Lula Rico, Lulinha Nobre, Neto Pobre

"Pai rico, filho nobre, neto pobre".

 

Conservadores vivem alertando seus filhos de uma frase repetida em todas as civilizações, “Riches to rags in three generations”, “pai rico, filho nobre, neto pobre”.

A verdadeira tragédia de Lula não é que ele ocultou riquezas e patrimônio doado por amigos.

A verdadeira tragédia é que um grande líder nato, alguém que levantou a autoestima do povo brasileiro, em menos de três gerações sua família voltará a ser pobre como era.

A tragédia da nossa Esquerda é que ela nem ensina os pobres a ficarem ricos, nem ensina os ricos a não voltarem a ser pobres.

Nossa esquerda quer ficar rica numa única geração, “revolucionariamente”, “distribuindo a riqueza”, dos outros.

E de fato muitos ficaram ricos da noite para o dia.

Conservadores ensinam que aprendizado, persistência e perseverança permitem qualquer família pobre ficar rica em três gerações.

Quantos choferes de táxi pagaram a faculdade de direito de seus filhos, e viram netos virarem sócios do escritório.

Lula, Palocci, FHC são hoje todos multimilionários numa única geração.

Mas do jeito que Lula gasta sua riqueza, com elevadores, triplex, adegas de vinho, com filhos que certamente irão torrar sua fortuna, e netos nem se fale, a família Lula da Silva voltará à pobreza em menos de três gerações.

Por isto o Socialismo nunca atinge seus objetivos.

Os Conservadores, com 2.000 anos de experiência, sabem que se tornar rico é mais fácil do que se manter rico por três gerações.

Por isso eles são “conservadores”, não só do dinheiro, mas da ética, dos valores morais, que a esquerda não tem.

Por isto um Conservador combate a luxúria, os gastos supérfluos, um Estado gastador, a bebida, a traição matrimonial, a ética.

Conservadores ensinariam Lula a nunca colocar um elevador “privado” num apartamento de somente 220 metros.

Teriam aconselhado Lula a usar o “elevador coletivo”, um conselho que até parece ser socialista, mas é de cunho econômico.

“Não joguem, não bebam, não invistam em títulos do Estado Falido, e sim em bens que produzem para a sociedade, como ações, private equity, startups, venture capital, fundos imobiliários.

Esta é a verdadeira tragédia do Brasil.

A ganância e volúpia da Esquerda Brasileira.

 

(Lido por 966 pessoas até agora)

UA-1184690-14