O Inexplicável Fracasso de Meirelles e Amoêdo

 

Eram de longe os dois mais capazes em lidar com os problemas atuais da União, endividada, quebrada, com deficit fiscais, cambiais e previdenciários.

O Patrimônio Líquido negativo da União de 2,5 trilhões, que na realidade é de 12 trilhões, vai exigir negociações duras com todos os credores.

Ambos eram banqueiros, craques nessa questão.

“Eu sei que não sou simpático, mas é essa característica necessária numa negociação com credores”, Henrique Meirelles.

“Quem promete está mentindo, o Brasil está totalmente quebrado e endividado”, João Amoêdo.

Nenhum deles disse coisa nem parecida. Privatizar tudo nem é possível, seria fraude ao credor.

Ambos tinham MBA em Administração, formados inicialmente em Engenharia, bons de números, num país notoriamente mal administrado.

Nenhum dos dois se vendeu como Administrador, vi uma propaganda do Meirelles afirmando que era um grande Economista.

Ambos ignoraram os dois milhões de Administradores formados que temos, nenhum visitou o CRA, nem tentou angariar votos de administradores, nem procuraram os formadores de opinião dessa classe.

Só que administradores têm cinco subordinados em média, e alguns têm 200 empregados que dariam 20 milhões de votos, em vez dos pífios dois milhões que ambos tiveram.

Nenhum dos dois apontou que desperdiçamos quase 50% do que produzimos, a grande parte no governo.

Nenhum apontou planos concretos de como poderíamos aumentar nossa produtividade. Tornar pagamento de impostos de mensal para trimestral aumentaria em 200% a produtividade dos nossos contadores, por exemplo.

Por que fracassaram na maior onda de Direita da nossa história, quando tinham tudo para ir para o segundo turno?

 

(Lido por 1902 pessoas até agora)

12 Comments on O Inexplicável Fracasso de Meirelles e Amoêdo

  1. Como essa página é “politica para leigos”,Eu não entendo quando o senhor diz que “privatizar tudo nem é possível, seria fraude ao credor”.O senhor é único até agora que li e isso me chamou a atenção,Como o senhor Ministro Paulo Guedes fala em Privatizar e o senhor diz que “seria fraude ao credor”? se o senhor puder humildemente me trazer o esclarecimento.Grata.

  2. Pq Bolsonaro não terá tempo de analisar planilhas, números, é milhares de variáveis q aparecem. Ele terá inúmeros encontros como chefe de estado não fica no escritório sentado.

    Meirelles tem um perfil técnico não daria certo. Nem no partido dele ele tem liderança, ele é um quadro técnico excelente.

    Como vc disse, Zema q irá liderar o Novo, veremos oq sai do governo de Minas. Amoedo chegou de pára-quedas e queria sentar na janelinha não tinha liderança tb. Bolsonaro pode não ter o melhor estilo de liderança mas vai liderar o partido delegando responsabilidades e tendo a sua tb. As equipes formadas estão sendo de qualidade e acho q ele irá representar bem o Brasil é não nos rebaixar fazendo acordos com países comunistas que não dão em nada e ainda levamos calote.

  3. Simples. Anseio da população. Obama captou, Trump captou, Bolsonaro Captou. O que o povo quer naquele momento. Hoje, segurança, saúde, educação, valores morais.

  4. Simples … a maioria dos brasileiros não entende nada do que eles falam, ou nem sequer se dão ao trabalho de
    tentar entender. Para essa maioria esmagadora, tudo se resume a PT ou não PT and that’s it. Sem segundo lugar, quem poderia ajudar não tem interesse, como a mídia. Praticamente não falaram do Novo.

    Infelizmente, cada vez me convenço mais do “temos o que merecemos”. O negócio é buscar por candidatos que prometam investir em educação … quem sabe mudando o povo, tenhamos mais sucesso de candidatos mais bem preparados

  5. Kanitz,
    Não foi bem assim.
    Com o montante de dinheiro que o João Amoêdo se propôs a gastar, eles foram muito bem, ao contratario do Meirelles.
    A equipe do Bolsonaro foi sagaz e rasteira.
    Quando João Amoêdo estava em rota de ascensão e com grande possibilidade de deslanchar, começaram a disparar mensagens do tipo “ João é o candidato mais bem preparado, mas nesse momento precisamos derrubar o PT, se não eles voltam mais forte“.
    O próprio Olavo de Carvalho foi um dos que chancelaram essa insensatez. Começaram a fazer terrorismo e tornou-se difícil mudar opinião de uma população amedrontada.

  6. Professor Kanitz, para muitos ainda não está muito claro o papel do administrador, esta é a verdade. Ainda não temos pessoas que se intitulem administradores que tenham aparecido na mídia, que é o que galera gosta de ver. Na minha opinião,faltou poder de convencimento aos dois, já que durante anos o PT demonizou o empresariado e os banqueiros, parece que isto turvou a mente do eleitorado. Com isso, perdemos uma grande chance de avançar em um campo, onde até agora, não conseguimos grandes vitórias, a negociação com investidores e demais empresários.

  7. Boa tarde. É preciso distinguir liderança de capacidade administrativa. Os votos vão para o líder. O pior talvez seja que nenhum dos dois foi convidado para participar do novo governo. Perde-se competência.

  8. Professor, com todo o respeito… Existe uma diferença entre Administrador e Líder numa empresa. Um líder talvez consiga angariar votos pela sua influência. O mesmo não acontece com os administradores, geralmente…

  9. Não é inexplicável. O discurso puramente econômico não eengaja cono o anti corrupção e o moralista. Simples assim.

  10. Voto de cabresto?!?!
    PQP… Sujeito não entende o que lê. Por isso que estamos nesse buraco.

  11. Prof. Kanitz em tempo algum houve administrador em qualquer governo, somos uma espécie em extinção, o que não perceberam foi a mudança do comportamento social. Título hoje pouco significa, a prática demonstra.

  12. Isto não seria ilegal? Uma espécie de voto de cabresto? Não que não tenha acontecido com o candidato vencedor, como o MPT mostrou…

    “Só que administradores têm cinco subordinados em média, e alguns têm 200 empregados que dariam 20 milhões de votos, em vez dos pífios dois milhões que ambos tiveram.”

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14