Por Que Crianças Brincam de Esconde-Esconde

[pullquote]O que destrói este Brasil é a cara de pau daqueles que são pegos com a mão no pote de mel, e dizem que nós é que estamos loucos.[/pullquote]











Maluf diz que não tem conta lá fora, que é inocente.

Senador Arruda quando foi pego disse que é inocente.

Assistindo o Jornal da Globo, o Senador Arruda diz na tribuna do Senado que seguiu os meus conselhos.

Era só o que eu precisava, ser conhecido como assessor do Arruda.

“Stephen Kanitz, numa revista velha que encontrei onde estava um Ponto de Vista chamado Ambição e Ética, dizia:  Não há nada de errado em ser ambicioso, mas o erro, e eu certamente o cometi, é definir a ambição antes de definir a ética.”

Obviamente ele não assina a Veja, e a lê quando vai ao dentista. E assim, perde muitas outras verdades da vida.

Brincávamos de Mocinho e Bandido, Pega-Pega, Esconde-Esconde quando crianças, justamente para situações como estas não acontecerem.

As brincadeiras funcionava.

Mocinho pegava bandido, e quem se escondia normalmente acabava sendo achado, e isto era considerado normal.

Aprendíamos que havia bandidos na sociedade, que amigos iriam tentar se esconder de nós de tempos em tempos.

O que não podia acontecer, em hipótese nenhuma nestes jogos infantis, era o lado contrário dizer que não foi pego, “você não me viu”, ou outros estratagemas do tipo. Isto é que dava briga. Isto era inaceitável.

Uma sociedade é sempre estruturada sabendo que haverá bandidos e gente que se esconde.

Mas uma vez descobertos e pegos, o que se espera que levantem as mãos, com um sorriso amarelo no rosto, aceitem a derrota, peçam desculpas, e bola para frente.

O que realmente irrita todo brasileiro é esta mania dos que são “pegos” negarem o óbvio.

Não estamos sugerindo que estes infelizes façam o que os japoneses e até americanos fazem dando um tiro na boca ou cortando os intestinos. A gente perdoa com muita facilidade.

O que destrói este Brasil é a cara de pau daqueles que são pegos com a mão no pote de mel, e dizem que nós é que estamos loucos.

Eu sei que este tema é mais complexo do que isto, que todo mundo é inocente até prova em contrário, mas estamos esquecendo porque brincamos jogos quando crianças. Para criar uma ética e moralidade que independe da justiça do Estado.

Cada um de nós sabia que quando pego era para levantar as mãos, e aceitar o veredicto, numa boa.

Perdemos, e daí?

No mundo inteiro, a Justiça se tornou uma forma de proteger os bandidos, o que os incentiva a se declarar inocentes e jogar um outro jogo, não aquele que a cultura popular, a sabedoria do povo, a inteligência das massas criaram e que aprendemos na infância.

(Lido por 65 pessoas até agora)

20 Comments on Por Que Crianças Brincam de Esconde-Esconde

  1. Quando até o presidente da nação utiliza esse expediente, que dirá o resto…

  2. Li o artigo “Por que as crianças brincam de esconde-esconde?” e outros textos.
    Kanitz afirma que Arruda brinca de esconde-esconde e trapaceia depois de pego ao se defender dizendo que “não o viram”.
    De quem você fala? É mesmo (só) de Arruda?
    Ato falho.
    Você diz que Krugman nunca recebeu o Nobel. Erra uma vez. Pior.Insiste no erro e incorre na mentira.Desqualifica a denúncia dos leitores sobre a informação do Nobel de 2008.Ainda mais grave: não publica nenhuma retratação em respeito aos leitores e, principalmente ao colunista do “Times”.
    Isso é atitude de quem “define a ética antes das ambições”?
    Em outro texto, desqualifica mais uma vez (!)a inteligência do leitor. Insinua que aqueles que questionaram a informação sobre o Nobel, o fizeram porque valorizam demais teorias concebidas por estrangeiros. Justo você?Então, porque, você, Kanitz, fez (fez mesmo?)MBA em Harvad? Num centro universitário estrangeiro,com aqueles mesmos teóricos (professores) estrangeiros?
    Quando “malhou” o professor de Princenton, você utilizou as teses de um outro estrangeiro: Nassim Taleb. Por que bancou o nacionalista?
    Numa resposta que postou, Kanitz diz que alguns leitores escreveram “bobagens”. Essa palavra é muito agressiva, destoa da linguagem cordata do blogueiro.Kanitz cria através de sua linguagem e dos conteúdos dos artigos, a imagem de sujeito equilibrado, modesto e amadurecido, distante, portanto de alguém que quer se mostrar que é “melhor que os outros”.
    Todas essas dúvidas decorrem de seu silêncio a respeito dos comentários ao artigo “Krugman culpa os administradores pela crise”. Foi você mesmo que suscitou tais desconfianças. Foi você mesmo que se colocou no “paredão”.
    Quando Krugman errou ao publicar falsas informações sobre o ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, ele se retratou e escreveu o artigo “Anatomia de uma mancada”. Sugiro que Kanitz faça um texto com o título: Anatomia de uma (outra mancada).Caso contrário, os leitores perguntarão:
    “Por que Kanitz brinca de esconde-esconde?”
    Como disse outros comentaristas queremos a Verdade acima de tudo. E quem busca a Verdade na Internet, que a procure em outro lugar, porque aqui….

  3. Bem que poderiam seguir o exemplo dos japoneses quando pegos com a boca na botija… Não fariam falta alguma…
    Minha raiva é tão grande com tanta impunidade…
    1) familia garotinho no Rio que ainda tem poder na região de Campos (Norte-fluminense, região pobre e de baixo nivel educacional) mesmo após o flagrante de compra de votos
    2) mensalão do Lula, do carequinha Marcus valerio, do paloffi, do ex-ministro da casa civil etc (estes continuam por ai mandando no PT, como eminencias pardas e na politica)
    3) Caso Calheiros: o coroné do Senado Calheiros nada sofreu, já que contou com o apoio do coroné Sarney e do Lula (que calou os Ptistas)
    4) Caso Sarney: idem ao Calheiros
    5) Caso Arruda: já que o Sarney e o Calheiros podem, o aliado do Arruda continua como Presidente da camara distrital e vai apurar as acusações contra ele mesmo, contra o Arruda e os demais mensaleiros…
    Cadê a justiça??
    Será que ainda precisa apurar alguma coisa??
    O fato é: foi filmado, foi gravado, foi dito, foi revelado… precisa mais?
    Precisa saber o porquê e de onde veio o dinheiro???
    Acho que a justiça deveria trabalhar “por partes”.. não adianta fazer o inquérito perfeito… demora muito e a atitude de impedir que estes caras continuem deve ser imediata.
    A sociedade atual já não trabalha na velocidade da justiça a muito tempo.

  4. Pois é professor.
    lembra do mão branca no rio de janeiro, creio que ele deveria voltar e pendurar esses canalhas em postes com bilhetinhos do tipo; esse não rouba mais do povo.
    volte mão branca, só voce para nos salvar desses bandidos.

  5. Normalmente não faço comentários sobre opiniões do Prof.Kanitz, mas este texto veio coroar o que eu acredito ter sido a educação de estou legando aos meus filhos. Eu brinquei de mocinho e bandido, quando criança, eles não! Mas consegui passar para eles todo esse sentimento e comportamento ético e de respeito ao que é correto e honesto. Se cada um de nós lembrarmos que a responsabilidade pela educação de nossos filhos e nossa e não da escola. Se incentivarmos as brincadeiras lúdicas e banirmos os video-games de suas vidas, teremos no futuro uma correção de rumo, formando cidadãos diferentes do que está por aí.

  6. Infelismente este comentário será mais um e provalvelmente -até que prove o contrário- não surtirá efeito algum. Quantas vezes ao dia nos deparamos com notícias como estas. Sei que muitos Brasileiros ficam indignados como eu. Idiotas como estes jamais levantarão a mão, pois temos realmente memória de peixe. Somos fisgados todos os dias com casos iguais a este. Somos o País do futuro, nos consideram o povo mais alegre do mundo, conseguimos sobreviver com míseros R$510 mas, somos incapazes de lutar juntos por nossos direitos.

  7. A impunidade é antiga, mas está cada vez maior e mais organizada. O apoio que o presidente Lula deu ao Sarney foi um grande impulso à impunidade e organização criminal no parlamento brasileiro. Mancha a biografia do presidente Lula, cujo legado do bem também deve ser reconhecido.

  8. E nós, os mocinhos é que temos que nos proeger dos bandidos….de todos.

  9. As crianças hoje não tem mais espaços para este tipo de brincadeira,nem de ética.
    Aprendem é a jogar vídeo-games, onde se você “errou” (levou um tiro, bateu o carro, perdeu a partida), ninguém fala nada para elas, é apenas voltar o jogo e começar de novo, ninguém viu nada, mesmo…

  10. Este é um sintoma da estratégia cultural marxista: redefinição de termos (novilíngua), reconstrução dialética de textos, etc.
    Agora mesmo temos uma excelente exemplo de falso uso de linguagem com intuito de enganar e confundir: o projeto dos direitos humanos, que de direitos humanos não tem nada, sendo apenas uma desculpa para decisões arbitrárias e ditatoriais.
    É como o sádico que diz que lhe bate para o seu bem. Depois de tanto apanhar, você começa a acreditar.
    Não podemos nos esquecer que não é só a cara-de-pau que cria esta situação: ela é também fruto consciente e proposital da teoria marxista que domina este pobre país.

  11. Kanitz, boa analogia, ela é conhecida de todos e é inegável.
    parabens,
    abraço
    Janos

  12. Meu caro Kanitz, é pena que você esqueceu de citar o Lula

  13. AHAHAHA !!!!
    E LULA DISSE QUE NÃO SABIA, NESSE VOCÊ ACREDITA….

  14. Penso ter dois culpados, um é a impunidade que reina no nosso país e o outro é de quem vota no corrupto, por exemplo, o Arruda já tem histórico , lembram-se da Fraude no Painel ? e tantos outros, como Collor, Maluf… enfim é precido conciencia e memoria fresca na hora de votar.

  15. Entendo que todos podem errar, assim como todos tem o direito de se corrigir e serem perdoados desde que assumam os erros praticados pagando pelos erros feitos e ressarcindo os prejuizos causados a sociedade. Ao corrigir-se deverá expor a todos não só a parte que pessoalmente lesou como também denunciar todos os envolvidos nas fraudes publicamente para que todos vejam e também paguem pelos erros cometidos. Para mim só assim se fará plena justiça a todos. Infelizmente a maioria dos “Arrudas” políticos é que fazem as leis para benefício próprio isentando-se das penalidades. É este Brasil que temos que mudar, acabando com todos os corruptos. Se cada um fizer a sua parte podemos não acabar com todos, mas vamos melhorar os dias de nossos filhos e netos.

  16. Olha so, por fim alguem fala disso!!!! No aeroporto de Philadelphia uma mae brasileira estaba com seu filho, o menino brincando tentava arrancar o auricular do telefone publico. Que a mae fazia? “meu filho vc nao esta fazendo nada mau, vc eh um doce….”
    Todos meus vizinhos tem filhos que passam o dia enteiro gritando na piscina, cachorros que latem sem parar…e se lascam! Depois se perguntam pq eles mijam na rua em qualquer lugar, esteja quem seja de perto, assaltem, matem….
    Sim, nao sou brasileiro. Mas posso dizer que seria tao bom ver um povo civilizado, respeitoso e solidario…

  17. Enquanto houver brechas abusáveis em um país pouco amado elas serão abusadas. É até bom que seja assim para que os problemas possam ser identificados. Imagine se houvessem muitas pessoas que fingem ser honestas para só atacarem quanto tivessem planos minuciosamente elaborados. Seria o caos. Não poderíamos confiar em ninguém.

  18. Kanitz tem toda razão. Podemos concluir que Arruda não brincou este jogo ou senão aprendeu a roubar desde criança. E quando adulto, resolveu brincar o jogo dos corruptos sem-vergonha. Isso só acontece porque há a certeza da impunidade. Kanitz e todos nós brasileiros nos perguntamos: Onde está a Justiça? Por que Arruda continua no jogo?
    Nas próximas eleições que disputar, Arruda fará (de novo) o discurso do mocinho injustiçado. Na maior hipocrisia, vai repetir que só queria bancar o papai-noel -muito bonzinho!-e que o dinheiro era só para o panetone dos pobres. Agora, certamente, está consultando Maquiavel, seu mestre em assuntos do poder. Mas nos dias de hoje, nem mesmo as “dicas” inteligentes do filósofo pode livrar sua cara. O florentino não poderia previr o advento das câmeras de TV.

Comments are closed.

UA-1184690-14