Taxar Lucros Reinvestidos?

Existem somente 3 fontes de recursos para o crescimento das empresas.

1- Financiamento via dívidas

2- Investimentos de Capital, e

3- Reinvestimentos de lucros. Não há outra forma de comprar máquinas e empregar pessoas.

Como o governo toma para si boa parte da poupança nacional (1), e somos um país pobre e que odeia os ricos (2) só sobra o (3) reinvestimento de lucros como fonte de crescimento.

Agora preparem-se.

No Brasil taxamos os Lucros Reinvestidos nas empresas em 50%.

O pouco de financiamento a custo zero que temos, nossos governos decidiram taxar os lucros reinvestidos em 25 a 35% dependendo do setor, mas que na realidade chega a 50%

Estes 50% dependem da taxa de inflação, porque desde 1995, nossos governos  proibiram nossos contadores  a  fazerem a correção dos ativos e suas depreciações.

Por isto nosso crescimento é a metade do que deveria.

São tão gananciosos, que estão taxando a galinha de ovos do próprio governo.

Eliminar a Taxação de Lucros Reinvestidos das Empresas, maior fator que inibiu nosso crescimento nos últimos 50 anos.

Não haverá mais a taxação de 50% nos Lucros Reinvestidos, iremos investir 100% do lucro reinvestido, o que nos permitirá dobrar o nosso crescimento baseado em reinvestimento de lucros.

O Partido Bem Eficiente manterá a taxação de Lucros Distribuídos, que consideramos correto. 

Mas taxar as empresas que reinvestem o lucro para a sociedade, é um tiro no pé.

(Lido por 211 pessoas até agora)

10 Comments on Taxar Lucros Reinvestidos?

  1. Politica não é feita para melhorar a situação da sociedade, mas sim para se permanecer no poder, seja lá qual ele seja.

  2. Edgar,
    Infelizmente trabalhei no Governo. Eu lembrei aos Phds que eleaboraram o Plano Cruzado que haviam esquecido a trazer a valor presente os preços a prazo de 30 60 90 dias.
    Eles aumentaram os precos em 17% 34% 51%, num plano que deveria ser de congelamento.
    Desorganizaram a economia no primeiro mes. Maria Conceição chorou de orgulho de seus meninos, lembra-se.
    Não Edgar, não sobra um. Um dia em conto tudo.

  3. Olá Kanitz, estou aqui novamente. O Leandro lembrou bem que não devemos achar que só incompetentes estiveram como técnicos no governo. O problema no governo são os políticos que no final é de onde saem as decisões. Um conchavo aqui uma obra eleitoreira na região, e os deputados ajudam passar leis que nem o Kanitz ou ECONOMISTAS vêm como saudáveis à vida do pais e ao seu futuro. Muitos “PHDs das melhores universidades do mundo”, devem ter chorado solitários ao verem desprezados estudos sérios em troca de acordo político “pela governabilidade”.
    A postura correta é a nossa, e de todas as pessoas que estão aprendendo que podem fiscalizar, reclamar e exigir. Não demora muito os que tiveram ganho de padrão de vida se acostumarão e vão se tornar mais exigentes, e o nosso trabalho como cidadãos e técnicos é dentro do nosso conhecimento esclarecer mesmo que de maneira divergente entre nós, dando oportunidade de decisão a todos.
    Falando em impostos, nos anos 50 nos comprávamos crédito e caribávamos na nota “o imposto foi pago por verba”. Aí a coisa mudou apareceram uns tais de ICM e IPI, sendo um estadual e outro federal. Creditava-se na compra e recolhia-se a diferença na venda. Meu pai achou muito. O ICM era de 8% e o IPI 5%>
    Hehehehehe.

  4. Em nosso País infelizmente está disseminadoa Teoria da Miséria,isso acontece desde que foi descoberto. Precisamos de lideranças que tenham visão equilibrada das forças e fraquezas desta nação, eleger pessoas que realmente querem o desenvolvimento, mas isso parece cada dia mais difícil,é só começar a ligar os fatos para perceber que estamos vivendo em um regime de opressão e escravidão,Liberdade e Segurança já se foram faz muito tempo. O ambiente para negócios simplesmente está proibitivo.

  5. Nem imaginam voces a minha decepção quando descobri esse comportamento legal, em 1998 quando abri minha empresa. Pensava em reinvestir o lucro continuamente para acelerar o crescimento da empresa. Foi preciso repensar as estratégias e equilibrar empresa e vida privada uma vez que a retirada do sócio não sofre essa tributação. Na minha cabeça, totalmente incoerente. Mas para o bolso, temos que pensar a melhor forma, já que o dinheiro não aceita desaforo. E Brasilzão.

  6. Uma coisa é fato: todo Brasileiro gostaria de ser rico, mas odeia quem é. Talvez por isso as leis incentivem isso, mas os impostos impeçam… Não entendo direito isso… Tem leis de Incentivo ao empreendedorismo, Tecnológico e tals, mas tem impostos e barreiras que impedem o pleno aproveitamento dessas leis… Espero que o PBE remodele assim como está dizendo a atuação do governo, pelo menos de forma menos confusa, com objetivo definido.

  7. Certas coisas parecem tão simples que não acredito que alguns grandes economistas que estiveram no governo não pensaram nisso, cabe lembrar que tivemos PhDs das melhores universidades do mundo no governo. Não me parece que a falta de soluções seja o maior gargalo, mas sim como melhorar os mecanismos que governam nosso processo decisório, acho essa a principal questão, há estudos interessantes, por exemplo de Marcos Lisboa, sobre o que leva um país a crescer, mas como fazer isso acontecer? Como reformar o sistema para que se possa implementar as melhores soluções?
    Não quero um Kanitz cansado, quero o Kanitz de sempre, inquebrantável, que nos chama para que nos guiemos no Cruzeiro do Sul, para que achemos nosso próprio caminho, que acredita e que nos provém de valiosos insights!

  8. Realmente, é burrice esse tipo de pensamento ganancioso do governo que faz com que as empresas prefiram fazer qualquer coisa com o lucro do que reinvestir para crescer. A meu ver, se essa taxação não existisse o governo iria arrecadar muito mais com o crescimento das empresas.

  9. O que mais me agrada na filosofia do PBE é que ele parece ter um toque liberal.
    Existe um impedimento psicologico, uma barreira psicológica/cultural nos brasileiros que impede que as pessoas consigam ver uma maneira de vez o país crescer.
    E é fato que no Brasil é feio, é errado, é ruim ser rico.

Comente

Seu email nao sera publicado.




UA-1184690-14