The Accidental President of Brazil


Todo jornalista, historiador e administrador que queira entender o Brasil, precisa ler a entrevista.

FHC nesta entrevista mostra bem o pensamento de muitos no Brasil, não somente de FHC.

A começar pelo título do livro de FHC no exterior. The Accidental President of Brazil.

Retrata bem porque este país é mal administrado, em todos sentidos.

Ninguém é presidente de uma empresa multinacional por acaso ou By Accident.

O Conselho de Administração escolhe aquele com a melhor competência administrativa, conhecimento técnico, habilidade, etc.

Os candidatos lutam pelo cargo, se preparam anos a fio como diretores de diversas áreas.

Não é por acaso, muito menos por acidente.

E se fosse, jamais diriam em público porque depõe contra a empresa, e neste caso o Brasil.

O título Accidental President depõe contra o Brasil, mostra que somos uma republiqueta.

Mostra que FHC foi pego de surpresa, e portanto despreparado.

Trabalhei no Governo Sarney com o Ministro João Sayad, que me convidou a ser o primeiro Secretário de Privatização do Brasil.

Éramos colegas da FEA, e eu teria sido escolhido por “acidente”, apesar de minha longa experiência em avaliar as 500 maiores empresas empresas do país, e ter criado o Termômetro de Insolvência.

Mas eu conhecia dezenas de pessoas mais experientes do que eu, em Bancos de Investimentos, M&A, que fariam um trabalho melhor do que eu.

Recusei, e sugeri outro.

Agora sei que errei, porque foi escolhida uma outra pessoa, por acidente, que nada entendia do assunto.

Mas segui meus princípios.

Divulgar para o mundo, como fez FHC, que somos um país que escolhe presidentes por acaso, que presidentes não se preparam para o cargo, que não lutam pelo cargo, é muito triste.

(Lido por 83 pessoas até agora)

UA-1184690-14