“Juros e o Conservadorismo Intelectual”, Por André Lara Resende

 

Um dos economistas mais ouvidos pelo PSDB, e autor do Plano Cruzado, escreve um artigo que está circulando nos meios financeiros com o título acima.

Leiam aqui http://jornalggn.com.br/noticia/juros-e-conservadorismo-intelectual-por-andre-lara-resende

(Lido por 1416 pessoas até agora)

1 Comment on “Juros e o Conservadorismo Intelectual”, Por André Lara Resende

  1. A questão mais grave é a inexistência de um mercado de crédito à exceção dos BNDEs e “que tais” estatais. Se o juro básico é alto (e é) o que dizer do juro praticado pelos bancos e cartões de crédito? Existe algum lugar no mundo com tal diferença na taxa de captação e de aplicação na renda fixa? Talvez se a maior parte da poupança privada não fosse usada para financiar a dívida pública os juros despencariam e os bancos teriam que emprestar dinheiro para projetos rentáveis e isso por si só aumentaria a eficiência alocativa da economia

Comentarios encerrados.

UA-1184690-14