Zombando da Justiça Brasileira

 

Não entendo o silêncio da classe dos advogados, juízes e da OAB com relação ao que o PT, o PSOL e o PCdoB estão fazendo com a própria profissão e o Estado de Direito.

Estão zombando os princípios básicos da classe.

Como essa classe permite tantos intelectuais, jornalistas e políticos saírem dizendo por aí que Lula foi preso sem provas?

Como a OAB silencia com tantos recibos de aluguel falsos, pedalinhos comprobatórios, escutas telefônicas concretas, auxiliares como o Bessias obstruindo justiça, palestras de R$ 500.000,00 nunca realizadas, valor de palestras superfaturadas, que nem o Obama cobra esses valores nos Estados Unidos?

Nossos advogados querem ser enganados ou querem perpetuar algo que não sabemos?

Por que nenhum órgão representativo dos nossos advogados até agora não deu um basta?

Não é à toa que setores da sociedade queiram intervenção militar, simplesmente para restituírem o Estado de Direito, como em 1964.

 

(Lido por 2086 pessoas até agora)

14 Comments on Zombando da Justiça Brasileira

  1. infelizmente, eu fui vitima deste partido, hj estou brigando na justiça pelo meus direito. perdi um cargo de 23 anos uma tremenda perseguição politica armada pelo pt e psol, tenho documentação comprobatório a emu favor, eles articularam ate me prejudicar, este grupo de partido fazem de tudo para colocar as pessoas certas como errada, e eles errados como certos, se tiver uma reporte que quiser ter documentos de uma perseguição e só entrar em contato 027996189807 sidiarte1@globomail.com

  2. Faz muito tempo que a OAB perdeu qualquer credibilidade. A sociedade nem liga mais para o que ela fala. Isto não significa que não temos excelentes advogados mas é que nem na política, é mais uma instituição que se descolou da sociedade e de qualquer preocupação com a sociedade e seu futuro. Está apenas interessada nos seus interesses imediatos e dos interesses de seus dirigentes.

  3. Esperar o que de uma “Agremiação”(isto mesmo,Agremiação,de Grêmio) que reúne a maioria de VENAIS ( S M J ) lamentável!!

  4. Vai ser difícil a OAB,se dá conta do absurdo em que está metida.um órgão que deveria ser limpa,e manter os seus advogados,e Desembargadores Juízes todos ilibados.mas não é isso que estamos vendo.

  5. Comentário por Paulo Freire em 09/05/2018
    O Sr. Luiz Inácio da Silva, vulgo “Lula”, incessante em seu palavrório politiqueiro, insiste em tentar convencer o público de que é “inocente”. Com a cantilena da conspiração das elites, do Ministério Público, da imprensa e da Polícia Federal, para alijá-lo da disputa pela presidência da república do Brasil, neste ano de 2018, segue na intenção de engendrar uma idéia de que todos os fatos, todas as evidências e todas as provas contra ele, “Lula”, são invencionices de quem não gosta do povo. Termo este que serve como um sofisma para escamotear suas responsabilidades sobre o que de deletério está acontecendo no Brasil hoje. Recolhido a uma sala do prédio da Polícia Federal em Curitiba, PR, ele, ao contrário do que possamos nós estar imaginando, sabe que está seguro e estrategicamente posicionado, para, verborragicamente, expressar o seu proselitismo tacanho. Ele deu, agora, para “escrever cartas”, as quais não expressão nada mais do que a sua mais pura arrogância sobre tudo o que ele não conhece e nem entende sobre administração e probidade pública. Dois pontos de sua carta são sintomáticos: o incentivo ao incremento do gasto público e o incentivo ao consumo impulsivo das pessoas. Estes vigas estruturais de seus governos e de sua sucessora, Dilma Roussef. Diziam eles que quanto mais as pessoas consumissem, mais a economia se fortaleceria; pois se a população demandasse, mais a indústria e o comércio ofertariam, numa relação de causa e efeito geradores de um ciclo econômico “virtuoso”. Para tal, essa fórmula foi viabilizada através de duas “constantes” artificialmente estabelecidas: a concessão de crédito às pessoas e o aumento sem critérios do gasto público. Tais constantes necessitaram, por sua vez, de outras medidas também artificialmente estabelecidas, dentre as quais a captação de dinheiro, via emissão de títulos públicos com juros acima do razoável praticado pelo mercado de ativos financeiros. Mesmo se não existissem juros a pagar no resgate dos títulos da dívida pública pelos credores, não haveria como pagá-los, mesmo se resgatados pelo valor nominal. Pois “lula” não criou nenhum bem estrutural público, para gerar e/ou incentivar a autogestão pública. Lula cometeu gestão temerária e fraudulenta, pois, ao conceder crédito a juros de mais de 600%, em média, ao ano, para as pessoas, e não criar infra-estrutura pública para auto-gerir, via impostos, os gastos públicos, relegou o Estado à condição de mantenedor geral. O resultado está aí expresso sob dois fatos: os quase 13 milhões de desempregados e a pilhagem dos cofres públicos, esta descoberta pela “Operação Lava Jato”. Como visto, a fórmula não gerou um ciclo econômico virtuoso, basicamente em virtude de dois efeitos reversos: a insolvência das dívidas das pessoas e a super estocagem de produtos não vendidos da indústria. Se as pessoas não pagam o que devem, o mercado não se sustenta, pois não sustenta os empregos e as pessoas os perdem. No entanto, este senhor se arvora a propor, “como solução”, o mesmo processo que nos legou todo esse atual prejuízo social, político e econômico. Ele e os seus companheiros de ideologia incutiram na cabeça de seus prosélitos que não há obrigações em contrapartida aos direitos. Que o mérito é um empecilho na busca pela dignidade social. Que é somente necessário que a pessoa se acomode, e exija do estado que, este, prova, integralmente, a sua vida e a dos seus – vide as bolsas e as cotas de toda espécie criadas no Brasil. Com essa estratégia de tornar o estado provedor e mantenedor geral, estimulando e incentivando a preguiça e o não compromisso com as suas obrigações, ele construiu um sentimento e uma prática de parasitismo social, que corroeu o sentimento de justiça social nas pessoas. Ele, lula, certamente acredita nessa idéia, pois desde que se sentou em uma cadeira de sindicato, sempre parasitou os seus companheiros de profissão, fazendo-os acreditar que estava cheio de uma filosofia social de justiça e igualdade para todos. É sabido que assim jamais se deu! Pelo contrário, somente, ele, sempre, lucrou, pois, inescrupulosamente, negociava o seu bem com os dois lados. O senso de oportunismo deste senhor é tão extremo que, no velório de sua esposa, ele aproveitou-se da consternação das pessoas, para atacar os seus “ex-amigos” (PMDB) de governo, e, ao mesmo tempo, postar-se como vítima de sua própria prática. Que no dia de seu depoimento perante o Juiz Sergio Moro, no curso do processo sobre o apartamento triplex no Guarujá, SP, ele jogou na responsabilidade de sua falecida esposa a feitura dos recibos pagos pelo “aluguel” do referido imóvel. Se ele, sem a menor cerimônia, covardemente, atribuiu a esposa, que jurou amar no dia do enterro dela, a responsabilidade por seus atos criminosos, podemos imaginar o que ele fez, está fazendo e fará, para, a qualquer custo, livrar-se da responsabilidade por seus crimes.

  6. O que vc espera de um órgão que diz defender o estado democrático de direito, mas cassa o registro do inadimplente e multa o que não vota nas suas milionárias eleições? Aliás, o inadimplente nem vota…salve a OAB

  7. Simples, o objetivo real de todo o Conselho de classe, que é na verdade uma organização voltada a interesses específicos de sua classe, apenas manter sua reserva de mercado no maior nível possível. Claro, além de minimizar a influência de controles externos e diminuir o número de novos ingressantes em sua classe. Isso é tão difícil de perceber?

  8. Provas concretas existem de que as pessoas são diferentes perante a lei e perante o que pagam principalmente.

  9. A corrupção, nesses últimos anos, virou endêmica. Todos estão com o rabo preso.o STF perdeu totalmente sua aurea heráldica, a república se transformou,sem querer ofender as próprias, num “puteiro a céu aberto”! Desastroso.

  10. Os advogados dos corruptos fingem que a grana alta que recebem é dinheiro bom… Em minha opinião, tiram bastante proveito da corrupção também….
    Todo ser humano merece defesa. Mas nesses casos, a questão ética passa longe!

  11. Sou advogado e sinto vergonha do órgão que supostamente me representa, a OAB, que nada mais é do que um sindicato que só olha para o próprio umbigo!!

  12. Simples, Professor. Pelas cifras que vemos nos processos de corrupção em andamento, podemos imaginar as cifras que correm nos bastidores com alcunha de honorários. Todos eles, avogados, juízes, promotores, desembargadores, procuradores, assistentes e analistas jurídicos, todos estão sendo muito bem remunerados.
    Acha que a OAB quer acabar com a farra?!

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14