O Fim da Teoria de Michael Jensen II

[pullquote]Administradores socialmente responsáveis procuram lucros sustentáveis.[/pullquote]










O “agency theory” de Michael Jensen da Escola de Chicago, acusa administradores de terem uma agenda própria, e por isto os lucros não eram maximizados, como reza a teoria de Chicago. Por isto propuseram “alinhar” nós administradores aos objetivos da Escola de Chicago, a voltar a maximizar o lucro como queriam, sugerindo aos capitalistas oferecerem bônus milionários aos executivos que maximizassem lucro.

Felizmente as escolas de Administração como Harvard Business School e Stanford conseguiram implantar a Administração Socialmente Responsável, e agora prevalecem as ideias dos administradores novamente, como Jack Welch, outro administrador socialmente responsável.

Your main constituencies are your employees, your customers and your products.”

“Shareholder value is a result, not a strategy.

Nossos ativos são nossos funcionários, nossos clientes, e nossos produtos. Valor para o acionista é um resultado, não a estratégia.

Michael Jensen criou um enorme estrago de 30 anos no nosso movimento de administração socialmente responsável, que espero com esta crise seja revisto, como aponta HBS.

A ideia de lucro máximo, e maximizar os lucros, deu numa mega crise.

Administradores socialmente responsáveis procuram lucros sustentáveis e não lucro máximos trimestrais que aumentam o valor da empresa na Bolsa.

(Lido por 32 pessoas até agora)

UA-1184690-14