Entrevista Com Stephen Kanitz



“Dentro de 6 a 8 meses, a inflação deve acabar”. Dito para a Revista Imprensa em Setembro de 1993, um ano antes do Real. Quem investiu na Bolsa, seguindo meu palpite, quadruplicou seu investimento, basta conferir aqui. O jornalista que me entrevistou ficou rico e se aposentou.   REvista-Imprensa-93

 

Screen Shot 2014-03-25 at 21.23.47

(Lido por 173 pessoas até agora)

4 Comments on Entrevista Com Stephen Kanitz

  1. O professor Kanitz já disse em outro post que também é graduado em economia.

  2. Administrador querendo virar economista, é isso? Depois economista é crucificado pelo senhor por aceitar vaga de administrador. Cadê a ética que vc prega?

  3. Stephen Kanitz, sei que este comentário talvez não esteja no ‘lugar adequado’ a finalidade a que se destina, mas, pode ser interessante sua leitura. Vendo uma reportagem sobre queimaduras me ocorreu que algum ‘meio jornalístico’ poderia fazer uma reportagem ‘séria’ sobre o fato de existir inúmeros relatos de profissionais da área da saúde e de hospitais (médicos e pessoal de enfermagem) de casos de queimados com o álcool líquido e a gravidade das lesões. Sabendo que governo, por sua vez, e a expensas do dinheiro público, nosso dinheiro (povo brasileiro), financia campanhas publicitárias ‘caríssimas’ tentando conscientizar os adeptos do ‘churrascos de fins de semanas’ a aumentar o cuidado com o manuseio do álcool líquido, evitando assim queimaduras. E, indiferentes a isso, os usineiros continuam a se recusar a produzir o álcool na forma de gel, apesar de insistentes decisões e algumas resoluções da ANVISA – Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Chegando ao cúmulo (os usineiros) de, como forma de amenizar os risco do uso do produto líquido na formulação com graduação alcoólica mais elevada, passar a produzir o ‘mesmo’ álcool, ainda na forma líquida, com uma graduação alcoólica bem abaixo daquelas anteriormente produzidas (por volta de 78 graus, hoje, 45%) e bem menos eficiente para o uso doméstico e assepsia, usos, para os quais mais se destinam. E o pior, ao mesmo custo para o consumidor final, apesar da menor eficiência. Você poderia fazer isso. Seria uma boa sugestão de artigo!

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14