Somos o Fruto de Nossas Escolhas

 

Aos 70 anos, fica claro para mim que eu me tornei o que me tornei pelas inúmeras escolhas que eu fiz na minha vida.

Sim, o ambiente é hostil, a sociedade é injusta, as pessoas são preconceituosas, mas mesmo assim dá para sair-se bem na vida apesar de tudo.

Só depende das suas escolhas.

Mas aqui vem a surpresa.

Provavelmente vocês estão supondo que minha vida girou em torno das boas escolhas que fiz.

Aqui vem uma preciosidade que somente a vida nos ensina.

Não são as boas escolhas que determinarão a sua vida.

São as más escolhas evitadas.

Claro que eu fiz várias boas escolhas na vida, casei bem, jamais comprei a prazo, mas a estória que vou contar me mostrou que são as más escolhas que nos diferenciam.

Harvard acompanha todos seus ex-alunos, turma por turma, e eu era sem dúvida o lanterninha da turma.

Eu não criei uma grande empresa, não fui empreendedor, não tenho uma patente, meu diploma em Harvard não era valorizado no Brasil, pelo contrário, gerou inveja.

Tanto é que eu era o ex-aluno com o pior salário da minha turma tendo voltado para ser Professor da USP.

Um colega me pediu até para não responder o questionário porque eu estava distorcendo a média da minha Turma, a D.

Mas no último Reunion, percebi que havia galgado, não ao topo da lista, mas eu estava claramente acima da média.

Eles que haviam tomado muito mais decisões certeiras do que eu.

Como consegui essa reviravolta?

Primeiro, eu não me separei três vezes de minhas esposas. Não perdi três vezes metade do meu patrimônio, não paguei pensão para as minhas ex-esposas.

Não virei alcoólatra devido à pressão do trabalho nem comprava cocaína a preço de ouro.

Dediquei bastante tempo aos meus filhos e, portanto, não pago fortunas para psicólogos nem psiquiatras.

Nunca comprei a prazo nem a prestação e, portanto, nunca paguei uma fortuna em juros só para me ostentar.

Nunca aceitei ser membro de Conselho Fiscal nem de Administração, e não tenho bens sequestrados.

Ou seja, o segredo da vida é bem mais simples do que se pensa.

Toque a sua vidinha, seja correto.

Seja sensato.

E em vez de galgar a escada da vida mentindo e puxando o tapete dos outros, você vencerá tranquilamente vendo os outros despencarem pelas más decisões que fizeram na vida.

Simples assim.

 

(Lido por 2432 pessoas até agora)

UA-1184690-14