, evidentemente, está errado.
    Cordialmente,
    Elvis Kempes
    (Salvador/BA – Sábado, 17 ABR 2010 – 09:25).

  9. Infelizmente a FGV, que deveria ser referência neste tipo de assunto, se comporta como todas as outras. O sentimento que nos fica é de apenas uma relação comercial.

  10. Prezado Kanitz,
    É a partir do “EX” que você vai começar a aprender, pois aprendemos sempre e não apenas por um período de nossa vida. Nunca ninguém está pronto a ponto de se considerar sem tero que aprender mais. Somos eternos aprendizes.
    Grande abraço,
    Maria do Carmo

  11. Sr. Kanitz,
    Muito bom poder ouvir isto, mesmo não tendo estudado na FEA. Quem sabe sua generosidade possa fazê-lo patrono de outras/muitas escolas.
    Bom dia !

  12. Muito interesante e importante esta reflexão… está na hora de todos nós estudantes, da FEA ou não, pensarmos melhor.
    Gostaria de reproduzir seu texto no meu blog. Posso?
    Saudações de outro ex-FEAno!

  13. Meu irmão está no 1º semestre de Administração da FEA, já enviei o Discurso para ele refletir e ter ânimo para continuar o seu aprendizado após a “formatura”

Comments are closed.

UA-1184690-14