A Economia Neoclássica não serve para o mundo industrial. Adam Smith, David Ricardo viviam num mundo 70% agrícola.

Economia Administrativa é o que empreendedores e administradores precisam.

O Imposto Sobre Grandes e Pequenas Fortunas

Imposto sobre Fortunas tira dinheiro dos ricos, mas não necessariamente vai para os pobres. 80% do dinheiro fica perdido nos gabinetes do governo.
Por isto acreditamos em Filantropia e Fundações Filantrópicas, onde nada disto acontece. 80% do dinheiro vai para os pobres, se não mais.
[Continua….]

Plano de Combate à Uma Futura Recessão

Plano Emergencial de Combate à Recessão  Planos de combate à recessão devem ser planejados muito antes de uma possível recessão. Isto se chama Planejamento Estratégico. Todos os demais partidos políticos não têm Planos Contingenciais nem Estratégicos. Eles têm políticos e acadêmicos supostamente brilhantes que irão no meio da crise achar [Continua….]

O Erro do Acordo da Basileia

Os Estados Unidos nunca desenvolveram o conceito de correção monetária dos balanços, o conceito de Taxa de Câmbio entre a mesma moeda mas em períodos diferente do tempo, como fizemos no Brasil. Nos Estados Unidos, o lucro de 1921 do CitiBank ainda está registrado em doláres de 1921, apesar da [Continua….]

Entenda Reservas Internacionais

O sucesso de Henrique Meirelles no Banco Central, o primeiro administrador profissional a comandar o Banco Central implantando várias medidas há anos defendidas pelos administradores brasileiros, não poderia deixar de trazer críticas. Um grande banco de São Paulo divulga relatório onde critica o custo das Reservas Internacionais acumuladas pela primeira vez [Continua….]

Meirelles 2018

Tempo de leitura: 50 segundos O governo Itamar reduziu a inflação para um dígito, depois de mais de 50 anos de inflação galopante neste país. Quem reduziu a inflação, não podemos esquecer, foi o Governo Itamar e não o Governo FHC como todo historiador irá informar. Itamar claramente seria culpado [Continua….]

Meirelles 2018. Parte II

Esta era a composição dos juros da dívida interna em 2002, no final do Governo FHC. Mais de 80% da nossa dívida era com juros “flutuantes”, atrelados a Selic. Notem que são dívidas públicas sem um juro pré-estabelecido em contrato, como 5% ou 12% ao ano. Já escrevi centenas de [Continua….]

Investment Grade do Brasil

Para vender diretamente para Fundos de Pensão, algo que nunca havia sido feito pelo Brasil, é necessário ter um Investment Grade. Em 1986 fui trabalhar no Governo Sarney, para tentar resolver a questão da Dívida Externa. Resumidamente, os Ministros das Finanças da era militar haviam assinado vultosas dívidas externas com juros [Continua….]

Gustavo Franco e a Âncora Cambial

Em 2002 ano que Lula toma posse,  40% da Dívida Interna era em Dólar e não em Real. Era a política da âncora cambial, iniciada em 1994. Dívida interna deveria ser sempre em real, reza a boa administração financeira e o bom senso. A não ser se sua empresa é [Continua….]

Empresas de Classe Mundial

 Tempo de leitura: 45 segundos  A ideia de que nações deveriam ser tão eficientes como empresas, que deveríamos criar governos bem administrados e empresas de classe mundial não era bem aceita no passado no Brasil, e nem é até hoje entre alguns partidos políticos deste país, que são contra grandes empresas em geral. Mas é uma antiga bandeira [Continua….]

O Novo Mapa Mundi

Tempo de leitura: 1 minuto Administração Econômica é a análise dos nossos problemas econômicos sob a ótica da Administração. Sob esta ótica inúmeros problemas graves surgem e precisam ser resolvidos rapidamente. Um destes problemas é a mudança de poder no mundo. O novo mapa do mundo será China-Índia cêntrica. A [Continua….]

Reservas Internacionais do Brasil

Publiquei em 2004 na Veja, o artigo “Faça um Colchão de Segurança”, onde colocava uma preocupação com o baixo nível de reservas internacionais do Brasil na época, e que diante da crise que viria em 2008 foi presciente. “Volatilidade faz parte da vida – e sempre fará. O correto é conviver com [Continua….]

1 16 17 18
UA-1184690-14