O Que a Esquerda Está Querendo Ainda Fazer Com o Brasil?

 

Tempo de leitura: 50 segundos

 

Dei aula de Análise de Demonstrativos Financeiros por vinte anos na USP, e nas primeiras aulas, sempre práticas, eu distribuía os demonstrativos da Empresa do Ano.

Depois de meia hora eu perguntava aos alunos, a maioria esquerdista já devidamente endoutrinada no primeiro ano, o significado da conta “Capital Social” da empresa.

Espero que você já tenha visto isto também na sua vida.

Lembre-se que Social é o termo politicamente correto para Socialista.

“Por que existe o termo Capital Socialista, num demonstrativo capitalista?”

Nenhum soube responder.

Nenhum Petista ou Marxista sabe responder.

O idiota do Marx se tivesse estudado administração e não economia, jamais teria escrito a bobagem que escreveu – “Das Capital”.

E levado 100 milhões de pessoas à morte devido ao ódio que ele gerou nos “capitalistas socialistas”.

Dilma e seus Boulos, Stédiles, Wagners e Lulas estão querendo incendiar este país pelo seu ódio ao capitalista, sem saber que todo capital é socialista.

O Capital Socialista é o dinheiro que nós capitalistas oferecemos para a sociedade, trabalhadores, fornecedores e clientes para lhes dar conforto em aceitar nossas ideias malucas.

“Sabemos que esta ideia é maluca e podemos errar.”

Ford dizia que na época todos queriam cavalos mais rápidos e não um carro a motor.

“Por isto estamos oferecendo R$ 100.000.000,00 como garantia. Se não der certo, este dinheiro garante vocês em primeiro lugar.”

O capital do capitalismo não pertence ao capitalista, enquanto empresa.

Pertence à sociedade.

É contra isto que vocês petistas e marxistas estão ameaçando incendiar o país?

E 90% das vezes este capital nunca volta ao capitalista.

Ou porque a empresa quebrou, ou porque ela continua sólida.

Por isto privatizar é uma bandeira furada, porque o capital sempre será socialista, da sociedade, nem do governo nem do setor privado.

Uma empresa estatal gerida por administradores profissionais não me causaria repulsa.

Incendiar este país por não ter tido uma aula elementar de administração é o cúmulo da ignorância.

Mandar 100 milhões de pessoas à morte, subjugar um bilhão de pessoas na Rússia e China por nunca ter lido um livro de Contabilidade é arrogância.

Acreditar num único livro, o “Das Capital”, de um professor maluco de economia, é a tragédia monumental dos últimos 200 anos.

Como podem tantos intelectuais marxistas serem tão arrogantes e ignorantes ao mesmo tempo?

 

(Lido por 125 pessoas até agora)

5 Comments on O Que a Esquerda Está Querendo Ainda Fazer Com o Brasil?

  1. “Farinha pouca, meu pirão primeiro!” Acredito que desde sempre vivemos com poucos recursos. Ainda mais, nos tempos de Marx e Ford. Acredito, também, que partimos da crise. Uma fase crítica, que nos incomoda e nos impele a criar. Voltamos a ela de tempos em tempos. Alguns “capitalistas” envidam esforços para sair de sua fase crítica, nem todos têm o valor monetário necessário, nem todos obtêm o sucesso pretendido, mas todos têm de pagar pelo o que utilizaram, ou arcar com o que empreenderam, num determinado prazo. A senoide que vai da bonança à crise, passa pelo prazo existente entre servir-se de um valor e devolve-lo. Mais ou menos isso. Porém, o que a área de exatas se esquece é que, quando falamos de capital social, não estamos lidando apenas com os números. Entramos na área de humanas, onde o resultado sempre “depende”. O lucro, resultado positivo do capital social, sempre “depende” de diversos fatores. Essa dependência faz parte do jogo. Jogo que nem sempre é vencido. Perder não faz parte do desejo de ninguém. Nem dos capitalistas, nem dos marxistas. Por isso, concordo com a afirmativa do texto. Apenas acrescento o egoísmo à lista de defeitos. Egoísmo de impor um pensamento exato para garantir que será socializado apenas o sucesso. Margaret Thatcher já disse que o socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros.

  2. Quaisquer obra, seja A riqueza da nações, seja O capital, deve estar aberta a discussões.

    Ainda mais em área como a de Humanas, difícil falar em ideia única e imutável, de observância perpétua.

  3. pq veem o dito livro, como uma Bíblia, uma religião. Onde questionar os seus dogmas, é considerado uma heresia.
    Qualquer NORMA que não possa ser questionada, debatida ou criticada, sou contra!

  4. Caro professor, ótimo artigo: conciso, profundo e totalmente transparente.

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14