A Economia Neoclássica não serve para o mundo industrial. Adam Smith, David Ricardo viviam num mundo 70% agrícola.

Economia Administrativa é o que empreendedores e administradores precisam.

A Atividade Administrativa Mais Antiga do Mundo

Qual foi a primeira atividade administrativa do mundo? Nunca saberemos, mas achei interessante fazer uma especulação. Somente chegamos ao estágio de civilização que conhecemos, graças à nossa capacidade de cooperação mútua, especialização de trabalho e coordenação de milhares de atividades diversas. Três áreas que administradores se preocupam, e pelo visto, [Continua….]

Preços Administrados

Precificação de produtos para o mercado sempre foi um problema complexo de administração de empresas. Professores acadêmicos neoclássicos acreditam que os preços são determinados pelo mercado, pela intersecção da “curva da oferta” com a “curva da procura”. Notem a falta de qualquer compromisso com a realidade. Por que não usar [Continua….]

Como Obter Mais Seguidores

Em 1982, o jornalista Emilio Matsumoto me ofereceu a Seção Investimentos da Veja, que estava caindo no índice de leitura abaixo de 2%. Menos de 2% dos leitores a liam e a seção ameaçava ser cortada. No desespero ofereceram para mim e topei. Porque queria testar uma nova forma de organização jornalística, [Continua….]

Culpem Keynes, Não a Ganância

Uma famosa revista semanal publica com destaque uma longa entrevista com Robert Shiller, prof. de Yale, onde ele atribui a crise aos espíritos animais de administradores, empresários e consumidores. “Na visão de John Maynard Keynes os ciclos de euforia só podem ser entendidos levando em conta as emoções e os [Continua….]

Pesquisa: Como Você Mudaria a História do Brasil?

Coloquei tempos atrás esta pergunta no ar: Imagine que você tem uma máquina do tempo e poderia ir para alguma data do passado, e mudar algum evento histórico do Brasil. Qual seria este evento?  Infelizmente tivemos menos que 30 respostas, muitos criticaram a própria pergunta como masturbação histórica. Não é. [Continua….]

Reforma Previdenciária

Antigamente, a solução para se aposentar com dignidade era ter muitos filhos, o que trouxe explosão demográfica, pobreza e miséria. Por isso, a maioria dos países criou um sistema de aposentadoria e proteção social chamado Sistema por Repartição Social. Nele, todos os jovens contribuem igualitariamente para que todos os velhos [Continua….]

O Custo das Nossas Reservas

Leiam, e tentem de imediato achar três erros primários, que invalidam os cálculos feitos. O debate sobre o custo de nossas reservas internacionais é um interessante exemplo da visão da Economia Administrativa. Acadêmicos acusaram o então Presidente Henrique Meirelles de desperdiçar 45 bilhões ao ano, valor superior ao total de [Continua….]

O Mito do Basta Reduzir os Juros

A maioria das pessoas que não estudou administração financeira, acha que o Banco Central pode reduzir os juros simplesmente por decreto, e que nada aconteceria de ruim, só de bom. Santa ingenuidade! Acham que os investidores irão aceitar os juros menores numa boa, e não mudariam de posição, tipo comprando [Continua….]

Cegueira Profissional

Em administração temos um fenômeno que chamamos de cegueira profissional. Muitos problemas empresariais não são resolvidos porque justamente nossa formação e nossa experiência acumulada nos deixa cegos a alguns problemas, e por consequência a algumas soluções. Por isso, chamamos de tempos de tempos consultores externos: “Vocês enxergam algo que não [Continua….]

Um Governo Pode Endividar o Próximo Governo?

Neste Estudo de Caso de Economia Administrativa, colocamos a questão se um governo poderia deixar dívidas para um próximo governo eleito, e se a resposta for sim, qual seria o limite? 1. Pode um governo com mandato de 4 anos, contrair dívidas de 1 trilhão, para serem pagas pelo próximo [Continua….]

Entenda a Lei de Responsabilidade Fiscal

Uma das leis mais elogiadas do governo FHC. Como sempre, muitos elogiam sem analisar corretamente a Lei. Mas vamos por partes, para não sermos injustos. Vejamos primeiro as razões históricas desta lei. Aqui uma descrição no Wikipedia  No Brasil, a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101 de 4 de maio [Continua….]

O Imposto Sobre Grandes e Pequenas Fortunas

Imposto sobre Fortunas tira dinheiro dos ricos, mas não necessariamente vai para os pobres. 80% do dinheiro fica perdido nos gabinetes do governo.
Por isto acreditamos em Filantropia e Fundações Filantrópicas, onde nada disto acontece. 80% do dinheiro vai para os pobres, se não mais.
[Continua….]

1 14 15 16 17
UA-1184690-14