Como Falar em Público – Segredo Número 3

[pullquote]Quanto maior o currículo, mais chato fica.[/pullquote]

A sua palestra não começa com você assumindo o palco.

Começa quando o organizador anuncia que “agora teremos um palestrante que já foi isto, e aquilo, e escreveu tantos livros e foi ministro e …………………………………………………………………….   assim por diante”.

Quanto maior o currículo, mais chato fica e mais demorada fica a sua subida no pódio, e menor serão as palmas.

O melhor é você mesmo se apresentar.

A segunda solução é manter o seu currículo o mais curto possível.

Meu sonho é ser apresentado: “E agora KANITZ, himself”.

Você que já foi plateia inúmeras vezes, o que mais lhe irrita na fase de apresentação de um palestrante?


(Lido por 23 pessoas até agora)

9 Comments on Como Falar em Público – Segredo Número 3

  1. Respondendo à sua pergunta, é um pouco irritante também o próprio palestrante gastar 15 minutos desfilando seus títulos e conquistas. Imagino que muitos conquistaram o direito de fazê-lo, mas não significa que devam. Ainda mais se quiserem conectar com a audiência.

  2. Concordo com o Kanitz. O importante não é o currículo longo. O que dá valor à palestra é a consistência do conteúdo e uma abordagem interessante.

  3. Gosto da apresentação.
    Na hora decido se vou dormir ou prestar atenção.

  4. Saudações Mr. Kanitz,
    como platéia, ofereço um contraponto. Eu (bem como muitos amigos meus com os quais já discuti este assunto) não nos incomodamos com a apresentação de um curriculum de destaque. Pelo contrário, se o curriculum for bom, faz o palestrante merecer mais atenção e respeito!
    Da mesma forma não dou muito crédito se o palestrante não tiver histórico para mostrar.
    E concordo com o Sr. Ari logo acima: incomoda muito se o palestrante faz longa fase de agradecimentos.

  5. O que mais me irrita é quando, no início, ele agradece a presença nominalmente de 15 ou 20 pessoas, citando os cargos. O pior é que sempre aparece mais alguém depois.
    O mais irritante é quando o palestrante anterior já agradeceu essas mesmas 15/20 pessoas…
    Ou mais ainda se dois ou três palestrantes já fizeram isso.

  6. o palestrante fala muito bem pra descrever seu curriculum, mas na hora da palestra dá uma tristeza.
    fui em uma palestra de uma chef de cozinha/jornalista destas filhinhas de papai que viajam o mundo e depois retornam palestrantes e chefes.a cada 15 minutos de fala do assunto ela falava dela mesma de suas aventuras e viagens, o assunto mesmo nada. depois quis vender seu livro, as pessoas mais experientes na platéia nem chegaram perto do estande de vendas.

  7. Acredito que apresentaçao do CV tem que ser feita pela organizaçao que esta promvendo uma palestra sobre o palestrante, ler e depois ouvir o palestrante falar do seu curriculum é irritante, perca de tempo..

  8. Não acho que a parte ruim seja na hora da apresentação do CV do palestrante, se realmente este for exemplar, pode até incentivar a platéia. O que me irrita é quando ele ou ela falam poeticamente sobre seus méritos e conquistas pessoais, esquecendo qual foi o objetivo inicial da palestra. Fui em uma palestra onde a palestrante estava envolvida com pessoas acusadas de corrupção. Mesmo assim ela continuou fingindo que sua carreira era brilhante. O que qualquer platéia quer ouvir é a verdade. Somente isso. Sempre.

Comments are closed.

UA-1184690-14