Erros Médicos

Estamos sempre reduzindo as prestações dos seguros saúdes, e quem sai prejudicado são os médicos, laboratórios, e pasmem – os próprios pacientes.

De tempos em tempos, um médico comete um erro ao tratar uma personalidade famosa.

O médico é massacrado em público, condenado e julgado muito antes do julgamento legal, por pessoas que não estudaram Direito nem processo jurídico.

Mas por que ninguém comenta os famosos Erros Pacientes?

Pacientes, o que quer dizer isto?

É assustador que ninguém tenha ouvido um termo destes.

Erros Pacientes é o contrário de Erros Médicos.

São os erros que nós cometemos, e aí sobra para o médico.

O fulano fuma a vida inteira, não faz exercícios, come como um cavalo, e aí tem uma complicação médica na mesa de operação, e sobra para o médico.

Uma operação que ele tiraria de letra, vira uma complicação.

E se ele erra na complicação, quem é o culpado?

Se não fosse a complicação, ele não teria errado.

Se você não comesse como um cavalo, você estaria vivo, nada a ver com a incapacidade do médico de se sair bem na “complicação”.

Quantas vezes já vi paciente escolher médico com base no preço?

Isto mesmo, o médico mais barato, sem verificar antecedentes, muito menos diploma.

E aí, espera que o médico mais barato tenha os mesmos índices de acerto que o médico caro, e que atende a metade dos pacientes do que o médico mais barato.

Isto não é um erro?

Um erro sim, só QUE desta vez do paciente.

Menos do que 0,1% das famílias brasileiras deixa R$ 30.000,00 guardado na gaveta para uma eventualidade médica grave.

A sociedade e o próprio governo vivem reduzindo as prestações dos seguros saúdes, e quem sai prejudicado são os médicos, laboratórios, e pasmem – os próprios pacientes.

Você tem de ser o primeiro a se preocupar para que o seu médico não cometa erros.

Cuidando da sua própria saúde.

Por exemplo, reduzindo stress, gordura, fazendo exercício físicos, mantendo seu corpo em forma, reduzindo as suas chances de precisar de um médico.

Muitos médicos erram porque são mal pagos.

Por isto, a maioria dos médicos cuida do dobro de pacientes do que deveria. Sem tempo para estudar, nem de acompanhar você de perto. Mas ninguém quer pagar o dobro.

O responsável final pela sua saúde e da sua família é você, não o seu médico.

Eu possuía uma cópia do Nelsons Pediatrics com o qual eu conferia os diagnósticos do nosso pediatra.

Ele já sabia da minha auditoria e ao sair dizia, “pode consultar das páginas 456 até a 470”, numa boa.

Errar é humano, e você depende do seu médico para corrigir o seus erros.

Cuide bem dele para que ele não cometa um erro cuidando de você.

(Lido por 132 pessoas até agora)

UA-1184690-14